NextPit

Vencedores e perdedores: Apple volta atrás e Xiaomi anda apenas para frente!

Vencedores e perdedores: Apple volta atrás e Xiaomi anda apenas para frente!

Depois de uma longa novela que se arrasta desde o lançamento dos novos iPhone 13, nessa semana, a Apple voltou atrás em uma das práticas mais anti-consumidor dos últimos tempos. Contudo, isso não foi suficiente para colocar a gigante de Cupertino no lado do vencedor.

O destaque da semana vai mesmo para a Xiaomi. De acordo com dados do maior varejista chinês, a fabricante dominou as vendas do primeiro super evento de compras do mês de novembro, o Dia dos Solteiros.

Mas antes de falarmos sobre os vencedores e perdedores da semana, compartilho abaixo cinco destaques da cobertura do NextPit nos últimos dias:

Vencedor da semana: Xiaomi é destaque no primeiro super evento de compras de novembro

Sim, essa coluna tem dado certa ênfase aos resultados do mercado de smartphones nos últimos tempos. Contudo, com a aproximação do final do ano e dos eventos de consumo, isso é praticamente inevitável. Hoje, é a Xiaomi que aparece como destaque. O motivo é simples: foi a fabricante que mais vendeu celulares no maior evento do e-commerce chinês.

O Dia dos Solteiros é considerado a "Black Friday chinesa" e está, inclusive, no calendário das pessoas no Brasil que frequentemente importam dispositivos de fabricantes com base na China. Uma delas é a Xiaomi, que ficou no topo do gráfico de vendas do Dia dos Solteiros este ano.

Xiaomi Event 9
A Xiaomi colecionou recordes em 2021 / © NextPit

Segundo informações compartilhadas pelo maior varejista online chinês — JD.com —, a fabricante conseguiu colocar dois modelos no ranking dos 3 celulares mais vendidos na data, que também contou com um aparelho da Apple, a saber: Redmi K40, iPhone 13 e Redmi 9A.

Se aumentarmos a amostragem, o desempenho da Xiaomi se mostra ainda mais impressionante: foram nove celulares na seleção dos 20 mais vendidos.

Na semana passada, vimos que a fabricante teve um crescimento anual de 51% no mercado europeu, o que garantiu o segundo lugar na quota do mercado de celulares no velho continente. Agora, os números do Dia dos Solteiros revelam o domínio da Xiaomi sobre as concorrentes locais. A única pergunta que me vem à cabeça é: existe barreira para o crescimento da Xiaomi?

Ah, e caso você esteja se perguntando sobre a Samsung, parece que o Galaxy Z Flip 3 fez bonito no dia dos solteiros entre o segmento de celulares acima dos 10 mil Yuan.

Por fim, apesar do sucesso no Singles' Day, nesta coluna a Apple foi eleita a perdedora da semana!

Perdedor da semana: Apple erra feio, erra rude, e é obrigada a voltar atrás!

A regra do mercado é clara: você paga para adquirir um produto, logo, o mesmo é seu para fazer o que bem entender, certo? Sim... No entanto, até poucos dias, os novos proprietários do iPhone 13 corriam o risco de perder uma das principais funções de segurança do aparelho caso optassem por trocar a tela do celular em assistências técnicas não autorizadas pela Apple.

Essa polêmica vem se arrastando desde lançamento dos novos iPhone 13 e iPhone 13 Pro, quando os primeiros relatos sobre o tema começaram a surgir na rede. O problema é que a Apple estava deliberadamente desligando o recurso Face ID em caso de troca do display da nova geração do iPhone fora das assistências aprovadas pela companhia.

E, como muito bem lembrado pelo meu colega Carsten Drees, "prevenir a capacidade de reparo é uma prática comercial terrível e deveria ser proibida". Será que tem como discordar disso?

NextPit Apple iPhone 13 Pro display
Se você quiser trocar a tela do seu iPhone, isso não deveria ser um problema, certo? / © NextPit

Felizmente, no início desta semana, a empresa voltou atrás e informou que não desativará o recurso de identificação facial nestes casos. Contudo, isso não redimiu a Apple de ser a perdedora da semana nessa coluna dominical!

E aí, o que você achou das escolhas desta semana? Compartilhe a sua opinião nos comentários deste artigo. 

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

ÚLTIMOS ARTIGOS

Artigos recomendados

3 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Vinicius Guerra há 3 semanas Link para o comentário

    Sem dúvida a Xiaomi, por ser chinesa, vai muito bem no seu país, no Brasil, nosso território, acho ainda muito fraca, sem suporte direito, precisa evoluir muito.

    Tenho torcido para a Asus melhorar a linha Zenfone, para competir com a Samsung, pois essa lidera com muita folga no mercado brasileiro, como sempre comento, precisamos sim de mais empresas no mercado.


  • Soterio Salles há 3 semanas Link para o comentário

    Xiaomi só vai pra frente... Se comprou deles vai ficar esquecido no passado deles sem updates, sem suporte...
    Uma coisa eu garanto, o meu dinheiro eles não levam mais nos smartphones até eles assumirem uma politica de suporte e updates decente e cumprir a mesma.


  • Penskemen há 3 semanas Link para o comentário

    Bem pelo meu prisma faria um "adendo" sobre a vencedora da semana:
    - Xiaomi anda apenas para frente...
    "Mas" na China tudo favorece sua expansão no mercado.
    Se fomos citar o nosso quintal (Brasil), os ventos não estão muito favoráveis a ela.
    Essa semana uma importante revista (Exame) realizou uma entrevista com Hélio Rotenberg (Presidente da Positivo Tecnologia). Só vou fazer um resumo do que li...
    Eu diria que a novata "Infinix", colocou uma grande pedra no sapato da Xiaomi, Motorola e cia Ltda... O ano de 2022 promete surpresas no mercado local do Brasil...🤔

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.