A história dos telefones celulares: entenda a evolução

A história dos telefones celulares: entenda a evolução

Dos aparelhos mais simples aos inteligentes, dos menores aos maiores, os telefones celulares foram drasticamente aprimorados para se tornarem centros de informação e comunicação essenciais para a vida contemporânea.

O telefone móvel provavelmente é a tecnologia que mais evoluiu e vem evoluindo cada vez mais desde sua criação.

Para que você conheça este avanço tecnológico, resumimos com os pontos mais importantes desta história.

Martin Cooper é considerado o pai do celular

Cell phone pioneer Martin Cooper
CAPTION – REPLACE ME! / © Google

O inventor Martin Cooper (1928) é um engenheiro visionário que foi o líder da equipe que criou o Dyna Tac, da Motorola, o primeiro aparelho relativamente portátil do mundo da telefonia. Leve, o celular pesava menos de um quilo, mais precisamente 793 gramas.

Martin Cooper assumiu em 1970 o cargo de responsável pela equipe de desenvolvimento do primeiro celular do mundo. O primeiro protótipo que efetivamente funcionou levou apenas 90 dias para ficar pronto.

As pessoas querem conversar com outras pessoas - não em uma casa, em um escritório ou num carro. Se houver escolha, as pessoas exigirão a liberdade de se comunicar onde quer que estejam, sem as restrições do infame fio de cobre. É essa liberdade que procuramos demonstrar vividamente em 1973.

A primeira chamada de um celular foi realizada por Martin Cooper

A demonstração de uma primeira chamada foi feita pelo próprio Martin e aconteceu em Nova Iorque no dia 3 de abril de 1973. Essa primeira ligação foi dirigida a Joel S. Engel, chefe da equipe da AT&T, empresa concorrente da Motorola que estava desenvolvendo um produto semelhante. 

Uma curiosidade: a segunda chamada foi feita para um repórter do New York Times enquanto Martin atravessava a rua.

Com bateria que aguentava apenas 30 minutos de chamada

Demorava 10 horas para ser carregada, Dyna Tac significava Dynamic Adaptive Total Area Coverage. O aparelho tinha as seguintes dimensões: 33 cm por 8,9 cm e 4,4cm de profundidade.

O valor inicial de venda foi US $ 3.995 (mais caro que o melhor car phone da época, que era comercializado por 2.500 dólares).

Quando o celular se popularizou

O Federal Communications Commission só aprovou a comercialização do aparelho inventado por Martin dez anos mais tarde, em outubro de 1983. Assim que lançado, após um ano de serviço, já 200.000 pessoas se tornaram assinantes do serviço de telefonia. Cinco anos mais tarde o número aumentou em 10 vezes.

Durante os dez anos que separaram a criação da aprovação comercial, a Motorola pressionou o governo para que uma estrutura de antenas fosse implementada de modo a garantir o funcionamento dos celulares. 

Enquanto isso, no Japão e na Suécia, já em 1979 os celulares começaram a ser usados, antes mesmo da América comercializar os primeiros aparelhos para o grande público.

O primeiro celular popular - 1983 – 1990

primeiro celularrr
Motorola DynaTAC 8000X / © DynaTAC 8000X

Em 1983, o mundo ganhou o primeiro telefone móvel portátil, o Motorola DynaTAC 8000X. Custou US $ 4000 de dar água nos olhos e era um grande símbolo de status na época. Dois anos depois, foi feita a primeira chamada de celular em solo do Reino Unido, com o então presidente da Vodafone, Sir Ernest Harrison, o feliz destinatário. 

Em 1989, a Motorola deu continuidade ao DynaTAC com o 9800X ou MicroTAC, ele veio com uma tampa dobrável para teclado e definiu o padrão para o formato flip phone visto ao longo dos anos 90. O único recurso disponível no aparelho, era fazer chamadas.

No Brasil um celular fez a sua primeira chamada no Rio de Janeiro, em 1990. O primeiro aparelho a chegar aqui foi o Motorola PT-550, que primeiro ganhou as ruas do Rio de Janeiro e depois foi comercializado em São Paulo. Nesse primeiro ano de vendas cerca de 700 aparelhos foram habilitados no país.

Celular deixa de ser restrito apenas ao uso comercial - 1991 – 1994

Nokia 1011
Nokia 1011 / © Tiger Mobiles

O GSM foi lançado pela primeira vez na Europa em 1991 com o Orbitel TPU 900, o primeiro no mercado, mas foi somente em 1992 que os celulares não estavam mais restritos ao uso comercial. A produção em massa pavimentou o caminho para aparelhos de consumo de baixo custo com monitores digitais.

A Nokia foi uma das primeiras a aproveitar essa transição, com o Nokia 1011 chegando naquele ano. O aparelho ganhou novos recurso para a época, além de fazer chamadas, o aparelho enviada SMS e contava com jogos.

O primeiro aparelho voltado para a moda - 1995 – 1998

Simens s10
Siemens S10 / © Tiger Mobiles

Embora oferecesse apenas quatro cores, o Siemens S10 deu vida a telas de telefones celulares pela primeira vez em 1997. No mesmo ano, Hagenuk lançou o GlobalHandy, o primeiro aparelho sem antena externa. A personalização também começou em grande estilo com a Ericcson oferecendo painéis de teclado frontais coloridos trocáveis.

No ano seguinte, a Nokia lançou uma linha de tampas intercambiáveis ​​'Xpress-on' na série 5100, tornando-o o primeiro telefone voltado para a moda.

Crescimento de aparelhos com novos recursos - 1999 – 2002

Nokia 7110
Sony Ericsson T68i / © Tiger Mobiles

Em 1999, a Nokia revelou o 7110, o primeiro dispositivo a aproveitar as vantagens do WAP (um meio de acessar informações em uma rede móvel sem fio).

Um ano depois, a Sharp lançou o primeiro telefone com câmera do mundo, o J-SH04. Estava disponível apenas no Japão, mas sinalizou o início da obsessão do público com a fotografia por telefone. No entanto, foi somente em 2002 com o lançamento do Sony Ericsson T68i e sua câmera de encaixe que os mercados ocidentais começaram a se interessar pelo telefone com câmera.

Revolução de dados móveis - 2003 – 2006

BlackBerryyyyy
BlackBerry Pearl 8100 / © Tiger Mobiles

A implementação do 3G levou velocidades de download de até 2MBS em março de 2003, sendo o "3" o primeiro a oferecer o serviço no Reino Unido. A RIM trouxe o e-mail móvel para as massas com sua variedade de dispositivos BlackBerry populares, como o 8100 Pearl. O advento de câmeras frontais em 2003 em dispositivos como o Sony Ericsson Z1010 tornou a videochamada possível, mas não popular.

Ficando mais inteligente - 2007 – 2010

iPhoneeeeeeeeeeee
iPhone (1º Geração) / © Tiger Mobiles

Deslizar e rolar substituiu o método tradicional de botão de entrada. O LG Prada foi o primeiro touchscreen a chegar ao mercado antes do Apple iPhone em maio de 2007. No entanto, a Apple provou ter uma marca mais forte e conhecimento superior do potencial da touchscreen capacitiva.

Companheiro de vida - 2011 – 2014

Galaxy S5
Samsung Galaxy S5 / © Tiger Mobiles

Os smartphones se tornaram cada vez mais importantes para a vida moderna, oferecendo muito mais do que apenas recursos de comunicação. O primeiro serviço 4G do Reino Unido foi lançado em 11 cidades pela EE em 2012, com velocidades de download de até 12 Mbps.

O reconhecimento de voz se tornou comum primeiro com o Google Voice, antes que a Apple lançasse o Siri no mercado. A Samsung adicionou um monitor de frequência cardíaca integrado ao seu carro-chefe Galaxy S5 para capitalizar no crescimento da saúde e fitness móvel.

Tamanho importa - 2015 – 2018

iPhone 7 pluuus
iPhone 7 Plus / © Tiger Mobiles

A adoção global de 4G melhora enormemente os recursos de streaming de vídeo e videochamada. O tamanho da tela continua a crescer para maximizar a experiência desses recursos, com a tela do iPhone 7 Plus agora 57% maior do que o iPhone original de 2007.

Os pagamentos móveis também surgem com o Apple Pay e Android Pay, oferecendo aos usuários a possibilidade de comprar coisas com seus smartphones.

O mais rápidos - Nos Dias de Hoje

One Plus 7 Pro
OnePlus 7 Pro / © Tiger Mobiles

A rede de quinta geração promete velocidades de dados e confiabilidade amplamente superiores, impulsionando streaming de vídeo de ultra-alta resolução e jogos móveis. As tendências de design de celulares continuam a empurrar para uma experiência de tela inteira, com OnePlus introduzindo a câmera selfie pop-up em seu dispositivo 7 Pro carro-chefe para acabar com o entalhe completamente.

apple iphone 12 2 up 10132020
iPhone 12 / © Apple

iPhone 12 marca início de uma nova era de tecnologia de chips. A Apple já afirmou que seu chip A14 realizará tarefas de machine learning "até 10 vezes mais rápido" do que o A13. Podemos esperar que, em breve, outras marcas de smartphones estarão fazendo afirmações semelhantes sobre seus produtos na medida em que migrarem para 5nm. É claro que os consumidores ficarão mais impressionados com os usos da tecnologia que melhoram a vida, do que com os hipotéticos ganhos de velocidade. Nos próximos anos, algumas aplicações dos avanços tecnológicos de 5 nm e depois de 3 nm devem se tornar óbvias.

Atualmente o Brasil possui 424 milhões de dispositivos digitais em uso, revela a 31ª Pesquisa Anual do FGVcia

ÚLTIMOS ARTIGOS

4 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Tive um Nokia 2220. Aquele era guerreiro - o que tomou de pancada de tanto cair no chão a ponto de tampa se abrir voara para uma lado, bateria para outro e o corpo ainda para outro lugar. Mas era só remontar que funcionava de boa.
    Aposentei quando comprei Galaxy S(1). Tive outros antes desse 2220, mas foi o que mais me marcou por caber no bolso de calça jeams que normalmente colocamos moedas.


  • Lembro que tive um Siemens A50 como primeiro celular. E lembro com carinho do V3, na época foi coisa de louco esse celular.


  • Da velha geração , tenho ainda um Nokia N8 na gaveta com o bom Symbian ^3


  • Possuo até hoje uma relíquia, mas não recebe mais nenhum sinal CDMA o Motorola Microtac Elite, um verdadeiro sinônimo de tecnologia para época. Em compensação é de se lamentar o que a finlandesa Nokia permitisse que sua marca virasse uma mera "carcaça" para a Microsoft usar ela como uma experiência de mercado, com o seu combalido Windows Phone.

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.