NextPit

Os melhores celulares para jogos: qual smartphone gamer comprar?

Os melhores celulares para jogos: qual smartphone gamer comprar?

Smartphone gamer ou celular para jogos? Ficou confuso? Pois a gente explica tudo nesta lista com os melhores celulares para games do mercado. Plataforma mais usada para games no mundo, saiba quais são os melhores aparelhos para curtir games como Fortnite, Call of Duty Mobile, Genshin Impact e até aquele Candy Crush!

Os melhores celulares para games em 2021

  Melhor aparelho dedicado Melhor opção iOS Android discreto Custo-benefício
Produto
Figura ROG Phone 5 Apple iPhone 13 Asus Zenfone 8 Samsung Galaxy A52s
Prós
  • Tela AMOLED de 144 Hz suave
  • O poder bruto do Snapdragon 888
  • Controle de temperatura exemplar
  • Excelente autonomia
  • Design maduro, mas cheio de personalidade
  • Tela OLED com pretos profundos
  • Boa autonomia de bateria
  • Câmera principal de boa qualidade
  • Certificação IP68
  • iOS 15 mais inteligente
  • Design compacto e muito elegante
  • Tela de 120 Hz
  • O poder bruto do Snapdragon 888
  • Preço agressivo no exterior
  • IP68
  • Entrada para fones e som HD
Contras
  • O módulo de fotografia é mediano
  • Monitoramento do software ROG UI
  • Dimensões e peso volumosos
  • Taxa de atualização da tela de apenas 60 Hz
  • Face ID continua incômodo com uso de máscara
  • Recarga de apenas 20 W
  • Conjunto fotográfico não muito versátil
  • Problemas de superaquecimento
  • Carregamento limitado a 30 Watts
  • Boa duração da bateria, mas não ao nível da concorrência
Avaliação
Vá para o review
Vá para o review
Vá para o review
Ainda não foi avaliado
Confira ofertas*

Veja o preço

Veja o preço

Veja o preço

Veja o preço

O objetivo desta lista é obviamente recomendar os melhores celulares para jogos (sim, aparentemente "celular jogos" é mais buscado no Google do que "smartphone gamer") disponíveis no mercado atualmente. A seleção foi discutida e debatida internamente e, com uma exceção, cada modelo foi testado por um editor do NextPit. Mas o objetivo não é bem se jogar de cabeça nos games e esquecer do resto.

Como em todo produto, a compra de um celular, gamer ou não, é o resultado de múltiplos critérios. Portanto, esta seleção é mais uma lista dos melhores celulares para jogos do que dos melhores "smartphones gamer dedicados" como o Xiaomi Black Shark, Lenovo Legion Duel ou o ZTE Nubia RedMagic. A ideia é sugerir um smartphone que possa ser usado diariamente, mas com algumas características ou especificações técnicas um pouco mais voltadas para os jogos.

Importante: os preços citados são os encontrados na data de publicação do artigo.

Pegue um atalho

Os melhores smartphones para jogos em 2021

Listados abaixo estão os melhores smartphones para jogos disponíveis em 2021 de acordo com o NextPit. Estes são os melhores modelos em todas as categorias. O OnePlus 9 Pro e o Apple iPhone 13 ocupam o primeiro lugar, seguido pelo ROG Phone 5.

O melhor celular dedicado para jogos: Asus ROG Phone 5

NextPIT Asus ROG Phone 5 back
O Asus ROG Phone 5 é o melhor celular para jogos do mercado em 2021 / © NextPit

Prós

  • Tela AMOLED de 144 Hz
  • Taxa de amostragem por toque de 300 Hz
  • Controle de temperatura exemplar
  • Excelente duração da bateria
  • Opção de alimentação direta da tomada
  • Porta USB-C na lateral para recarga na horizontal
 

Contras

  • O software ROG UI
  • Dimensões e peso avantajados

Confira o review do Asus ROG Phone 5 no NextPit

Em termos absolutos, se você considerar apenas o uso com jogos, o Asus ROG Phone 5 é o melhor smartphone para games. Mas isso só é verdade se você pensar primeiro no seu celular como um aparelho para jogar.

O display AMOLED de 144 Hz, 300 Hz de taxa de amostragem para toque e 24,3 ms de latência de toque é excepcionalmente suave. O controle de temperatura com e sem o ventilador externo é excelente e doma perfeitamente a produção de calor do Snapdragon 888. Os 16 GB de RAM são um pouco exagerados, mas a bateria de 6000 mAh é ultra durável e pode ser recarregada a 65 watts e até mesmo diretamente da rede elétrica, sem passar pela bateria, com o modo "bypass".

Há também gatilhos tácteis muito ágeis e precisos, uma porta USB-C na lateral para não atrapalhar quando você recarrega o ROG Phone 5 e o menu Game Genie e Armoury para ajustar cada pequena configuração de desempenho. O ROG Phone 5 é o mais abrangente dos smartphones de jogos dedicados, mas talvez não seja suficientemente abrangente como um celular para o dia a dia. O módulo da câmera e a política de atualização são as coisas que mais tiram pontos dele.

O melhor iPhone para jogos: iPhone 13

NextPIT Apple iPhone 13
O iPhone 13 é mais poderoso que qualquer smartphone Android para jogos / © NextPit

Prós

  • O SoC mais PODEROSO do universo!!!!!!!
  • Superaquecimento zero mesmo em uso pesado de jogos
  • Autonomia competente da bateria
  • Tela OLED muito bem calibrada
  • Boa pegada com suas bordas retas
 

Contras

  • Recarga lenta de 20 Watts
  • Sem modo de jogo dedicado
  • Tela de 60Hz
  • Sem saída para fones de ouvido

Leia o review completo do iPhone 13 no NextPit

Não há como negar, a Apple lidera o ranking de processamento e o desempenho gráfico. Seu SoC A15 Bionic é simplesmente mais potente do que qualquer Snapdragon com overclock. Fiquei realmente surpreso quando passei por várias rodadas de benchmarks 3DMark simulando o uso intensivo e prolongado de jogos durante uma sessão de 20 minutos. O iPhone 13 pontuou de forma impressionante, mas, mais importante, nem sequer esquentou.

Acrescente a isso uma tela OLED com cores bem calibradas, vida útil sólida da bateria e um design angular que facilita o manuseio, e você tem uma opção muito boa para jogos. Por outro lado, o limite de recarga de 20 watts pode ser insuficiente para permitir sessões de jogo ininterruptas e o smartphone não tem um modo de jogo dedicado.

Mas você pode criar seu próprio modo de jogo através das configurações do iOS 15 (para bloquear notificações, etc.). Pessoalmente, eu optaria pelo iPhone 13 básico e consideraria o iPhone 13 Pro apenas para aproveitar o modo ProMotion de 120Hz.

Melhor Android discreto para jogos: Asus Zenfone 8

NextPit Asus Zenfone 8 back
Além de discreto, o Zenfone 8 é o aparelho com Snapdragon 888 mais barato do Brasil / © NextPit

Prós

  • Design compacto e muito elegante
  • Tela de 120 Hz
  • O poder bruto do Snapdragon 888
  • Preço competitivo no Brasil
  • IP68
  • Saída para fones e som HD
 

Contras

  • Conjunto fotográfico não muito versátil
  • Tendência a superaquecimento
  • Carregamento limitado a 30 Watts
  • Boa duração da bateria, mas não ao nível da concorrência

Confira o review do Zenfone 8 aqui no NextPit

Com a concorrência no mercado brasileiro um tanto limitada, a sugestão de alternativa Android curiosamente — para surpresa dos próprios editores — é o Asus Zenfone 8. O modelo custa aproximadamente o mesmo que o Galaxy S21 (pelo menos às vésperas da Black Friday, quando este texto foi escrito), e traz o processador Snapdragon 888.

Os outros modelos com o mesmo SoC topo de linha — Galaxy Z Flip 3 e Xiaomi Mi 11 — custam pelo menos duas vezes mais que o flagship compacto da Asus, e não oferecem recursos como saída para fones, que são uma vantagem em jogos, com mais qualidade de som e menor latência.

Como pontos fracos porém, o Zenfone 8 tem uma tendência a superaquecer quando exigido em games, algo que afeta quase todos os flagships não-gamer em 2021, ter um conjunto de câmeras pouco versátil e também uma política de atualizações do sistema Android apenas mediana, com duas atualizações de versões.

Melhor relação custo-benefício: Galaxy M52

Galaxy M52 colors
M52 é opção para ficar de olho, especialmente em promoções / © Samsung

Prós

  • Tela AMOLED de 120 Hz
  • Snapdragon 778G oferece desempenho de flagship
  • Sem superaquecimento
  • Autonomia razoável de bateria
  • 4 anos de atualizações de segurança
 

Contras

  • Câmera pouco versátil
  • Sem saída para fones de ouvido

A recomendação de custo-benefício é formado por um empate técnico entre três modelos da Samsung, mas o Galaxy M52 se destaca das outras opções — o popular Galaxy A52s e o queridinho Galaxy S20 FE — pelos preços competitivos que a empresa sul-coreana costuma praticar com seus modelos da linha Galaxy M.

 

 

Em comparação com os modelos da família A, os Galaxy M geralmente se destacam pela autonomia de uso, normalmente com capacidades absurdas de bateria como 7.000 mAh. Não é o caso do Galaxy M52, que troca uma bateria monstro por um processador mais eficiente, o Snapdragon 778G.

O SoC intermediário oferece um belo salto de desempenho em relação aos demais chips da linha Snapdragon 700, chegando próximo do poder do Snapdragon 855, encontrado nos flagships de 2019. Mesmo assim, dependendo das promoções dos outros dois modelos citados, vale a pena considerá-los caso estejam mais baratos que o Galaxy M52.

 

Celular para jogos ou smartphone gamer: como o NextPit fez esta lista?

Como explicado acima, a idéia desta seleção não é focar apenas nos celulares gamer dedicados. Que incluem famílias de smartphone como Asus ROG Phone, Nubia RedMagic, Lenovo Legion Duel ou o BlackShark da Xiaomi.

Além do ROG Phone 5, a maioria destes smartphones para xXxG4m3rZxXxx não são suficientemente completos. Sua interface é frequentemente inacabada, sua política de atualização muito limitada e seus módulos fotográficos, em sua maioria, medíocres.

Para uma seleção ou um guia de compras, é portanto mais relevante recomendar smartphones mais equilibrados, que são totalmente capazes de rodar jogos, mas que também são mais adequados para o uso diário. Afinal de contas, normalmente não se compra um smartphone para transformá-lo em um PSP ou Nintendo Switch.

Quais são os critérios para um bom celular para jogos?

Qualquer celular topo de linha lançado desde 2018 é totalmente capaz de rodar quase todos os jogos móveis mais exigentes com gráficos em alta definição, assim como alguns modelos de gama média. Logicamente, a potência bruta é um critério chave, mas não é o único.

Taxa de atualização e taxa de amostragem por toque

A qualidade da tela é um ponto muito importante, com uma maioria de painéis OLED mas, acima de tudo, altas taxas de atualização que alcançam 120 Hz ou mesmo 144 Hz. A taxa de amostragem por toque, o número de vezes que a tela registra contato com seus dedos por segundo, é uma característica importante e geralmente deve estar entre 240 Hz e 360 Hz para uma fluidez ideal.

Quanto maior a taxa, mais instantâneas são as respostas na tela aos seus comandos. Isto é especialmente importante para os jogos FPS para garantir uma maior resposta e... maior precisão.

Pense nisso como o DPI (pontos por polegada) de um mouse para games no PC. O objetivo é que o mouse, ou seja, os controles por toque, respondam aos movimentos com a maior sensibilidade possível para garantir a maior capacidade de resposta possível.

Sistema de resfriamento e gargalo térmico

Você também precisa de um bom sistema de refrigeração para administrar o superaquecimento. Os smartphones "normais" ou não-gamer ainda não oferecem refrigeração líquida, mas existem cada vez mais câmaras de ventilação avançadas, revestimentos especiais de grafite, etc...

Um ponto em que os chamados celulares "normais" têm uma desvantagem em comparação com os modelos para games está na área de gargalo térmico. Resumidamente, este é um mecanismo pelo qual o smartphone reduz seu desempenho para diminuir e limitar o superaquecimento gerado pelos poderosos processadores.

Os smartphones para jogos são mais resistentes ao calor e gerenciam melhor a dissipação de temperatura, limitando o desempenho com menor frequência. Já os smartphones tradicionais diminuem a capacidade de procesamento um pouco mais cedo, o que pode afetar o framerate e a fluidez do game durante uma sessão de jogo prolongada.

Outras alternativas e mais listas com os melhores celulares


O que você acha desta seleção dos melhores smartphones para jogadores? Quais os modelos que nos faltaram que você acha que deveriam ser incluídos? Você acha úteis as seções de dicas e metodologia? Dê-nos seu feedback nos comentários!

Os links compartilhados neste artigo são links de afiliados. Isso significa que o NextPit obtém uma pequena participação nos lucros se você comprar produtos através deles. Isso não gera custos adicionais para você e não tem nenhuma influência sobre o conteúdo editorial do site. Saiba mais sobre como monetizamos o site na nossa página de transparência.
Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

ÚLTIMOS ARTIGOS

Artigos recomendados

5 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Vinicius Guerra há 4 dias Link para o comentário

    Também corroboro da mesma opinião. Smartphone gamer é para enganar o consumidor, visto que um bom topo de linha já possui poder de processamento de sobra, mas como sempre, as empresas querem se aproveitar de tudo, para ludibriar o consumidor.

    Até hoje, minha tia possui o S7 velho de guerra dela funcionando razoavelmente bem, e ainda melhor com o SD MAID Pro, depois que eu indiquei a ela, ai que não troca mesmo de aparelho.


  • Paulo Ricardo há 6 dias Link para o comentário

    Melhor celular gamer são os topos de linha de gerações passadas: mais baratos que os atuais e mais potentes e completos que esses intermediários premium da vida.


  • Soterio Salles há 6 dias Link para o comentário

    Para mim, repito, para mim, smartphone gamer é dinheiro jogado fora. Desempenho pra jogos mobile não é difícil conseguir.
    Uma solução interessante é comprar um top de linha mais antigo que já vai ter um hardware bem parrudo, capaz de rodar jogos em alta qualidade.
    Um opcional que eu usaria é um daqueles controles que encaixam metade em cada lado do aparelho, ficando com uma pegada parecida à um Nintendo Switch, isso porque não curto muito jogar com touch-screen.


    • Paulo Ricardo há 6 dias Link para o comentário

      Concordo, em termos de hardware um top de linha faz o mesmo.
      Acredito que as únicas vantagens de um celular gamer pra quem joga MUITO seria os "extras", como cooler, gatilhos físicos sensíveis ao toque nas laterais (que são excelentes em jogos de tiro) e etc.
      Mas dá pra passar sem isso.
      Sem contar que esses aparelhos possuem uma capa de personalização horrível com animações e cores toscas que só youtubers tem coragem de elogiar. Rsrsrs


      • Soterio Salles há 6 dias Link para o comentário

        Kkkkkkkkkk nem me fale nos led colorido... Odeio tudo que tem isso... Pegam um acessório qualquer botam um led colorido e falam que é Gamer... Detalhe que custa o dobro por isso e em muitos casos é inferior a muitos equipamentos não gamer.

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.