NextPit

Os óculos de realidade aumentada do futuro

AndroidPIT google glass 5568
© NextPit

Nos próximos anos, a maneira como nós vivenciamos a realidade aumentada irá, com certeza, mudar. Em 2017, ainda encontramos uma realidade aumentada limitada em nossos smartphones, em aplicativos como Pokémon GO ou em filtros como o do cachorro-quente dançante do Snapchat. Mas no futuro, mais casos de uso e até novos hardware vão emergir para incorporar a realidade aumentada no dia a dia da vida dos consumidores. Como será o futuro?

NextPit Logo white on transparent Background
NEXTPITTV

Atualmente, as experiências de realidade aumentada para pessoas comuns são limitadas em número e em qualidade. Com smartphones, os aplicativos de realidade aumentada sofrem com um campo de visão pequeno. Os tablets oferecem um campo de visão maior, mas eles são pesados e estranhos para visualizar objetos em realidade aumentada tipo assim, na rua. As outras opções do momento também não são muito melhores.

Hardware dedicados, como o Hololens, da Microsoft, por exemplo, têm casos de uso que tendem para aplicações comerciais e seus preços refletem isso. O headset Meta 2 AR também tem uma média de preço mais elevada, e é acompanhado de um cabo de 2,7 metros para dados, vídeo e energia. O desconfortável e difícil de ler Google Glass foi um fiasco como produto orientado para o consumidor e, desde então, está sendo levado para o mercado corporativo.

Mas e se pudesse ser imaginado para uma audiência maior? Da mesma maneira que as empresas líderes em tecnologia estão fazendo investimentos em software de realidade aumentada, como a Apple fez com o ARKit, elas também estão fazendo movimentos para aprender a dominar o hardware, e todos os sinais estão apontando para a chegada de óculos de RA para consumidores finais, para o bem ou para o mal.

Vamos dar uma olhada no que está vindo por aí.

Óculos de realidade aumentada

Snapchat

Os filtros de realidade aumentada do Snapchat, como do cachorro-quente dançante, têm se tornado tendência. Seus óculos inteligentes com câmera, chamado Spectacles, têm sido um hit entre o público jovem do Snapchat desde que foram lançados em novembro de 2016. Não é de se admirar que a empresa tenha vendido mais de 150 mil unidades, com um preço de US$ 129. A combinação lógica desses filtros com o hardware é, naturalmente, um óculos de realidade aumentada.

De acordo com a Wareable, a empresa já apresentou uma patente para os óculos de realidade aumentada e, como o original Spectacles, eles são muito mais conscientes sobre a importância da moda do que o Google Glass. O Snapchat também foi experto o suficiente para adquirir o talento necessário de startup de realidade aumentada, a Cimagine, e o óculos inteligente da startup Vengeance Labs. Um futuro par do Spectacles poderia permitir capturas com mãos livres e filtros de realidade aumentada em tempo real.

AndroidPIT snapchat spectacles 9913
Spectacles, do Snapchat / © NextPit

Apple

Com a introdução da nova plataforma de desenvolvimento ARKit, a Apple abriu portas para novas possibilidades com realidade aumentada. A empresa está bem posicionada e pode usar as lições de moda de luxo que aprendeu ao vender o Apple Watch para criar hardware novos e aproveitar essas possibilidades. Pode-se especular que isso assumiria a forma de um óculos de realidade aumentada, é claro. Existe até uma patente que indica que o trabalho já está ocorrendo. A Avalon aponta que esses óculos podem ter inspiração no trabalho anterior do designer industrial da Apple, Marc Newson. Espera-se que um produto da Apple tenha um design focado na entrega de uma boa experiência de usuário, que, além do recurso de luxo, poderia ajudar a levar a categoria de óculos AR para algo mais comum.

Amazon

A Amazon pode não estar trabalhando com óculos de realidade aumentada ainda, mas está tomando um primeiro passo importante nesta direção, acordo com um relatório do Financial Times. A fonte afirma que a Amazon está trabalhando em um par de óculos inteligentes em conjunto com a assistente Alexa. O primeiro vestível da Amazon pode apresentar um sistema de condução óssea, permitindo que o usuário possa escutar a Alexa sem usar fones de ouvido. Esses óculos inteligentes limitados podem se tornar em dispositivos compatíveis com realidade virtual no futuro, o que poderia ser uma boa maneira para a Amazon de entrar no jogo de realidade aumentada junto com seus concorrentes.

Facebook

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, diz que as realidades virtual e aumentada são a próxima plataforma computacional e a empresa pretende colocar seu capital onde está dando dinheiro, com uma quantia de US$ 3 bilhões na próxima década para incentivar o avanço dessas tecnologias. Não é um segredo que o Facebook está trabalhando com óculos de realidade aumentada e o Zuckerberg exibiu uma renderização do dispositivo no ano passado para provocar o público. Enquanto o projeto ainda se mantém um mistério, um pedido de patente da divisão de pesquisa Oculus indica que o dispositivo funcionará projetando luz nos olhos dos usuários usando algo chamado “tecnologia de guia de ondas”. O principal cientista da Oculus, Michael Abrash, até acredita que os óculos com capacidades de VR e AR substituirão os smartphones e serão usados todo o dia nos próximos anos.

Os óculos de realidade aumentada são uma boa forma para realidade aumentada em si? Algumas pessoas dizem que não. As pessoas que não usam óculos podem não achar necessidade para um óculos de realidade aumentada, o que de certa forma é suficientemente convincente, pois quem quer colocar um hardware desnecessário em seus rostos todos os dias? Um óculos de realidade aumentada também pode se provar um perigoso enquanto o usuário dirige ou atravessa uma rua, seja por um GPS intrusivo ou por propagandas. De qualquer maneira, os óculos de realidade aumentada parecem ser o próximo passo da evolução das experiências de realidade aumentada e eles podem se tornar uma grande parte da vida das pessoas em um futuro próximo graças à essas empresas líderes de tecnologia.

O que você acha sobre o conceito de óculos de realidade aumentada? Você gostaria de ter seu próprio par?

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

  •   85
    Conta desativada 30/10/2017

    Realidade aumentada.... É, o preço dos smartphones também deu uma AUMENTADA, o preço de tudo deu uma AUMENTADA. Acho que já vivemos uma realidade de coisas AUMENTADAS HAHAHAHAH 😂

14 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  •   85
    Conta desativada 30/10/2017 Link para o comentário

    Realidade aumentada.... É, o preço dos smartphones também deu uma AUMENTADA, o preço de tudo deu uma AUMENTADA. Acho que já vivemos uma realidade de coisas AUMENTADAS HAHAHAHAH 😂


  • Phelipe B. 29/10/2017 Link para o comentário

    Realidade aumenta, ao meu ver, é uma tecnologia que nasce dando os suspiros para morrer.
    A galera não gosta do 3D no cinema pq dizem que os óculos incomodam, imagina usar um desses.


  • Daniel 29/10/2017 Link para o comentário

    Temos na indústria de eletrônicos uma cultura nada favorável: Solidez nesse nicho de mercado na minha opinião só em um futuro distante.


  • Deivis Schuman 29/10/2017 Link para o comentário

    Vários outros equipamentos tecnológicos me chamam atenção, como por exemplo as Smartwatch!
    Já essa tal de realidade aumentada, VR e etc, nunca despertou meu interesse!


  • José Luís Silva Martiniano 29/10/2017 Link para o comentário

    Muito interessante esse artigo e muito bacana essa informação.


  •   84
    Conta desativada 28/10/2017 Link para o comentário

    Sera esse o novo 3d?


    • Deivis Schuman 29/10/2017 Link para o comentário

      E quais suas impressões brother Franco?


      •   84
        Conta desativada 29/10/2017 Link para o comentário

        Eu acho q e uma tecnologia q n ira pra frente , assim como foi o kinect do xbox q começou muito bem mas n durou muito


    • Nivaldo Cavalcante 30/10/2017 Link para o comentário

      também acho que é o novo 3D


    • Henrique Ariel 30/10/2017 Link para o comentário

      O 3d é apenas imersão, deixando a cena com noção de profundidade. Isso ai pode ser utilizado mostrando rotas, simular monitores, jogar com 100% de imersão, servir de hud pra veículos e ajudar em muitas outras coisas sem precisar tirar o telefone do bolso ou colocar telas touch em tudo. Isso ai tem seu lado produtivo(um medico especialista pode ajudar/acompanhar uma cirurgia ha quilômetros de distancia, e afins) podendo nos ajudar em vários ramos, já o 3d é apenas entretenimento.


  •   41
    Conta desativada 28/10/2017 Link para o comentário

    Sou apaixonado pelo Google Glass, e sim, aguardo mais novidades sobre ele, mas acredito que não estamos preparados para vivenciar este tipo de tecnologia ainda. Prevejo intervenções daqui a uns 3 - 5 anos, quando tivermos maturidade suficiente para lidar com smart gadgets. Mal damos conta das questões envolvendo smartphones e tablets, fabricantes e desenvolvedores, imagine resolver questões sobre dispositivos vestíveis...


    • Deivis Schuman 29/10/2017 Link para o comentário

      Belo comentário brother Lucas!

      Conta desativada


      •   41
        Conta desativada 01/11/2017 Link para o comentário

        Nós, seres humanos, ainda temos muito o que evoluir antes de tentar novas façanhas...

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.