NextPit

Moto E5 Play tem hardware básico, Android Go e custa R$ 799

batch IMG 3327 5
© NextPit

Segundo dados do IDC, apenas em 2017, mais de 10 milhões de smartphones com até 1 GB de memória RAM foram vendido no Brasil. Aparentemente, a Motorola, que não vinha lançando produtos com 1 GB de RAM ou menos nos últimos anos, quer ganhar a confiança desses milhões de usuários que ainda consomem produtos de entrada. O Moto E5 Play parece ser a solução para isso.

NextPit Logo white on transparent Background
NEXTPITTV

Moto E5 Play - Lançamento e preço

O Moto E5 Play já está à venda no site da Motorola. O dispositivo foi anunciado primeiramente em outros países, e está chegando agora ao Brasil nas cores preto e dourado. O preço inicial é de R$ 799. Assista ao unboxing do E5 Play no player abaixo:

A Motorola está indo pela mesma direção de outras empresas que estão usando o Android Go em seus modelos de entrada. Logo, essa versão conta com menos recursos, aplicativos feitos em formatos mais leves (lite) e que juntos entregam uma experiência de uso aceitável. Segundo o Google, apesar do hardware mais simples, o usuário conseguirá ter uma experiência mais justa abrindo aplicativos mais rapidamente e usando o sistema sem muitos engasgos.

batch IMG 3318 5
Traseira do Moto E5 Play / © NextPit

A interface do Android Go pode ser modificada, embora nesse caso a Motorola tenha sido mais cautelosa com as interferências. De primeira, nota-se um widget de hora e clima e um papel de parede que não são do Android stock. Existem mínimas alterações na região das configurações, mas de resto, segue o sistema com a experiência pura.

android go oreo moto e5 pluss
Android Oreo Go  © NextPit (captura de tela)

De fato, com poucos apps instalados, notei que o sistema roda liso e que os apps abrem de maneira mais fluida. O Moto E5 Play vem com aproximadamente 12 GB de espaço interno livres, enquanto, segundo o Google, um modelo não-Go chega com cerca de 9 GB de espaço disponível para o usuário. O software aqui não é um problema.

O Moto E5 Play traz sensor biométrico na traseira onde fica o símbolo da Motorola. A bateria de 2100 mAh pode ser removida pealo usuário e, diga-se de passagem, ela vem desconectada do aparelho na caixa. São 1 GB de memória RAM, processador Snapdragon 425 e 16 GB de armazenamento.

O hardware tem ainda 1 GB de memória RAM e processador Snapdragon 425, conjunto suficiente para rodar essa versão do Android de forma satisfatória. Positivo, Multilaser e Alcatel já vendem modelos com Android Go no Brasil abaixo dos R$ 600 com especificações semelhantes.

batch IMG 3326 5
USB e acesso para remover a tampa do smartphone / © NextPit

A tela tem aspecto de 18:9 e traz definição FW+ (480x960 pixels), com brilho e cores bem medianos. Em ambientes isolados ela se comporta bem, mas no sol os reflexos são altos ao ponto dela ficar assim:

batch IMG 3322 5
Ambiente aberto / © NextPit
IMG 3357
Ambiente fechado / © NextPit

O trabalho feito pelas câmeras também é bastante simples, visto que o sensor gera fotos relativamente grandes de 8 MP mas com pouca definição, exposição e cores equilibradas. Olhar as imagens pela tela do Moto E5 Play não é algo que empolga, mas depois de passadas para o computador dá para perceber que elas são ligeiramente melhores do que parecem.

IMG 20180822 082033049 side
Fotos feitas em modo automático pela câmera traseira / © NextPit

Pessoalmente, acho o Android Go uma solução que veio tarde, mas que é louvável. O software com poucas alterações e que roda recursos essenciais funciona bem na prática, incluindo as versões mais leves de aplicativos. Essa versão deverá causar menos problemas a quem busca por um modelo simples, embora a opção da Motorola não seja a mais condizente com o preço.

Moto E5 Play - Especificações técnicas

  • Sistema: Android Oreo Go Edition
  • Tela: 5.3” 18:9, FW+ (480x960 pixels)
  • Processador: Snapdragon 425, quad-core de 1.4 GHz
  • RAM: 1 GB
  • Espaço interno: 16 GB
  • Câmera principal: 8 MP
  • Câmera frontal: 5 MP
  • Bateria: 2.100 mAh

O Moto E5 Play tem o hardware do primeiro Moto G, que custava R$ 699 em meados de 2013. O software pode ser visto como o ponto forte do modelo, mas ele não justifica o investimento. O Android Go deveria servir para padronizar soluções de empresas que realmente vende produtos de entrada, e não servir para que fabricantes que já vendem um hardware melhor possam voltar a vender produtos defasados a preços altos.

Falando mais especificamente do E5 Play, devo dizer que ele não vale o preço cobrado, mesmo para pessoas menos exigentes, embora ele possa ser boa opção caso ele venha a custar menos de R$ 500 em algum momento ou em promoções. Por R$ 50 a mais no varejo, você leva o Moto E5 ou o Moto E5 Plus que entregam um custo/benefício melhor.

O que você achou do E5 Play com Android Go?

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

50 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • AC&MM 23/08/2018 Link para o comentário

    Muito caro pra uma bomba.


  • Bilugates 23/08/2018 Link para o comentário

    Meu Deus que coisa mais escrota, e ainda tem gente que por falta de conhecimento compra uma bomba dessas...


  • Pedro 23/08/2018 Link para o comentário

    Essa tela com essa bateria aí não vai dar certo.

    CAV


    • CAV 29/08/2018 Link para o comentário

      Esse Moto E5 Play Go Edition, aliás, até parece um relançamento do Moto G2, com tela maior, e poucos upgrades.


  • job Marques 23/08/2018 Link para o comentário

    há um problema seríssimo no Brasil , o primeiro eo IDH 74 o segundo é as marcas " oficiais "varejo " que teimam em apostar que o brasileiro não e um.ser pensante. Enquanto isso as Xiaomi nem precisa estar aqui pra vender horrores .abram o olho a marca hj vende mais que vcs imaginam


  • Julio Cesar 23/08/2018 Link para o comentário

    A Lenovo me perdeu como cliente faz tempo devido a demora em atualizações! Depois desse lançamento, ficou sem respeito!


    • CAV 11/03/2019 Link para o comentário

      No caso do Moto E5 Play, nem isso.


  • Lucas Goulart F. 23/08/2018 Link para o comentário

    800 conto em um celular de entrada. Acho que temos aqui o aparelho mais desnecessário da Motorola.


    • CAV 29/08/2018 Link para o comentário

      Pra trazer por esse preço, era até menos pior se trouxesse o Moto E5 Play normal, mesmo.


  • Ricardo 23/08/2018 Link para o comentário

    A Lenovo perdeu completamente o juízo e o meu respeito. O Moto e4 plus custa 600 reais, conta com 2Gb de RAM e bateria de 5.000 mAh. Sem mais a declarar. Nunca, jamais, em nenhuma circunstâncias o consumidor deveria adquirir uma bomba dessas. E que se dane a diferença entre Android comum e Android Go. Nada justifica a existência de um aparelho desses.


  • Diogo Marques 23/08/2018 Link para o comentário

    Eu sei que é de entrada e blá blá blá,mas poxa pelo menos uma tela HD+ né Motorola :/


    • R Prebianca 23/08/2018 Link para o comentário

      cara, eu deixaria a resolução assim mesmo e optaria por pelo menos 1,5gb ram, mesmo sendo o android go


  • José Luís Silva Martiniano 23/08/2018 Link para o comentário

    Ainda tá caro, deveria ser, no máximo, uns 0.5k.


  • Glaucio Lima 22/08/2018 Link para o comentário

    799,00 por 1 gb de ram snap 425 em pleno 2018?? A motorola só pode estar de brincadeira!!! Isso aí por 399 já estava de bom tamanho...


  • Guilherme 22/08/2018 Link para o comentário

    Analisem uma coisa. Isso é a mesma especificação de um Moto G2, mas atualizado. Alguém aí lembra por quanto o Moto G2, e até o emblemático e extremamente sem sal Moto G3 saíram? Pois é... Seria bacana um precinho de 500 conto? Com certeza. Mas jamais farão isso.


    • Paulo Ricardo 23/08/2018 Link para o comentário

      Análise uma coisa: Por esse preco, o E5 GO compete com aparelhos melhores. E não estou falando de importados.


  • Vinicius Da Silveira 22/08/2018 Link para o comentário

    800 reais eu compro um Xiaomi de 3gb de ram e 32gb de memoria interna, com snapdragon 625 pelo mercado livre!
    #NacionalNuncaMais


  • Andarilho 22/08/2018 Link para o comentário

    499 ainda seria caro.


  • Pedro 22/08/2018 Link para o comentário

    Lixo tecnologico de 5 anos atrás sendo vendido a preço de ouro em países do terceiro mundo aproveitando-se da taxa de cambio altíssima e o baixo poder de compra do povo com o aval da Google que desenvolveu um sistema capado e obsoleto para os fabricantes aproveitaram da situação, só isso e nada mais.


    • CAV 22/08/2018 Link para o comentário

      E temos ainda o agravante de que esse aparelho dificilmente verá oficialmente a cara do Android 9.0 Pie Go Edition.

Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.