NextPit

Atualização para HarmonyOS manterá dados e apps do celular

Atualização para HarmonyOS manterá dados e apps do celular

A Huawei respondeu algumas perguntas sobre a atualização dos celulares e tablets para o HarmonyOS, e tranquilizou os clientes atuais ansiosos para testar seu novo sistema de que ele preservará apps e dados atuais no Android. Ao mesmo tempo, a resposta adiciona mais detalhes ao funcionamento do software.

  • Aparelhos com o sistema Android não perderão dados ou apps ao migrar para o HarmonyOS;
  • Afirmação é mais um indício de que o sistema é baseado no código-fonte do Google;
  • Beta público do HarmonyOS já está disponível na China para alguns aparelhos.

Segundo um representante da marca chinesa, a versão de testes do sistema já está em distribuição para algumas pessoas que se inscreveram no beta teste do HarmonyOS.

Após afirmações desencontradas da Huawei de que o HarmonyOS seria um sistema completamente novo — ou seja, não baseado no Android e com um microkernel inédito, não baseado no Linux — alguns usuários podem ter ficado com dúvidas sobre a compatibilidade de apps com o atual conjunto EMUI/Android.

Harmony OS
Sistema da Huawei promete substituir o Android em celulares, tablets, smart TVs e outros aparelhos / © Huawei

Compatibilidade ampla com Android

Pelo menos no caso do mercado chinês — que já não conta com os serviços do Google —, a migração promete ser transparente, segundo a Huawei, com o uso das mesmas credenciais Huawei ID, WeChat ID, QQ e outras.

Além disso, o representante da Huawei informou que os dados serão preservados no dispositivo durante a migração, incluindo jogos e apps, inclusive sem a necessidade de baixar novamente os aplicativos após a atualização.

A prometida facilidade de migração e compatibilidade de aplicativos só reforça os indícios de que o HarmonyOS — ou pelo menos esta primeira versão para o grande público — nada mais é do que uma nova versão customizada do Android, como já foi revelado por sites como o ArsTechnica no começo de 2021.

O uso de uma camada de compatibilidade até poderia oferecer algum nível de suporte a apps atuais para Android, mas o funcionamento desse tipo de conversor/emulador geralmente é acompanhado de algumas incompatibilidades com apps e serviços, o que não foi indicado pelo representante da fabricante chinesa.

Já o prometido sistema inédito, construído sobre o núcleo (kernel) LiteOS, está em pleno desenvolvimento com o nome de OpenHarmony, mas ainda não há indícios de quando estará disponível comercialmente em celulares ou outros aparelhos.

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

1 comentário

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Penskemen há 4 meses Link para o comentário

    Pois é Rubens essa informação não deixa dúvidas, e confirma que o HarmonyOS não se trata "apenas de uma interface" do Android (tipo Miui da Xiaomi por exemplo). Agora está claro que a origem desse novo sistema é uma ROM customizada com base no AOSP do Android. Ótima saída da Huawei, pois manteve-se compatível com qualquer aplicativo do sistema Android.