NextPit

Usuários poderão esperar até dois meses para desbloqueio de bootloader pela Xiaomi

AndroidPIT xiaomi mi max buttons
© NextPit

Algumas fabricantes oferecem o desbloqueio do bootloader de seus dispositivos como forma de contribuir com a comunidade de desenvolvedores e também com quem busca por alterações úteis no software de produtos importados. A Xiaomi é referência neste sentido, visto que seus sistema é utilizado no mundo todo, apesar da empresa adaptar o SO para países selecionados. O desbloqueio do bootloader oferecido pela empresa é uma forma de permitir que importadores alterem a MIUI, embora isto seja ficando mais difícil.

O bootloader é desenvolvido e fornecido diretamente pela fabricante do dispositivo e localiza-se em um local da memória que não pode ser facilmente modificada pelos usuários. Quando se deseja modificar um dispositivo Android, um dos maiores obstáculos é o bootloader bloqueado. Quem compra um Xiaomi, por exemplo, assim como Motorola e Sony, pode contar com o desbloqueio do bootloader que é oferecido pela própria fabricante.

A Xiaomi, contudo, não vai contra a possibilidade deste procedimento, visto que ele permite a inclusão de uma ROM internacional ou outra com serviços do Google, visto que na China eles são proibidos. Fato é que a empresa esticou esse prazo para três dias após a compra, passando para quinze no início do ano e, agora, segundo usuários da marca, chega a dois meses.

AndroidPIT xiaomi mi max 2 1806
Tempo de espera para desbloqueio do bootloader da MIUI pode aumentar / © NextPit

Esse tempo de espera não foi confirmado pela Xiaomi, mas foi divulgado no fórum do XDA por alguns leitores que solicitaram a chave do bootloader no site da empresa na tentativa de desbloquear o Mi 8, o Redmi 5 Plus e o Redmi Note. Todos receberam o prazo de 1140 horas de espera pelo código.

Alguns usuários, no entanto, estão utilizando uma versão anterior no Mi Unlock na tentativa de driblar esse período de espera, mas nem todos estão tendo êxito. É esperado que a Xiaomi se posicione sobre o caso ainda esta semana.

 

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

Artigos recomendados

15 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Roberto Ferreira 10/01/2019 Link para o comentário

    Pesquisa melhor amigo a Xiaomi tem centenas de lojas proprias o que ela não tem é uma loja de revenda ON LINE


  • Sion 10/09/2018 Link para o comentário

    lembrando que pra ela tomar essas atitudes, são por conta de revendedoras que estao desbloqueando pra colocar shopRom e bloqueando dnv, sem a permissao do vendedor


  • Blind 07/09/2018 Link para o comentário

    Mas já foi informado que isso será alterado.

    Infelizmente ela estava fazendo isso pois muitas lojas chinesas estavam trocando a ROM chinesa dos smartphones que eram pro mercado chinês, e colocando shopROM c traduções porcas e malwares e porcarias. E p n queimar a marca, eles fizeram isso como meio de barrar.


  • Gabriel Paes 06/09/2018 Link para o comentário

    ainda bem q meu mi a1 nem precisa de código é oem unlock e oem lockquando eu quiser


  • Elineias Fabricio 06/09/2018 Link para o comentário

    Pra quem já tem conta da Xiaomi com bootloader desbloqueado é só fazer o primeiro login no telefone novo e então o bootloader ficará desbloqueado automaticamente. Já fiz isso.


    • Sion 10/09/2018 Link para o comentário

      eu tenho um redmi 5 plus e minha mulhe comprou o 5,, fiz isso e n deu certo 720 horas pro desbloqueio


  • José Luís Silva Martiniano 06/09/2018 Link para o comentário

    Vamos ver o que vai acontecer.


  • Thiago Lee 05/09/2018 Link para o comentário

    Lembrando que esse tempo de debloqueio foi colocado por causa das revendedoras como gearbest, que compram o celular na china e desbloqueiam sem autorização do comprador, depois bloqueiam novamente, o que retira a garantia do aparelho.
    Essa última da xiaomi foi uma tentativa de evitar que revendedoras colocassem a rom global no Mi8, visto que a xiaomi tinha planos de vender o Pocophone F1 mundialmente e não o Mi8. *Foi o que aparentou*


  • AC&MM 05/09/2018 Link para o comentário

    Nesse quesito, bola fora pra Xiaomi.


    • Blind 07/09/2018 Link para o comentário

      Problema é das revendedoras que tão sacaneando


      • Sion 10/09/2018 Link para o comentário

        xiaomi deveria ter loja propria, só acho


  • Junior Fornazi 05/09/2018 Link para o comentário

    nossa o desbloqueio de bootloader só dificulta a vida... saudades quando não tinha está burocracia e fazer root era uma beleza


    • Sion 10/09/2018 Link para o comentário

      android oq ? 1 kkkkkkkkkkkkkkkkk


  • Jairo rios 05/09/2018 Link para o comentário

    2 meses é tempo demasiado longo , a 1 ano atrás era de 1 a 3 dias , a empresa cresceu muito com uma infinidade de modelos muito similares , não é bom


    • Sion 10/09/2018 Link para o comentário

      revendedoras zoando os dispositivos po

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.