NextPit

Enquete da semana: o que você realmente acha da Black Friday?

Enquete da semana: o que você realmente acha da Black Friday?

Na semana passada, perguntamos sobre sua opinião em relação à loucura da Black Friday e os resultados já chegaram! As respostas são bastante intrigante, com a maioria de vocês demonstrando indiferença, mas não querendo perder boas ofertas!

A Black Friday já se tornou também no Brasil uma das datas mais fortes de comércio no ano. As lojas preenchem seus anúncios com descontos na esperança de que os clientes se amontoem para esvaziar seus estoques. Mas, mesmo que a comunidade se junto nessa caça às ofertas, nem todos estão particularmente satisfeitos com o clima que cerca a data.

Isto era praticamente esperado; como afirmei na própria pesquisa original, muitas vezes me sinto desconfortável com as práticas que ocorrem na #BF, o que ecoou em nossa comunidade, já que em todos os domínios os sentimentos eram comuns.

Os resultados são claros. Os consumidores se sentem indiferentes aos descontos da Black Friday, e só pensariam em comprar algo caso atinjam suas expectativas de desconto (algo que veremos daqui a pouco).

O que voce realmente acha da Black Friday
Comunidade NextPit se mostra pragmática em relação à Black Friday / © NextPit

A indiferença está no topo de todos os domínios. No site em inglês, 30% são indiferentes em relação à data, o que é um número baixo em comparação com outros domínios. A França tem a liderança com 50%, seguida da Alemanha com 48% e do Brasil com 43%. Todos os domínios também estavam tendo sentimentos negativos sobre o dia, com uma soma de cerca de 20% não dispostos a comprar nada durante o período.

Ainda assim, muitas pessoas estão procurando bons negócios, mas suas expectativas são moderadas, especialmente no Brasil com 37%. Em outros domínios, as coisas parecem ser mais difíceis com a França mal chegando à marca dos 20%, com a Alemanha e a COM ficando atrás, com 13 e 15% respectivamente.

O fator determinante para isso são as práticas enganosas de marketing que, como parece, são um problema universal para os consumidores. Mas acredito que é mais adequado ouvi-lo a partir de sua perspectiva:

"Enquanto isso, os varejistas estão tentando cada vez mais tirar dinheiro de seus bolsos. Como estas tentativas estão sendo feitas constantemente (por exemplo, ofertas para o Halloween!), eu ignoro os e-mails e os excluo principalmente porque não há ofertas reais. Uma comparação de preços razoável é simplesmente insubstituível" [...] -Bergerbrecht, domínio alemão.

"Mas pra mim mesmo e o tipo de coisa que eu busco comprar é ilusão aqui no Brasil esperar bons preços e descontos de verdade." - Soterio Salles.

Quais descontos voce considerara dignos da Black Friday 2021
Otimismo não é a marca desta Black Friday 2021 / © NextPit

Indiferença à parte, nossos leitores no Brasil, EUA e Índia parecem também ser céticos sobre as próprias porcentagens de desconto. Seguindo uma mentalidade de "moderação é fundamental", vemos que eles preferem um desconto modesto em vez de um "GERENTE FICOU MALUCO!!!!", já que este último pode ser indicativo de uma armadilha. 48% do Brasil ficariam satisfeitos com um desconto de 40%, enquanto no COM 38% prefeririam um generoso desconto de 50%.

Na Alemanha e França, as coisas são diferentes. Eles realmente parecem gostar de grandes descontos, com 34% em FR e 27% em DE procurando negócios de mais de 60%, mas esta expectativa vem com o fato de que você espera que os preços sejam inflados antes do período da Black Friday. Isto, acredito que torna o número mais popular no DE, o de 30% muito mais próximo das expectativas reais de desconto; mas agora estou apenas especulando. Vejamos o que você tinha a dizer sobre isso:

[...]"A 60% eu pessoalmente tenho um certo ceticismo e nenhum "Uau, isso é um grande desconto" -Tim, Alemanha.

"De minha parte é "Eu sou indiferente, mas se eu me deparar com um bom negócio, vou considerar comprar" e vou prestar atenção às reduções de 50% e mais, mas não espero nada desta sexta-feira negra"[...] - Jerome69Paris, França.

Acho que os comentários acima representam nossos sentimentos sobre a Black Friday deste ano, expectativas baixas aliadas a uma maior cautela em relação a maus negócios. Pode não ser algo que eu mesmo não sinta, mas é bom saber que não estou sozinho quando suspiro a cada falso desconto que vejo.

Ainda assim, acredito que há muitos insights interessantes escondidos nos dados e adoraria conversar com você sobre isso nos comentários. Espero vê-lo lá!


Texto original

Falta apenas uma semana para a Black Friday, mas não estou realmente ansioso pelo "show de descontos". Por conta disso, a enquete dessa semana gira em torno desse amor e ódio pela BF!

Porém, preste atenção, meu desdém pela data não é injustificado. De volta ao meu país de origem, a Grécia, a Black Friday é um evento relativamente novo, como também é o caso do Brasil. Só a partir de 2015 é que as lojas começaram a oferecer este tipo de desconto, e os consumidores foram alienados pelas flutuações artificiais de preços antes e depois do evento.

Além disso, as lojas não sabiam exatamente como promover a ideia, usando os descontos principalmente como isca para atrair os clientes para dentro das lojas. E para colocar tudo isso em perspectiva, quero compartilhar a minha história de Black Friday com vocês.

Black Friday: quando o estoque termina... #sqn

Em 2018, no meio de uma escassez de chips DRAM baratos, eu estava precisando desesperadamente de uma GPU. Por isso, esperei pacientemente pelas ofertas da Black Friday e me concentrei exatamente no que eu queria: uma AMD RX 570 novinha em folha por modestos 600 reais (na época, em conversão direta). À medida que o dia se aproximava, os produtos começaram a desaparecer dos estoques, restando apenas algumas poucas peças na loja.

Minha ansiedade disparou. Corri para a loja e, para minha surpresa, a quantidade do produto que aparecia online estava errada, e não havia mais nada em estoque! Senti meu sangue ferver dentro de mim enquanto o atendente tentava me empurrar um produto similar, mas com desconto menor.

Neste dia, saí da loja me sentindo humilhado e consciente de que não conseguiria encontrar a GPU por um preço tão bom nos próximos meses. Depois disso, cada experiência com a Black Friday continua igualmente desconfortável.

Era como se todo o mercado estivesse sendo manipulado para me forçar a participar da loucura do consumo. O que, sinceramente, coloco no patamar do Fear Of Missing Out (FOMO ou Síndrome de Ficar de Fora). Aliás, meu colega Antoine Engels explicou isso muito bem no nosso editorial da última quarta-feira.

Dito isso, acredito que você talvez tenha experiências semelhantes, por isso, aqui vai a minha primeira pergunta da enquete de hoje:

O que você realmente acha da Black Friday?
NextPit Weihnachtsgeschenke
Esta é uma visão que ninguém quer ver! / © NextPit

Black Friday 2021: será que a escassez de peças vai arruinar os descontos?

Quando penso em Black Friday, a próxima coisa que me vem à cabeça são as expectativas em torno dos descontos deste ano. As cadeias de abastecimento estão no limite em todo o mundo, o que está causando uma série de problemas de entrega de produtos de consumo. Os eletrônicos são particularmente afetados, o que me torna realmente cético em relação à qualidade dos descontos deste ano.

Isso me faz reconsiderar o que realmente pode ser encarado como um bom negócio. Por exemplo, em outros anos, teria ignorado completamente qualquer desconto de 30%. Porém, este ano as coisas mudaram, pois mesmo 20% de desconto me parece razoável agora. Logo...

Quais descontos você considerará dignos da Black Friday 2021?

Pergunta bônus:

Práticas predatórias, faltas artificiais, faltas reais e aumentos de preços vêm de mãos dadas com a Black Friday. Pensando sobre minhas experiências pessoais, posso dizer que colecionei algumas histórias de horror no varejo que compartilho com outras pessoas de tempos em tempos.

Entendo, porém, que este é apenas um dos lados da moeda. Logo, adoraria ouvir as suas histórias de felicidade ou horror na Black Friday! Na próxima semana, vou escolher a dedo as melhores histórias e compartilhar na análise dos resultados desta enquete. A seção de comentários é sua.

Por hoje é só! Não se esqueça de conferir os resultados da enquete na segunda-feira. Até lá, bom fim de semana!

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

ÚLTIMOS ARTIGOS

Artigos recomendados

6 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Marcio S. há 1 semana Link para o comentário

    Eu procurando ofertas na Black Friday:
    coisas que ninguém quer:
    Frigideira: 90% desconto
    Caneta 4 Cores: 95% desconto
    Prendedor de roupas: 98% de desconto
    chaveiro do flamengo: 99% de desconto e ganhe a segunda peça

    coisas mais procuradas e segundo o vendedor com ofertas inacreditáveis:
    Celular: 0,25% desconto
    Notebook: 0,005% desconto
    Tablet: 0,32% de desconto (mas tem frete de 545 dólares)
    Caixa JBL: desconto, nunca, sai da minha loja

    eu: 🤡


    • Rubens Eishima
      • Equipe
      há 1 semana Link para o comentário

      Mas, mas....

      E aquele desconto imperdível no desinfetante da embalagem laranja no Amazon???


    • Soterio Salles há 1 semana Link para o comentário

      Minha mãe adora justamente isso... Utensílios domésticos kkkkkkkkkkkkkkkkkk


      • Marcio S. há 1 semana Link para o comentário

        aquele conjuntinho de potes coloridos que vem de brinde uma escumadeira e um imã de geladeira do homem do gás


  • Jairo rios há 1 semana Link para o comentário

    O desconto no Brasil na Black Friday deveria ser de no mínimo 50% , pois o varejo tem por hábito aumentar neste valor semanas antes do evento Black fraude.


  • Soterio Salles há 1 semana Link para o comentário

    Eu já comprei coisas baratas na Black Friday brasileira, geralmente artigos de uso doméstico aparecem simplesmente com preços legais, minha mãe adora ganhar algo pra casa então se eu acho algo que ela queira acabo comprando.
    Mas pra mim mesmo e o tipo de coisa que eu busco comprar é ilusão aqui no Brasil esperar bons preços e descontos de verdade.

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.