Privacidade e Segurança terão bem mais espaço na Play Store em 2022; entenda

Privacidade e Segurança terão bem mais espaço na Play Store em 2022; entenda

No meu teste prévio do Android 12 — ainda em beta — deixei bem claro que a mudança no tratamento da privacidade é um dos pontos altos da próxima versão do sistema operacional do Google. Agora, em alinhamento com o Android 12, a empresa revelou como a Google Play Store será adaptada para ficar ainda mais segura para você.


TL;DR

  • Google Play Store passará a explicar quais dados um aplicativo coleta e por quê;
  • Essa política de transparência começa antes mesmo de você baixar um aplicativo na loja do Android;
  • A Seção de segurança entra em vigor a partir de abril de 2022.

Em maio, durante o Google I/O, muito se falou sobre otimizações em segurança e privacidade entre os serviços do Google. Um deles é o sistema operacional Android, que trouxe um Painel de Privacidade para dentro das configurações do sistema, nele é possível verificar em tempo real quais aplicativos estão usando os recursos do celular. A função é granular e, entre outras coisas, serve para aumentar a confiança das pessoas no SO.

NextPit Android 12 1
Este é o painel de privacidade do Android 12 / © NextPit

Nesta semana, no entanto, Suzanne Frey, vice-presidente de segurança e privacidade do Android, revelou como a Google Play Store irá abordar essa questão. De acordo com ela, a transparência vai começar antes mesmo de você baixar um aplicativo na loja do Android:

Os desenvolvedores poderão dar aos usuários uma visão mais profunda sobre suas práticas de privacidade e segurança, bem como explicar os dados que o aplicativo pode coletar e por quê - tudo antes das pessoas instalarem o aplicativo.

Para tanto, uma Seção de Segurança será introduzida logo abaixo das informações sobre o app na loja. Nela, além de termos um acesso mais rápido e direto às permissões exigidas pelos aplicativos, teremos mais conhecimento sobre a forma como nossos dados serão tratados se baixarmos o app a partir da Play Store.

Google play store safety section 1
Privacidade e Segurança terão mais espaço na Play Store em 2022 / © Android Developers

Desta forma, passaremos a contar com uma explicação do desenvolvedor sobre quais dados um aplicativo coleta ou compartilha. Mais do que isso, teremos mais detalhes sobre as práticas de segurança do app, como criptografia de dados, por exemplo. Ou se o aplicativo segue as políticas para planos familiares do Google.

É nessa seção que também teremos mais informações sobre que tipo de dados são coletados e compartilhados, como localização, contatos, informações pessoais (como nome ou endereço de e-mail) e dados financeiras. Aqui irá constar se os dados são usados, por exemplo, para funcionalidade de aplicativo ou apenas personalização, bem como se a coleta de dados é opcional ou necessária para usar um app.

A partir de outubro, quem desenvolve um aplicativo para Android e o disponibiliza a partir da Google Play poderá enviar tais requisitos de segurança e privacidade exigidos para uso dos seus aplicativos para o Google Play Console, plataforma de gerenciamento de software da loja do Android.

De acordo com Suzanne, a nova seção de segurança chegará à Play Store no primeiro trimestre de 2022. Se quem desenvolve um aplicativo não tiver essa seção aprovada, não poderá mais solicitar envio de apps ao Google Play Console e as novas atualizações do software poderão ser rejeitadas.

Além disso, a mensagem "Nenhuma informação disponível" será adicionada à seção de segurança. Desta forma, quem deseja baixar o aplicativo na Play Store poderá optar por não o fazer com base na ausência de informação.

A Google Play Store está mais próxima da Apple App Store

Usando o mantra da Apple, o Google quer tornar a Play Store em um local mais seguro para quem usa um smartphone Android, por isso, aumenta o controle sobre o ecossistema de aplicativos.

No ano passado, a Apple anunciou as "Apple Labels" que, como o nome já entrega, são "rótulos" adicionados à página dos aplicativos com o objetivo de tornar mais transparente o uso e a coleta de dados das pessoas pelos apps desenvolvidos para iOS, iPadOS e WatchOS. E é bem isso o que o Google está fazendo agora.

Pessoalmente, vejo este movimento com muito bons olhos, em especial porque o próprio Google terá que ser mais transparente em relação aos próprios serviços. E você, o que acha deste movimento da gigante das buscas para trazer mais transparência à Play Store? Estou curiosa para saber a sua opinião nos comentários abaixo.

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

2 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Ilan E. há 1 mês Link para o comentário

    Antes tarde do que nunca.


    • Camila Rinaldi
      • Admin
      • Equipe
      há 1 mês Link para o comentário

      Verdade. Porém, penso que ainda é um pouco difícil o Google superar a imagem de plataforma "não privada" do Android, mesmo se parecendo cada vez mais com o iOS.