Vencedores e perdedores da semana: Samsung Galaxy Unpacked altos e baixos

Vencedores e perdedores da semana: Samsung Galaxy Unpacked altos e baixos

Dobra aqui, toma um chá! Dobra ali, toma um chá!

Galaxy Z Fold 3, Galaxy Z Flip 3, Galaxy Watch 4, Galaxy Watch 4 Classic e Galaxy Buds 2, acredito que não preciso dizer mais nada sobre o fato da Samsung estar na posição de vencedora da semana, certo? Porém, nem tudo foi um mar de rosas no evento Galaxy Unpacked, por isso, nossa equipe resolveu dar a Samsung o posto de perdedora também.

Como de costume, antes de falarmos das nossas escolhas, vamos dar uma pincelada no que aconteceu de mais interessante no universo tech nos últimos dias.

Xiaomi anuncia o novo Mi Mix 4

Não foi apenas a Samsung que apresentou novos celulares essa semana como você irá descobrir aqui. A Xiaomi anunciou o Mi Mix 4 para o mercado chinês, com destaque para a câmera do embaixo da tela. O flagship é embalado pelo processador Snapdragon 888+, da Qualcomm, possui uma câmera selfie na tela de 20 MP e um conjunto triplo de câmeras de 108 MP na parte traseira.

No papel, o Mi Mix 4 parece um monstro elevado à enésima potência, mas o fato de ainda não ter uma data para chegar ao mercado global é frustrante, especialmente agora que a Xiaomi se encontra na posição de liderança no mercado global de smartphones.

Xiaomi Mi Mix 4 01
Este é o Mi Mix 4 em toda a sua glória / © Xiaomi

Honor revela os primeiros flagships pós-Huawei

A Honor também trouxe novidades às lojas nessa semana ao anunciar os novos Honor Magic 3 Pro e Magic 3 Pro+. Estes são os primeiros topo de linha da fabricante pós-Huawei era, logo, precisavam mostrar a que vieram, certo?

Considerando a ficha técnica dos aparelhos, sinceramente, parece que a Honor não deixou a desejar. Os smartphones chegam ao mercado com um módulo de câmera quádrupla de 50 MP, tela com taxa de atualização de 120 Hz e, como esperado rodando com a versão Android 11 e com suporte para os aplicativos do Google.

Honor Magic 3 Pro event
Honor Magic 3 Pro e Magic 3 Pro+ rodam Android 11 de fábrica e oferecem suporte para os apps do Google / © Honor

WhatsApp anuncia recurso de transferência de dados entre dispositivos

Há muito tempo escrevemos sobre os rumores de que o Facebook estaria trabalhando em um sistema facilitado de transferência de dados do WhatsApp entre dispositivos e, finalmente, a história é oficial. Durante o evento Galaxy Unpacked, foi anunciado que o recurso chegará primeiro para os smartphones da Samsung e que o suporte chegará em breve para outros celulares Android.

O lado positivo dessa função é que vai facilitar - e muito - a troca de dados do histórico de chats de bate-papo do mensageiro quando você estiver configurando um novo dispositivo, com destaque para as trocas entre sistemas operacionais Android e iOS.

Sony já não informa receita de smartphones Xperia

Que a divisão de smartphones da Sony está à beira de um abismo não é segredo, mas agora parece que está prestes a descer penhasco abaixo. E é com tristeza de grande fã da série Xperia que venho informar que tudo indica que a empresa poderá, finalmente, seguir os passos de HTC, LG e cia, e encerrar a divisão de celulares.

O novo indício de que isso está por acontecer pode estar nos relatórios financeiros da empresa, que desde o início de 2021, já não mostram mais os números da divisão de smartphones, apenas PlayStation e TV. O alerta veio através do canal Xperia Blog, até os informe referentes ao ano passado, as vendas da série Xperia eram relacionadas com os demais produtos, porém, já não temos mais detalhes sobre o número de unidades de smartphones vendidas.

NextPit Sony Xperia 1 III back
O Sony Xperia 1 III recebeu 4 estrelas na nossa avaliação / © NextPit

Nós tivemos a chance de testar o novo Sony Xperia 1 III e acreditamos ser um dos celulares mais empolgantes do ano. É realmente uma pena que a empresa não tenha conseguido furar a bolha das grandes fabricantes de celulares e tenha que nos privar da série Xperia.

Na sua opinião: a Sony deveria encerrar a divisão de smartphones?

Google bane SafeGraph

Nessa semana, o Google baniu a empresa SafeGraph por vender dados de localização de quem utiliza celulares rodando com Android. No ano passado o The New York Times, por exemplo, se beneficiou dos dados oferecidos pela SafeGraph para fazer o mapeamento da COVID-19, mostrando onde as pessoas estavam passando tempo depois que os bloqueios de coronavírus foram liberados.

De acordo com o site Motherboard, a SafeGraph foi uma das várias empresas que coletou registros de geolocalização por meio de plug-ins instalados em aplicativos parceiros no Android. O site também afirma que, em junho, o Google havia solicitado aos desenvolvedores remover o kit de desenvolvimento de software da SafeGraph em um prazo de sete dias. Contudo, parece que ainda não está claro se tal coleta dados de aplicativos Android terminou. 

Essa não é a primeira vez que a SafeGraph aparece envolvida em um escândalo de envio de dados de localização dos usuários para empresas de monetização. Em 2018, o TechCrunch noticiou que a SafeGraph estava entre as empresas citadas em no relatório de pesquisadores de segurança sobre aplicativos populares para iPhone que compartilhavam os dados de localização de “dezenas de milhões de dispositivos móveis” com empresas terceirizadas de monetização de dados.

Mesmo que a empresa atue apenas nos EUA, Reino Unido e Canadá, o fato levanta um alerta sobre as políticas das lojas do Android e iOS em relação aos aplicativos hospedados usando serviços de terceiros e distribuídos para nós, clientes do Google e da Apple. Segundo o canal The Verge, a Apple não respondeu imediatamente a um pedido de comentário sobre sua política em torno do SafeGraph.

Vencedor: Samsung e destaques do Galaxy Unpacked

A equipe da Samsung tem muito para celebrar essa semana. Os novos Galaxy Z Fold3 e Galaxy Z Flip3 são celulares que reúnem uma série de qualidades: tela dobrável, com taxa de atualização de 120 Hz e 80% mais resistente, certificação de proteção à água IPX8; processador Snapdragon 888 e construção Premium; câmeras melhoradas e versáteis; e, claro, uma experiência quase exclusiva no mercado.

A fabricante ainda conseguiu baixar o valor de lançamento dos modelos em relação à geração anterior, o que é de se reconhecer como algo positivo. Além disso, no caso do Z Fold 3, tivemos ainda o suporte para a caneta S Pen. O que faz com que a linha Note não ganhe um sucessor em 2021 (e talvez nunca mais veja a luz do sol, vamos ser sinceros!).

NextPit samsung galaxy z flip 3 notifications c2
O Galaxy Z Flip 3 agora possui uma tela externa 4x maior / © NextPit

Os novos Galaxy Watch 4 (Classic) parecem ter feito a transição do Tizen para Wear OS de forma fluida e se apresentam muito bem sob a skin One UI Watch da Samsung. Para além disso, agora a integração entre smartphone e relógio está mais automatizada com o suporte aos aplicativos do Google.

A fabricante conseguiu trazer uma ampla gama de sensores em ambos os smartwatches e, acima disso, introduziu um sensor de impedância para análise do índice de massa corporal (IMC).

Assim, de forma geral, os fãs da Samsung têm muito a comemorar essa semana, pois a fabricante superou as expectativas e a tendência é que os novos produtos ofereçam uma grande experiência. Porém, superar as expectativas não significa atingir a perfeição. O que me leva ao perdedor dessa semana.

Perdedor: Samsung e as frustrações do Galaxy Unpacked

Eu sei, parece contradição ter o vencedor da semana relacionado como perdedor também. Contudo, a Samsung fez alguns movimentos que ainda estão sem explicação. O primeiro deles está relacionado ao fato de que os novos Watch 4 e Watch 4 Classic não oferecem suporte para iOS. Ou seja, se você possui um iPhone, não poderá utilizar o smartwatch da Samsung.

Sobre isso, a nossa equipe levantou um ponto que acredito ser bastante relevante: estaria a Samsung interessada em conquistar parte dos usuários da Apple para o seu ecossistema com esse movimento? De fato, a fabricante possui uma base muito leal de fãs e está consolidada no mercado com uma das maiores empresas de tecnologia. Logo, potencial para tanto a Samsung tem.

Por outro, o Wear OS oferece suporte para iOS e, como sabemos, muitas pessoas que usam dispositivos da Apple acabam optando por relógios inteligentes mais acessíveis — isso em relação ao Apple Watch. Logo, uma quantidade significativa de pessoas que poderiam se beneficiar do novo sensor impedância do Watch 4 foram frustradas aqui.

NextPit samsung galaxy watch 4 classic front
O Samsung Galaxy Watch 4 Classic não poderá (até o momento pelo menos) ser usado com o iPhone / © NextPit

Outra questão que continuo sem entender é a solução da Samsung para a câmera frontal do Z Fold 3 localizada embaixo da tela principal. A fabricante adicionou 172 pixels sobre a câmera de selfie e resolveu chamar isso de câmera sub-display, mas enxergamos os pixels quase como uma grelha sob o entalhe da lente. Neste sentido, a Samsung decepcionou.

NextPit samsung galaxy z fold 3 invisible selfie cam np
À esquerda, você vê a câmera traseira ativada, quando a câmera frontal deveria aparecer escondida; À direita, temos o Galaxy Fold 3 com a câmera frontal ativada / © NextPit

Por fim, tenho que me solidarizar com quem comprou alguma das últimas gerações da série Galaxy Note, pois não terá a opção de continuar na série em 2021. A explicação da Samsung para tanto é um pouco inconsistente com o comportamento da empresa em 2020, quando incentivou à compra do Galaxy Note 20.

De acordo com a empresa, essa decisão foi tomada para em prol da série de smartphones dobráveis. A fabricante até está dando incentivos financeiros para quem quiser trocar um atual modelo Samsung pelo Z Fold 3 ou Z Flip 3.

Na Europa, por exemplo, esse valor pode atingir um máximo de 1.000 euros, mais da metade do que vale o Fold 3. O que não é nada ruim, mas será que todo mundo vai optar por trocar o seu Note favorito por um dobrável que nunca experimentou e, sejamos sinceros, com uma tecnologia que ainda está em pleno desenvolvimento?

Mais do isso, ao afirmar que não teremos Galaxy Note "em 2021", a Samsung gera expectativa na própria comunidade de fãs de que a linha terá continuidade, mas será mesmo? Enfim, nem tudo foram boas notícias para os fãs da marca nessa semana.

E aí, você concorda com as nossas escolhas nessa semana? O que você considerou positivo ou negativo na semana e gostaria de compartilhar com a comunidade NextPit? Nós apreciamos demais a sua opinião, então, escreve pra gente! 

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

8 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Penskemen há 1 mês Link para o comentário

    Direto ao ponto:
    O mercado de smartphone está atravessando uma fase de transição...
    Teremos dois segmentos na gama de produtos mobile
    O iPhone da Apple (sem rivais a vista) continuará reinando sozinha para as faixas mais abastadas e elitizadas (afinal essa é a marca para ostentar e demonstrar um nível sócio econômico mais alto)
    Em um patamar abaixo (com seu sistema monopolizado pela Google) teremos uma guerra campal...
    A grandes marcas estão pedindo água e deixando o mercado, Sony e LG que o digam.
    Quem "ainda conseguir" disputar mercado com os chineses e oferecer mais recursos, com mais qualidade e melhor construção, por um preco melhor, vai se manter na liderança do mercado (leia-se a situação atual da Xiaomi).


    • Camila Rinaldi
      • Admin
      • Equipe
      há 1 mês Link para o comentário

      Concordo, se a Samsung não se cuidar, será estrangulada entre Apple (EUA) e China (Xiaomi, Oppo, Vivo, Honor...).


      • Penskemen há 1 mês Link para o comentário

        Ótima sua colocação, no que tange a coreana Samsung.


  • Lucas N. há 1 mês Link para o comentário

    Primeiro a HTC e a Blackberry. Em seguida, a LG. Estou desconfiado de que a Huawei vai seguir pelo mesmo caminho. E agora (com alta probabilidade), a Sony também. O mercado mobile estão passando por uma mudança bem drástica, condenando e fatiando quem não consegue se adaptar. Desanima pela falta de opções na concorrência (fora a Huawei, acusada fortemente de boicote), mas é aquilo, né...

    "Cada um recebeu a sua fatia do bolo. Se já comeu ou caiu no chão, já era."

    E sobre a Samsung, eu até compreendo a falta de compatibilidade com o iOS: a Apple possui o seu próprio ecossistema e é isso o que a fabricante quer valorizar. Mas ainda estou tentando entender que c****** se passou pela cabeça dos engenheiros pra lançarem um aparelho com uma UDC tão grotesca assim. Pô, meu! Não era mais fácil lançar sem câmera, já que é algo totalmente experimental? Bola fora, hein?


    • Camila Rinaldi
      • Admin
      • Equipe
      há 1 mês Link para o comentário

      Adorei: "Se já comeu ou caiu no chão, já era", me parece isso mesmo.


      • Lucas N. há 1 mês Link para o comentário

        Pois é, Rinaldi. O mercado está aí e muda o tempo inteiro. Novos gostos, novas opções, novas prioridades. Quem não tem algo de cativante a oferecer fica para trás, então...


  • Douglas há 1 mês Link para o comentário

    A Sony parece que vai acabar mesmo, até a estratégia da HTC e LG de vender smartphone com SoC simples e defasado por preço alto ,vide Xperia ace de 2021 com MTK p35, de novo a mesma estratégia da LG antes de afundar de vez..
    Eu gostaria de ver um Sony com design recente com as tendências de hj em dia e não esse estilo engessado..Era bonito antes mas, não vende smartphone sejamos sinceros.


    • Camila Rinaldi
      • Admin
      • Equipe
      há 1 mês Link para o comentário

      A questão é que mesmo que a Sony consiga mudar a divisão de smartphones, dificilmente vai conseguir espaço no mercado de forma rápida novamente. Falta escala.

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.