NextPit

Realme: curiosidades sobre a novata das chinesas que já faz barulho

AndroidPIT realme 3 pro back
© NextPit

Já ouviu falar da Realme? Esse nome tem aparecido com frequência entre as notícias de tecnologia móvel, e não pudemos deixar passar em branco. Acanhada, a empresa está orquestrando sua expansão para países asiáticos e vem recebendo elogios sobre os seus aparelhos.

NextPit Logo white on transparent Background
NEXTPITTV

Quer saber quem é a Realme? Se os produtos são confiáveis? De onde surgiu essa empresa super nova? Separamos para você algumas curiosidades sobre ela. E não deixe de conferir fatos curiosos de outras empresas nos artigos abaixo:

Por que o nome Realme?

Os aparelhos da Realme têm como foco os jovens, principalmente os jovens indianos. A marca planeja uma expansão mundial mas seu objetivo é, de acordo com a própria empresa, "oferecer aos jovens em todo o mundo  smartphones que combinem desempenho poderoso e design elegante. A marca oferece aos jovens experiências que integram “tecnologia” e “estilo” para reconhecer e satisfazer seus profundos desejos de personalização e auto-expressão".

AndroidPIT realme 3 pro fron2
Este é o produto mais novo da empresa, o Realme 3 Pro / © NextPit

Pegando essa explicação, o nome Realme, ao ser separado e traduzido, fica claro: Real eu, o eu verdadeiro. Os produtos da empresa ajudam os jovens a se expressarem e mostrarem quem eles realmente são. No começo, o nome da empresa era OPPO Real. Sim, Oppo.

Tem dedo da Oppo nesse angu

Você já deve ter ouvido falar que a OnePlus é uma subsidiária, ou seja, uma marca-filha, da Oppo. Pois bem, o mesmo ocorre com a Realme, que é outra marca que nasceu sob o guarda chuva da empresa chinesa. E não é à toa que só estamos ouvindo mais sobre ela agora, pois é uma empresa muito nova, fundada em 4 de maio de 2018.

O primeiro modelo da empresa, o Realme 1, tinha esse nome apenas na Índia. No restante do mundo, foi vendido como Oppo F7 Youth. Porém, o filho quis sair de casa, e já em julho de 2018 a Realme se tornou uma empresa independente.

Não é tão pequena e desconhecida assim

Se você pensa que a Oppo cometeu um erro ao abrir mais uma empresa, se engana. Em apenas sete meses desde a sua fundação, a Realme já ocupa o terceiro lugar em vendas na Índia, um país com mais de um bilhão de pessoas. Um de seus primeiros lançamentos, o Realme 2, vendeu 200 mil unidades em apenas 5 minutos. E esse era só o segundo modelo que a empresa lançava, sendo que o primeiro havia vendido 400 mil unidades em 30 dias.

realme 2 pro screens
A Realme usa a interface ColorOS no Android / © NextPit

Menos de 10 produtos na linha

Prestes a completar um ano de vida, é até notável que uma empresa chinesa de grande sucesso inicial tenha apenas oito smartphones em seu portfólio. Enquanto o primeiro smartphone deles é mais um Oppo do que um Realme, a empresa já lançou outros aparelhos por si só:

  • Realme 1 (também lançado como Oppo F7 Youth);

  • Realme 2;

  • Realme 2 Pro;

  • Realme C1 (esse também foi lançado como Oppo A3);

  • Realme C2;

  • Realme U1;

  • Realme 3;

  • Realme 3 Pro.

Eles trabalham de forma bem equilibrada tanto com a MediaTek quanto com a Qualcomm, e seus aparelhos são conhecidos por oferecer bom custo benefício, e por isso são tão populares na Índia.

AndroidPIT realme 2 pro front hand
O Realme 2 Pro / © NextPit

É esperado que ela seja uma nova OnePlus

A OnePlus é um dos maiores casos de sucesso de empresas que saíram de outras empresas. E é por isso que a Huawei tem a Honor, e a Xiaomi recentemente separou a Redmi de sua linha oficial. Apesar de ainda não ter atingido grandes números fora da China, a OnePlus é um exemplo bem sucedido de empresa que faz bons produtos e que balançou o mercado.

A mídia e muitos usuários esperam que a Realme venha a se destacar como a OnePlus. Embora atuem em segmentos diferentes, há realmente (olha o trocadilho) uma chance de que a Realme ganhe holofotes. Sua entrada na Índia foi muito boa, e esse é um mercado bem competitivo, pois todos querem um público de bilhão.

Recentemente, a empresa chegou à Indonésia, e há rumores que estreie nas Filipinas em breve. Enquanto pega experiência em países asiáticos, a empresa já confirmou sua vontade de se expandir pelo mundo. Já pensou se ela chegasse por aqui?

Você compraria produtos da Realme?

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

Artigos recomendados

7 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Rodrigo Dias 29/04/2019 Link para o comentário

    Pegando um exemplo no nosso mercado, A Positivo também tentou fazer isso, criando a submarca Quantum para smartphones (Aliás, que fim levou a Quantum, hein?)


  • Soterio Salles 28/04/2019 Link para o comentário

    Essa Realme é uma forte candidata à tomar o posto da Redmi se a Oppo fizer tudo direitinho.


  • Jairo rios 27/04/2019 Link para o comentário

    Seria interessante se a Oppo focasse a linha Realme em todos os países “ emergentes “ , com certeza faria sucesso por aqui


  • Juliano Olivetti 27/04/2019 Link para o comentário

    Eu já ouvi falar, mas não sabia que já tinha tamanho sucesso no mercado Indiano. É impressionante como as empresas Chinesas conseguem lidar muito bem com diversas sub marcas, inclusive criando usuários entusiastas em todas elas.


  • Rafael Rigues 27/04/2019 Link para o comentário

    UAU, quanta gente na linha de montagem! Bem mais "manual" do que outras fábricas que conheci.


  • José Luís Silva Martiniano 27/04/2019 Link para o comentário

    Sensacional artigo sobre a Realme, com informações muito esclarecedoras, tanto que pensava que se tratasse de outra empresa do grupo da Xiaomi. E assim, compraria sem medo de ser feliz.

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.