NextPit

WhatsApp irá exibir propagandas em tela cheia no Status a partir de 2020

D7ForrnW4AItxQl
© Olivier Ponteville

Que o WhatsApp estava preparando uma ferramenta para anúncios dentro do mensageiro não é novidade para ninguém. Já confirmada pela empresa há alguns meses, os anúncios customizados chegarão para todos os usuários a partir do próximo ano.

NextPit Logo white on transparent Background
NEXTPITTV

Faz tempo que o WhatsApp começou a abrir caminho para os anúncios dentro da plataforma. O primeiro passo para que essa mudança fosse possível começou em 2016, quando o WhatsApp mudou os termos de uso do aplicativo. Com a mudança, os usuários estariam permitindo que o Facebook utilizasse determinadas informações para fins comercial.

A confirmação dos anúncios foi feita por Chris Daniels, vice-presidente do Whatsapp, que vê na publicidade a melhor forma de monetizar o mensageiro mais famoso do mundo. Os teste se iniciaram a partir da versão beta 2.18.305, conforme revelado pelo site WaBetaInfo. Agora, durante a conferência Facebook Marketing Summit, que aconteceu ontem (21), os engenheiros da companhia anunciaram quando o recurso será enfim liberado para usuários do Android e iOS: a partir de 2020.

D7ForrnW4AItxQl
Anúncios no Status / © Olivier Ponteville

O WhatsApp irá fornecer às agências de publicidade e empresas de tecnologia uma plataforma que permitirá o envio de propagandas com serviços segmentados diretamente aos celulares dos usuários pelo Status, em tela cheia. Os anúncios são customizados com base em interesses dos usuários em outras redes da empresa, como Facebook e Instagram, e não através de mensagens trocadas.

O WhatsApp está estudando um método de publicidade menos invasiva, visto que um bombardeio de campanhas publicitárias no celular do usuários poderia provocar efeitos negativos para a empresa, como a migração em massa para apps concorrentes. O WhatsApp Business, por sua vez, será a ponte entre os anunciantes e os usuários viabilizando o contato entre ambos.

E aí, partiu Telegram?

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

25 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Ronaldo 26/05/2019 Link para o comentário

    Começo do fim do reinado do zapzap...


  • and_opel 24/05/2019 Link para o comentário

    Telegram agradece ao WhatsApp por esta iniciativa! faz mais de 5 anos que faço propaganda para o telegram... agora que vou fazer melhor ainda...


  • Nicolas 24/05/2019 Link para o comentário

    e a parte que eles falaram "nós nunca iremos colocar anúncios no WhatsApp"?🤔


  • Samuca 23/05/2019 Link para o comentário

    Gasta de crédito ao devido de propaganda besteira? Não, obrigado. se for pos , suave. uso o pre-pago , Sou pobre.


  • Vinicius Guerra 23/05/2019 Link para o comentário

    Deveria ter uma opção simbólica de R$5,00 por ano para manter o serviço, seria muito mais interessante, do que exibir propagandas, que realmente é desagradável. Mas é aquela velha questão, não existe almoço grátis, alguém tem que pagar a conta, sobra sempre para o usuário!

    Nessas horas o Telegram poderia ser a grande alternativa, mas quase ninguém tem, conhece ou usa. A mídia mesmo prefere o WhatsApp, por isso as pessoas usam.


  • Diego Tobias 23/05/2019 Link para o comentário

    Telegrão, meu amigo, que saudade...


  • R Prebianca 23/05/2019 Link para o comentário

    Volta a opção de pagar, pagaria facil para não ter isso.


    • Rodrigo Dias 24/05/2019 Link para o comentário

      Se todos os usuários pagassem US$ 0,99 por ano, não iria precisar disso, até porque né, seriam quase 2 bilhões em caixa.

      Só que aí teriam que oferecer mais opções de pagamento. Quem não tem cartão, por exemplo, como é que poderia renovar a sua conta?


  • Matheus Barbosa 23/05/2019 Link para o comentário

    Morre a inesquecível..


  • Jonnattan Silva 22/05/2019 Link para o comentário

    Enquanto isso o tema escuro que foi prometido há anos não veio...


  • José Luís Silva Martiniano 22/05/2019 Link para o comentário

    Demorou, já estava esperando isso desse aplicativo de mensagens instantâneas. Era questão de tempo para a propaganda surgir nas telas. O que lamento bastante é o fato de bilhares de pessoas desconhecerem o Telegram, que é brutalmente melhor que esse "zap-zap".


    • Bruno Almeida 24/05/2019 Link para o comentário

      Concordo com tudo o que você disse, mas não poderia deixar de corrigir um detalhe: não existe "bilhares", a próxima classe depois de milhar é o milhão.


  • Bueno 22/05/2019 Link para o comentário

    Com certeza, partiu Telegram!


  • Caique Moraes 22/05/2019 Link para o comentário

    Pode encher!
    Aqui tem Adgaurd filhão!


  • Giordano Santiago 22/05/2019 Link para o comentário

    Ei, telegram, da uma lida aqui rapidão


  • Luiz Gustavo lgubarbosa 22/05/2019 Link para o comentário

    Deixarei de usar o whatsapp....


  • Nivaldo Cavalcante 22/05/2019 Link para o comentário

    ri alto com essa frase "...os engenheiros da companhia anunciaram quando o recurso será enfim liberado para usuários do Android e iOS: a partir de 2020."... o que o pessoal do Whatsapp chama de recurso eu chamo de praga.


    • Rogério Dias 23/05/2019 Link para o comentário

      Piada mesmo. Quem em sã consciência considera anúncios um recurso? Mil vezes cobrar um valor anual como antigamente.


  • Leão Junior 22/05/2019 Link para o comentário

    Era melhor cobrar US$ 1,00 por ano igual era antes.


  • andevanio Carvalho 22/05/2019 Link para o comentário

    Que o Telegram comece a se preparar para receber muitos usuários a partir desse período...

Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.