NextPit

5 razões para comprar um Android com processador de 64 bits

5 razões para comprar um Android com processador de 64 bits

A tecnologia dos processadores 64 bits já é conhecida há mais de dez anos na área dos PCs. Agora, esta tecnologia também chegou ao sistema operacional do Android. Mas como ela pode tornar nossos smartphones melhores? Reunimos 5 vantagens da nova tecnologia. 

NextPit Logo white on transparent Background
NEXTPITTV
qualcomm eye smartphone w

Android com processador 64 bits: A Qualcomm é uma das companhias que vai oferecer em 2015 uma ampla gama de processadores com suporte à tecnologia. / © Qualcomm

A feira de eletrônicos CES 2015 de Las Vegas foi o palco para a apresentação dos primeiros carros-chefe Android com a tecnologia de 64 bits. Primeiro, a LG mostrou o seu LG G Flex 2 com o novo Snapdragon 810 a 2,0 GHz. Em seguida, foi a vez da ASUS com o seu Zenfone 2, embalado pelo procesador Intel Atom Quad-Core a 2,3 GHz, da Lenovo com o P90 e seu Intel AtomTM Z3560 e da Archos com o Archos 50 Diamond e seu Qualcomm Snapdragon 615 octa-core. Antes deles, apenas o Oppo R5 e o HTC Desire 501 (um intermediário) contavam com a tecnologia no Android, mas ela não otimizou o desempenho deste último de maneira notável.

Com a tecnologia de 64 bits, chegam também algumas vantagens técnicas ao setor mobile, que já estavam estabelecidas por uma década nos PCs/Desktops e por mais tempo ainda em arquiteturas de mainframe. E, para que esse poder de processamento pudesse ser alcançado pelos smartphones, um passo em direção à próxima arquitetura era necessário. Agora fica a pergunta: quais vantagens isto nos traz como usuários? Abaixo você confere os cinco fatores mais importantes. 

1. Mais memória; logo, mais ritmo de trabalho 

O aumento do espaço de endereços que acompanha a arquitetura de 64 bits abre as portas para a memória utilizável. Anteriormente o limite ficava em quatro gigabytes, e agora se movimenta em um patamar conveniente de 16 exabytes, ou seja, cerca de quatro bilhões de vezes maior. Assim que novos dispositivos com 8 ou 16 gigabytes de RAM chegarem ao mercado, esta vantagem será sentida. Pelo fato da transferência de dados neste caso ser muito mais elevada do que a da memória flash, a sensação é de que o trabalho com vários apps abertos é muito mais rápido.

2. Números maiores, senhas maiores, maior segurança 

Graças ao suporte a um número muito maior de caracteres, criptografias complexas são possíveis, as quais são mais difíceis de quebrar. Logo, os seus dados estão melhor protegidos contra acessos não autorizados no
Android com processador 64 bits.

3. Reprodução mais rápida de vídeos em 4K 

Novas arquiteturas de conjunto de instruções permitem o gerenciamento inteligente de muitos comandos simultâneos no Android com processador 64 bits. Isso é particularmente útil quando ocorre a reprodução de conteúdo de alta definição, porque esses processos são realizados em paralelo. Com a tecnologia de 64 bits, a reprodução de vídeos com resolução em 4K é mais fluida também com processadores mais simples, porque eles podem aproveitar melhor os seus recursos graças à arquitetura. Isto também vale para a gravação e compressão em tempo real de seus vídeos, que se tornam mais leves para os processadores no ambiente de 64 bits. 

4. Mais detalhes em jogos 

O que vale para os vídeos também se aplica aos games: o processamento gráfico é otimizado para cálculos paralelizados. Aqui, os novos processadores serão capazes de desempenhar seu potencial plenamente. Em termos de gráficos e jogabilidade, isto significa um nível de detalhamento consideravelmente maior, ou mais adversários em inteligência artificial. Os jogos se tornarão não apenas mais bonitos, mas também mais complexos. 

5. Menor consumo de energia 

Há razões para esperar um reduzido consumo de energia e maior vida útil da bateria no Android com processador 64 bits: em primeiro lugar, os tempos de cálculo podem ser reduzidos, uma vez que muitos processos complexos podem ser divididos em fragmentos computadorizados paralelos; por outro lado, reduz-se o número de vezes em que os processos são carregados a partir da memória flash, à medida que mais aplicativos podem ser permanentemente armazenados na memória RAM. Portanto, o CPU e a memória flash podem "descansar" por períodos maiores do que anteriormente. 

Conclusão

Já estava mais do que na hora de uma transição para a arquitetura de 64 bits. Vários smartphones high-end como o LG G3 ou Xperia Z2, com 3 gigabytes de RAM, mostraram que o limite havia chegado. Alguns deles já estão fora de moda e uma nova era está surgindo. No que se refere ao software, a transição deve funcionar sem problemas para a maioria dos aplicativos, se confiarmos nas declarações do Google em sua conferência para desenvolvedores, o Google I/O.

E aí, o que você achou das vantagens desta tecnologia para os smartphones atuais? 

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

76 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Djalma Paiva Sampaio Neto 28/11/2016 Link para o comentário

    90% dos aparelhos atuais com processadores 64 bits ainda estão rodando, de fábrica. sistemas operacionais android 32 bits, Motorola - toda linha g, Samsung - toda linha j. Um desperdício de hardware e propaganda enganosa, pois se rodassem OS's com 64 bit, como a linha S Samsung roda, o custo benefício dos intermediários seria infinitamente maior.


  • José Luís Silva Martiniano 15/11/2016 Link para o comentário

    Há tempos que todos deveriam ser de 64.


  • Fabio Onofre 02/05/2016 Link para o comentário

    De que adianta ter um processador de 64 bits se o software é baseado em 32bits? Falo isso principalmente sobre os celular samsung, onde fazem muita propaganda dos processadores 64 bits e quando vc instala um app de verificação (ex: Antutu) descobre que o SO android é de 32 bits. Sendo assim se torna obsoleto e pura propaganda enganosa. Ex: Win 2 Duos TV (sm-g360bt), S5 new edition (sm-g903m).


    • Henrique P. 18/10/2016 Link para o comentário

      Fato.


    • Djalma Paiva Sampaio Neto 28/11/2016 Link para o comentário

      É a estratégia perversa das fabricantes para não tornar os intermediários melhores opções que os top de linha. Pura maldade, pois elas não iriam gastar 1 centavo a mais.


  • lucas 29/11/2015 Link para o comentário

    64 bits em celular pode até ser melhor que 32bits ,mas deve ser levado em questão várias coisas , por exemplo quem usa e como usa , tenho um moto x2 , não faz uma semana que possui Android 6.0 e o celular voa de tanta velocidade , embora possuo somente 3 GB de memória livre ,pois tenho diversos jogos e aplicativos e minha RAM sempre ta esperta nada de muito consumo , bateria muito duradoura , carrega praticamente 1% por cada minuto , já teve vezes de fazer de 15% a 100% em uma hora , esses celular ae de 64 bits ,tem que ver e RAM e memória interna se for pouca não adianta nada , só mais o 32 bits


  • Edivaldo 13/10/2015 Link para o comentário

    isso eh bom


  • Whebert Souza 27/09/2015 Link para o comentário

    Diferente de outros sistemas operacionais o Android precisa de bastante RAM. Tecnologia muito bem vinda, já estava na hora de mudanças.


  • Ponte Santana 17/09/2015 Link para o comentário

    O lg g3 tem 2 de ram e não 3 !


    • André Lima 27/09/2015 Link para o comentário

      3gb mesmo fera!


    • Whebert Souza 27/09/2015 Link para o comentário

      Olhe no gsmarena, ele possuí 3GB de ram

      -_-


    • Gabriel Luiz 03/10/2015 Link para o comentário

      Ponte Santana na verdade o LG G3 tem uma variante de 32gb de memória interna com uma ram de 3 gb. Esse modelo é o modelo vendido na Corea e nos Estados Unidos.


  • wagner lima 02/07/2015 Link para o comentário

    olha até agora não vejo vantagem pois para rodar 64 bits em um pc no mínimo normal tem que ter 8 gigas de memoria uma senhora placa de video e no minimo uma FSB de 2.5gigas ... então ter apenas o processador e ter 1 giga no caso iPhone 6 não adianta nada ate o zenfone com seu antutu de cacetada com seus 4 gigas de memoria.... caiu pelo ralo ninguém fala mais nele pobre coitado performance foi pelo ralo na pratica ate que números ele convencia...hoje pra mim existe apenas 3 processadores de smartphones o do iPad air o snapdragon 801 e o 805.... o resto lançado!....são muito esquentadinhos e performance caindo pelo ralo...sem esquecer o primeiro e único snapdragon 800 que também ate hoje ta ai....


    • Anderson Leandro 20/03/2021 Link para o comentário

      Quem te disse isso? qualquer PC que tenha até 4GB de RAM deve rodar sistema 64bits, isso porque sistemas de 32bits limitam mesmo para quem tem 4GB de RAM, vai lá rodar 6GB RAM em um PC com 32bits pra você ver, metade da RAM instalada vai ficar de enfeite no seu PC.


  • Lucas Neves 12/05/2015 Link para o comentário

    A arquitetura de 64 bits com certeza proverá muitas boas novidades para o Android, um melhor processamento e aproveitamento de recursos. Ansioso pela chegada de tal tecnologia!


  • adão 16/04/2015 Link para o comentário

    ate q emfim


  • Paulo wagner 18/01/2015 Link para o comentário

    Boa mudança, mas não preciso


  • Paulo wagner 18/01/2015 Link para o comentário

    Mudança boa, mas não preciso


  • Kizibegui 14/01/2015 Link para o comentário

    Oq m preocupa é saber s ñ teremos aquecimento... prq at qnt maior o processament maior ê o calor libertado..

Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.