Realme confirma chegada ao Brasil: o que muda?

Realme confirma chegada ao Brasil: o que muda?

A Realme, fabricante chinesa de smartphones, anunciou sua chegada ao Brasil recentemente. Até então, os aparelhos da empresa eram comercializados em 18 países, incluindo Inglaterra, Rússia, Índia e França. 

Divulgando atualmente o Realme 7 Series, a empresa está, aos poucos, disponibilizando modelos em terras nacionais, o que deixou muitos entusiastas da tecnologia cheios de expectativas. 

O Realme 7 Pro que, ao que tudo indica, será o primeiro smartphone comercializado no Brasil pela marca, deve ser lançado já no mês que vem. 

NextPit Realme 7 Pro back
Realme 7 Pro / © NextPit

Realme no Brasil: o que esperar? 

A Realme é concorrente da Xiaomi e, sem dúvida, sua chegada ao Brasil pode contribuir para preços mais competitivos em ambas marcas. No entanto, é claro, as expectativas não devem ser demasiadamente altas, já que os produtos da marca serão importados e, naturalmente, sofrerão com fatores como o preço do dólar, além de todas as questões fiscais envolvidas.

A empresa já demonstrou que tem potencial: criada em 2018, seu sucesso mundial em um período tão curto torna evidente a qualidade de seus produtos. 

Além disso, a marca promete contribuir para a expansão da conexão 5G no Brasil - o que não é qualquer coisa, uma vez que seus aparelhos com tecnologia 5G já são comercializados em outros países e, ao que tudo indica, a partir de 2021 a rede já estará consolidada em terras brasileiras.

É possível esperar também alguma inovação em produtos AloT: a Realme já sinalizou interesse no lançamento de produtos do tipo voltados para ecossistemas e smart hubs.

Realme: casos de sucesso

Conforme já foi dito, a empresa já tem sedes em 18 países ao redor do mundo. Alguns de seus "cases de sucesso" podem ser facilmente listados. Confira:

Realme X50 Pro 5G

Com display AMOLED de 6.44 polegadas e resolução 1090 X 2400, ele traz a tecnologia 5G aliada ao poderoso processador Qualcomm Snapdragon 865. 

Sua câmera traseira quádrupla conta com 64 MP + 12 MP + 8 MP + 2 MP, enquanto a frontal tem uma resolução de 32 MP + 8 MP.

A bateria tem 4.200 mAh e ele conta com 128 GB de armazenamento. 

AndroidPIT realme x50 pro 5g back
Realme X50 Pro 5G / © NextPIT

Realme 6 Pro

Com câmera quádrupla, display LCD de 6.6 polegadas, resolução de 1080 x 2400 pixels e Qualcomm Snapdragon 720G, o Realme 6 Pro é uma boa opção entre os smartphones intermediários.

Sua câmera traseira conta com 64 MP + 12 MP + 8 MP + 2 MP. Já a câmera frontal (dupla) tem 16 MP + 8 MP. A bateria é de 4.300 mAh. 

AndroidPIT realme 6 pro front
Realme 6 Pro / © NextPIT

Realme 7 

A linha Realme 7 realmente nos interessa, a princípio, mais do que os outros modelos, já que ela tem sido a principal promessa da marca no Brasil. 

Com display de 6.50 polegadas, processador MediaTek Helio G95 e bateria 5.000 mAh, o Realme 7 parece ser uma boa opção de smartphone. 

Sua câmera traseira quádrupla possui 64 MP + 8 MP + 2 MP + 2 MP, enquanto a traseira conta com 16 MP. O armazenamento é de 128 GB e a RAM possui 8 GB.

NextPit Realme 7 Pro screen
Realme 7 / © NextPit

Realme 7 Pro

Com display de 6.40 polegadas e resolução 1080 x 2400, o smartphone traz um processador Snapdragon 720G aliado aa uma bateria de 4.500 mAh.

Sua câmera traseira quádrupla conta com 64 MP + 8 MP + 2 MP + 2 MP, enquanto a frontal possui 32 MP. 

O modelo vem com armazenamento de 128 GB e Android 10.

E você, o que espera dos lançamentos da Realme no Brasil? Acha que ela trará muitas mudanças? Conte pra gente nos comentários! 


 

Fonte: Gadgets 360º

ÚLTIMOS ARTIGOS no NextPit

Recomendado pelo NextPit

5 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Vai chegar com aparelhos baratinhos e depois vai meter a mão igual a Xiaomi.


  • vale lembrar que a Realme pertence a Oppo. São aparelhos muito bons, construção muito bem feita, câmera excelente e processamento incrível. Estou usando o Oppo Find X2 Pro há 1 mês e é um aparelho espetacular, aqui na Europa custa cerca de 600 euros, no Brasil deve ser uma fortuna......


  • A notícia em sí pode ser considerada uma bela dor de cabeça tanto para Samsung quanto para a Motorola, que já estavam sendo bombardeadas pela Xiaomi, e agora com a chegada da Realme... Agora o leque de marcas e modelos ficarão interessantes para o consumidor, mas... Não vamos comemorar antes da hora, pois algumas perguntas estão no ar e ficaram sem respostas, como por ex: - Qual será a origem dos aparelhos, a rede de assistência técnica e se terá um eventual parceiro nacional, tal qual ocorre na aliança entre a Xiaomi e a DL ou entre a Nokia e a Multilaser. Ou será que os primeiros telefones chegarão aqui no sistema CKD (Completely Knock-Down ou Complete Knock-Down, em inglês) é um kit das partes completamente não montadas de um produto. e montados em alguma empresa aqui no Brasil para não pagar imposto de importação ???


  • Concorrência sempre é bom ,.mas sem.os preços não dá para afirmar nada.


  • Sabe uma coisa que eu parei de esperar, é preço baixo. O negócio de mais concorrência, mais preço baixo, não sei se é mais tanto mandatório. Eu acho que hoje é mais pelo "ter mais opções" do que pelo "preço baixo". Até porque a diferença de preço hoje é muito relativo e de aparelho pra aparelho a diferença acaba sendo pouca. Vamos esperar pra ver como será, de qualquer forma é mais uma opção.

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.