Lenovo confirma: Brasil não receberá o Moto E3 e suas variantes

AndroidPIT Moto E 2016 White and Black
© nextpit

Há algumas horas falei aqui no site sobre o lançamento do Moto E3 Power, uma versão com mais bateria do também recém-lançado Moto E3. Cheguei a comentar que o dispositivo recém-lançado poderia chegar ao Brasil nos próximos meses, contudo, fomos surpreendidos por uma declaração da Lenovo. Nela, a empresa diz que não tem planos de lançar essa linha de entrada no Brasil em 2016, e garante que o segmento de entrada e intermediário está bem representado pelas versões do Moto G4.

Lenovo: "tomamos a decisão de não lançar a 3a geração do Moto E no Brasil"

Procurei a assessoria de imprensa da Lenovo em busca de informações sobre a disponibilidade dos modelos Moto E3 e Moto E3 Power no país. Segundo a nota que nos foi enviada, a empresa confirma que não tem intenção de lançar ambos os modelos no varejo nacional este ano. O principal argumento da marca é que a linha Moto G4 já conta com versões suficientes para atender a faixa de entrada (Moto G4 Play), intermediária (Moto G4) e intermediária avançada (Moto G4 Plus). Confira a declaração a seguir:

Com a ampliação da família Moto G para três versões - Moto G4, Moto G Plus e Moto G Play; o anúncio do Lenovo Vibe C2, e as novidades que ainda teremos até o final do ano, acreditamos que temos um portfólio completo e bem posicionado nesta gama de smartphones, para atender aos vários perfis de consumidores. Desta forma, tomamos a decisão de não lançar a 3a geração do Moto E no Brasil.

Vale lembrar que, atualmente, os aparelhos da linha Vibe têm se destacado bastante no quesito custo/benefício no por aqui. O Vibe C2, por exemplo, chegou recentemente ao mercado com especificações justas para a faixa de entrada. Além disso, o Moto G4 Play, variante mais acessível da linha G, iria competir diretamente com o Moto E3, caso este fosse lançado no mercado nacional.

Assim, a Lenovo mais um a vez confirma que a linha Vibe como a responsável pelo mercado de smartphones de gama baixa.

Você acha que a Lenovo fez bem em não trazer as versões do Moto E3 ao Brasil?

Ir para o comentário (76)
Bruno Salutes

Bruno Salutes
Editor

Apaixonado por dispositivos Android e uma boa xícara de café.

Para o perfil do autor
Gostou do artigo? Então compartilhe!
Artigos recomendados
Notificação por push Artigo seguinte
76 Comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Ops Acido 1
    Ops Acido 04/12/2016 Link para o comentário

    eu tenho o moto e2 e acho bom....so pq eu ja tinha quardado dinheiro para comprar o moto e3 e agora nao vai vim to chateado


  • Samuel Serafim 15
    Samuel Serafim 30/08/2016 Link para o comentário

    Eu ia comprar o E3 power certeza, pra ficar como celular secundário, mas agora...


  • Phelipe B. 67
    Phelipe B. 29/08/2016 Link para o comentário

    Esperando DEMAIS os lançamentos da Nokia, pois a Motorola, que já teve título de salvadora do Android, está passando longe disso.

    Lucas Esdras FigueiredoConta desativada


  • Ricardo 11
    Ricardo 29/08/2016 Link para o comentário

    A Lenovo está bagunçando o que antes era claro para todos: Moto E para entrada, Moto G para intermediário e Moto X para topo de linha. Agora temos 3 variantes de Moto G que vai desde faixa de entrada até intermediário avançado... Pra que confundir???????

    Google vc podia comprar a Motorola novamente e mostrar como se faz??

    Will S.


  • Robert Patrick Medeiros 16
    Robert Patrick Medeiros 28/08/2016 Link para o comentário

    Ai esta uma ótima noticia, valeu Lenovo, vai descartar estes lixos em outro Pais

    CAV


    • CAV 57
      CAV 29/08/2016 Link para o comentário

      Só que ela deixou o Vibe C2, que nem o Nougat temos a ideia se ela distribuirá ou não.
      O Moto E, pelo menos, 1 atualização majoritária recebia.

      Phelipe B.


  • Matheus 20
    Matheus 28/08/2016 Link para o comentário

    Não tem necessidade de lançar o Moto E3 e suas variantes aqui não. Pensem bem, se eu tenho 3 variantes do Moto G4 no mercado brasileiro que atende bem ao público e estão vendendo bem, pra que vou lançar outra linha, para competir de igual pra igual uma com a outra? Fora que já tem a linha vibe da Lenovo aqui no Brasil, ou seja, não precisa aumentar o portfólio. Agora se ela for lançar celulares intermediários premium com Snapdragon 650/652, aí sim compensa ela trazer para o Brasil para brigar com as concorrentes.


    • David CD 80
      David CD 28/08/2016 Link para o comentário

      Vendendo bem ?A Lenovo perdeu o domínio no segmento intermediário, o moto g pode vender bem, mas a linha J vende mais que a linha G da Lenovo, que reinava até a Lenovo pisar na bola com o moto g3.

      Robson Leonardo


      • 2
        Marcelo Cesar 22/09/2016 Link para o comentário

        Conhecem a marca BLU


    • Phelipe B. 67
      Phelipe B. 29/08/2016 Link para o comentário

      Quando o primeiro Moto E chegou aqui, ele custava algo em torno de R$ 600, oferecendo uma experiência de uso sensacional para seu segmento. Muitas pessoas começaram a comprar ele por ser relativamente barato e não ser uma tranqueira como as que a Samsung apresenta. Hoje não temos um aparelho realmente barato com um uso bom e o Moto E poderia resolver esse problema. Aí você diz que não tem necessidade!?

      Conta desativada


      • 47
        Conta desativada 30/08/2016 Link para o comentário

        .

        Phelipe B.


  • Mestre Allejo 1
    Mestre Allejo 28/08/2016 Link para o comentário

    Justo. Não tem necessidade. Apenas atualizaram mais uma linha para atender o mercado asiático. Ainda estamos nos adequando à postura da Lenovo frente ao mercado brasileiro, muitas mudanças não seria bem vindas. Há um mercado grande a ser explorado, além de termos que consumir demais produtos ainda produzidos pela Motorola como a linha Moto E (E2), Moto G (G3) e Moto X (Play).


  • Pedro Marcello 23
    Pedro Marcello 28/08/2016 Link para o comentário

    palhaçada...


  • 11
    Getulio 27/08/2016 Link para o comentário

    Faz sentido: Vibe cuida da entrada e intermediário, Moto intermediário e top de linha. Pra que lançar vibes e motos em todas as configurações?

    Dolores das Dores


  • Luís Fernando B. 17
    Luís Fernando B. 27/08/2016 Link para o comentário

    Um grande acerto da Lenovo. Quanto menos entupir o mercado com aparelhos de configurações parecidas e só nomes diferentes, melhor.

    Gabriel GhefterDolores das Dores


  • 10
    Ademir 27/08/2016 Link para o comentário

    na verdade o moto G play que é vendido hoje no Brasil com tela de cinco polegadas é o moto E que é vendido lá fora! na minha opinião a Lenovo cometeu um certo erro au trocar o nome do aparelho. já que tem duas versões do moto G! a diferença é que um tem leitor de digitais e o outro não! agora não fais sentido trazer o mesmo aparelho e vende-lo com nome de o moto E. já que o mesmo aparelho já é vendido! só que com nome de moto G play!


  • 10
    Danilao 27/08/2016 Link para o comentário

    A Lenovo acabou com a Motorola...

    Arthur S.


  • daniel black 19
    daniel black 27/08/2016 Link para o comentário

    preferia esse ao Vibe C2, pelo fato de ter no android puro

    Arthur S.


    • 9
      Gabriel Ghefter 29/08/2016 Link para o comentário

      o Android do Vibe C2 é praticamente puro, nem a interface Vibe UI ele tem...


  • 15
    Anderson Santos 27/08/2016 Link para o comentário

    Acho que não vai fazer falta, é apenas um Moto G3 com outro nome, outra carcaça e bateria maior.
    Mas pra quem não tem dinheiro, né...

    Arthur S.

Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.