NextPit

Xiaomi, por favor, traga esses 6 smartphones para o Brasil! (ou nem volte)

redmi note 7 06
© NextPit

A Xiaomi está para o Brasil como aqueles casais que ficam trocando mensagens mas nunca admitem que estão namorando, mesmo sendo visto juntos. Mas enquanto esse romance não engata, ficamos observando os aparelhos que já chegaram e desejamos os que ainda não estão por aqui.

NextPit Logo white on transparent Background
NEXTPITTV

Já temos, de forma oficial, o Pocophone F1 e o Redmi Note 6 Pro, trazidos pela brasileira DL, mas a preços não muito agradáveis. Nossa espera é mesmo para uma chegada triunfal da Xiaomi por aqui, trazendo preços arrasadores para conquistar o público e abalar a concorrência. Mas quais os mais esperados por aqui? Fiz uma seleção.

Xiaomi Mi MIX 3

Nada mais justo do que sonhar alto. O Mi MIX 3 não é o carro chefe da empresa, mas é seu flagship, ou seja, aquele que traz mais novidades e é o ícone de inovação da empresa. O Mi MIX 3 é bonito, praticamente sem bordas, e traz o sistema de som embutido na tela.

Xiaomi Mi MIX 3 05
O Mi MIX 3 é slider / © NextPit

Por um preço abaixo de dois mil reais em sites internacionais, um aparelho desses aqui seria para deixar proprietários de um Galaxy S10 com uma invejinha daquelas. Obviamente, não em todos os quesitos, como câmera, mas em design e com o diferencial do slider, certamente seria um hit.

Redmi Note 7 Pro

Um dos últimos lançamentos da Xiaomi causou alvoroço em seu lançamento. O Redmi Note 7 Pro é a evolução do aparelho lançado aqui pela DL, o Note 6 Pro, a sétima edição está disponível por menos de R$ 1.200, um preço muito bom para 6 GB de RAM e Snapdragon 675, além da câmera dupla.

redmi note 7 08
O elegante Redmi Note 7 Pro  / © NextPit

Por mais que chegasse um pouco mais caro, seria um ótimo concorrente para o novo Galaxy A70 da Samsung, ou ainda para o Moto G7 Plus. É um desses intermediários que ajudariam muito quem não pode gastar mais do que um salário mínimo e meio para ter bom desempenho.

Xiaomi Mi 9

E falando em custo benefício, que tal o topo de linha da Xiaomi? Por um preço de lançamento muito atraente, o Mi 9 já pode ser adquirido por dois mil reais, e conta com processador Snapdragon 855, o mais poderoso atualmente, além de 6 GB de RAM e 64 GB de armazenamento.

AndroidPIT xiaomi mi 9 front
O Mi 9 foi lançado a um ótimo preço / © NextPit

A câmera é tripla, com 48 megapixels, e o design não é muito diferente do que temos hoje, mas é bonito e tem bonitas cores. Carregamento rápido de 20W e também sem fio e tela AMOLED são outros elementos que fazem ele superior ao Galaxy A80 e até páreo para o S10e.

Redmi Go

Baixando drasticamente nossas expectativas, por que não um baratinho. Os aparelhos que estão sendo lançados com o Android Go são todos bem fracos, mas já que eles existem, que chegue um bem barato e com o mínimo de especificações para uso.

redmidoexptleak
O simples Redmi Go / © Weibo

O Redmi Go está por R$ 240 em lojas internacionais, e com seu ar super simples seria uma boa adição ao nosso portfólio nacional de baixo custo, uma vez que traz tela HD, faz vídeos em FullHD, é dual SIM e tem bateria de generosos 3.000 mAh. Com a campanha certa, venderia como água, ou como K10.

Xiaomi Mi A2

Para os entusiastas do Android mais leve, eis outro ótimo custo benefício que seria bem recebido pelos brasileiros. O Mi A2 faz parte do programa Android One, e por isso não traz a interface Android modificada pela Xiaomi, a MIUI, e sim algo mais próximo do que o Google idealiza para o sistema. Assim, ele é mais leve e supostamente traz atualizações mais rápidas.

xiaomi mi a2 blue hero xiaomi 01
Mi A2, um bom custo/benefício / © Xiaomi

Por menos de 800 reais é possível ter uma tela grande de 6 polegadas, câmera traseira dupla com HDR, Snapdragon 660 com 4 GB de RAM – um bom intermediário –, bateria de 3.100 mAh e 64 GB de armazenamento. Não tem nenhum super destaque, mas é um pau pra toda obra.

Xiaomi Mi Max 3

Para finalizar, como sabemos que bateria é um dos itens mais importantes em um smartphone, nada como um que venha com um monstro dentro de si. A linha Max da Xiaomi não brinca em serviço, e essa geração traz nada menos que 5.000 mAh.

Mi Max 3 09 2
O Mi Max 3 da Xiaomi deve ser substituído pela quarta geração em breve / © Xiaomi

É fato que a versão 4 do aparelho está para ser lançada em questão de dois meses ou menos, mas esse, por atuais mil reais, até que entrega boas coisas com um Snapdragon 636, 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento e câmera traseira dupla. É um intermediário mais simples, seu acabamento é em plástico sem muito capricho visual, mas vai atender quem precisa de muito tempo longe da tomada.

Todos esses aparelhos certamente fariam sucesso por aqui. Bastaria a Xiaomi fazer boas parcerias com operadoras de telefonia e investir em divulgação da sua marca para que as pessoas as conheçam. E, claro, chegar com preços atraentes. Essa seleção seria sucesso na certa, você não acha?

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

29 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Junior 13/05/2019 Link para o comentário

    Tenho um redmi note 6 versão 32G muito bom aparelho deixa muitos conhecidos para trás a kms de distância mais subiu bastante de valor desde a uns 3 meses atrás.


  • Tiago Souza 19/04/2019 Link para o comentário

    Sinto falta de aparelhos menores, mas com especificações de "gente grande". Um exemplo é o Z3 Compact da Sony, por exemplo, bem compacto mesmo e especificações técnicas excelentes. Claro, o problema dele foi o problema crônico da tela parar de funcionar depois de 1 ano.

    Infelizmente a indústria parece caminhar na direção contrária, sempre trazendo aparelhos maiores.

    Tenho um Xiaomi Mi 5.


  • Roberto Oliveira 18/04/2019 Link para o comentário

    O MiA2 já é um sucesso aqui, mesmo não sendo vendido oficialmente.


    • Diego Tobias 02/05/2019 Link para o comentário

      Acabei de comprar um, acho que até sabado chega...


  • Matheus Game82 18/04/2019 Link para o comentário

    Esqueça, a xiaomi se filiou a falida ricardo Eletro a uqla não tem dinehiro nem para pagar a luz que usa, esse foi o pior negocio que a xiaomi pode fazer vender seus produtos pela Ricardo Eletro.


    • Soterio Salles 18/04/2019 Link para o comentário

      Que Xiaomi? Quem fez parceria com a Ricardo Eletro foi a DL que importa os smartphones da Xiaomi pra vender legalmente no Brasil roubando no preço junto da Ricardo Eletro.
      Tá na hora de ler melhor as notícias heim.


  • Marcos Paulo 17/04/2019 Link para o comentário

    O problema não é nem eles trazerem já que possuem essa parceria com a DL aqui no Brasil, o problema mesmo é a questão do preço que já ficaram bem altos com o Pocophone e o Note 6, ai é mais vantajoso continuar importando mesmo.


    • Soterio Salles 18/04/2019 Link para o comentário

      Eles tem que trazer sem parceria com a DLixo...


  • Luciano Simas 17/04/2019 Link para o comentário

    Stella, só corrigindo a bateria do mi Max 3 é maior ainda do que você informou, é 5500 mAh e não 5000 mAh . E o mi Max 4 que está vindo é de 5800 mAh. Oh monstruosidade!


  • Chinês do Pastel de Flango 17/04/2019 Link para o comentário

    Com certeza, todos os aparelhos citados seriam ótimas opções. E poderiam trazer o Pocophone pela Xiaomi mesmo, pois pela DL o preço pedido é piada de mal gosto.
    Mas teriam que manter o atrativo principal "preço baixo" frente à concorrência.


  • Samuel Serafim 17/04/2019 Link para o comentário

    Só precisa trazer o Pocophone, o Mimix 3 e o redmi 7 pro ou note. O resto é descartável. Lamentável a Estela não citar o maravilhoso Pocophone.


  • Daniel Jackson 17/04/2019 Link para o comentário

    Você esqueceu de falar o tamanho da tela do Max 3...


  • Phelipe B. 17/04/2019 Link para o comentário

    Traga, mas traga com um preço justo.


  • Léo Walk 17/04/2019 Link para o comentário

    A Xiaomi até quer, mas o problema é o Brasil com seus impostos absurdos.


  • Luiz Gustavo lgubarbosa 17/04/2019 Link para o comentário

    Vem por favor...kkkkkkkkkkkk


  • Eduardo Urbaneja 17/04/2019 Link para o comentário

    Note 7 Pro não tem chances de vir para o Brasil, uma vez que ele não tem versão global e é exclusivo dos mercados asiáticos. No lugar dele poderia vir o Mi 9 SE


  • EpaPortugal! 17/04/2019 Link para o comentário

    Estou feliz com o meu Mi Note 3, que comprei no Brasil e não fui taxado, mas agora que moro em Portugal posso importar um celular ou o que quiser sem medo de taxas..


  • Ricardo 17/04/2019 Link para o comentário

    XIAOMI, POR FAVOR, TRAGA TABLETS PARA O BRASIL (OU NEM VOLTE).


  • Wellington Alves 17/04/2019 Link para o comentário

    Eu tenho um Xiaomi e meu irmão, pai e mãe todos compraram um também. O Note 6 pro!
    E sinceramente não a melhor aparelho custo beneficio.
    O aparelho é bom demais, não tenho o que reclamar dele!
    Agora só compro Xiaomi e meu próximo vai ser o Note 7 ou o Mi 9


  • Soterio Salles 17/04/2019 Link para o comentário

    Só me permita corrigir algo. Mi Mix 3 não tem som na tela. Ele tem um speaker inferior mono pra consumo de mídia e viva voz e um pra ligações que fica na parte de dentro do slider junto das câmeras, aí fizeram uma espécie de furo pra sair o som com o slider fechado.
    Sobre ele causar inveja em dono de Galaxy S10 eu não sei se causa mas meus amigos donos de Moto G ficam babando no meu Mix 3 kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.