Os melhores celulares até R$ 1.000 para comprar em 2021

Os melhores celulares até R$ 1.000 para comprar em 2021

Nem todo mundo quer (ou pode) pagar mais de R$ 1.000 em um celular, e apesar do valor médio dos aparelhos ter subido nos últimos anos, ainda é possível encontrar modelos competentes na casa dos três dígitos. Separamos alguns smartphones de até R$ 1.000 que trazem o bom e velho custo-benefício. 

Nota: foram considerados para as sugestões principais apenas celulares comercializados oficialmente no Brasil e lançados entre 2019 e 2021. Os aparelhos estão listados em ordem alfabética, portanto sua posição na lista não indica que um modelo é melhor ou pior que o outro. Os preços são os praticados à vista na data de publicação deste artigo.

Pegue um atalho

Asus ZenFone Max Shot para assistir filmes e séries

Um pouco esquecida em meio às gigantes chinesas e sul-coreanas, a Asus parece ter concentrado suas forças no lucrativo público gamer no Brasil. Mesmo assim, os taiwaneses ainda oferecem algumas alternativas interessantes para quem procura um celular e não quer gastar os quase R$ 6.000 no poderoso ROG Phone 3.

O ZenFone Max Shot conta com processador Qualcomm de oito núcleos — desenvolvido no Brasil —, suficiente para redes sociais, WhatsApp e streaming de músicas e vídeos. No caso de filmes e séries, ele se destaca pela tela Full HD+, no lugar dos displays HD+ nesta categoria. Ele conta ainda com 3 GB de memória RAM, que pode não ser muito, mas é o padrão nesta faixa de preço — se puder, evite modelos com apenas 2 GB. 

Asus ZenFone Max Shot

Prós

  • Tela Full HD+;
  • Câmera tripla honesta;
  • Leitor de digitais (traseiro).

Contras

  • Algumas versões somam a capacidade do cartão micro SD incluído no armazenamento "interno".

Os 12 megapixels da câmera principal podem não impressionar muito em termos de resolução, mas a Asus teve a ousadia de fugir da manjada receita de sensores macro e profundidade com míseros 2 MP para incluir uma câmera macro com 5 megapixels. Só esse detalhe já faz com que ele se destaque na lista.

Sem querer trapacear, já trapaceando, é possível encontrar ainda a versão com 4 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento interno por pouco mais de R$ 1.000. O valor pode ter caído quando você ler este texto, por isso fica a dica.

LG K52 com Android 10 (e promessa para Android 11)

"Mas NextPit, a LG não abandonou o mercado de celulares?" Sim, mas talvez exatamente por esse motivo surgiram recentemente opções interessantes de compra da marca sul-coreana. O K52 é um deles, o modelo foi lançado no finalzinho de 2020 com Android 10 e é um dos modelos listados para receber a versão 11 do sistema do Google.

As especificações do celular baratinho da LG segue a receita padrão da categoria, com processador básico de oito núcleos, 3 GB de memória RAM e um conjunto de câmera que até surpreende à primeira vista, com quatro lentes, mas a configuração deixa claro que alguns sensores estão mais para figuração, com a dupla de macro e profundidade com 2 megapixels de resolução.

LG K52
Fabricante prometeu atualização para Android 11 / © LG

LG K52

Prós

  • Promessa de atualização para Android 11;
  • Entrada USB-C;
  • Telona de 6,6 polegadas;
  • Leitor de digitais (lateral).

Contras

  • Câmeras secundárias pouco úteis.

Fora isso, o K52 conta com a tradicional certificação MIL-810G dos LGs para resistência a impactos e quedas leves, traz uma entrada USB-C para carregamento e um leitor de digitais na lateral.

Aproveitando que encaixei uma sugestão adicional no caso do Asus acima, quem procura um celular com uma aparência um pouco mais sofisticada e não quer gastar mais de R$ 1.000 pode conferir o LG K51S, que oferece especificações bastante semelhantes às do K52, mas não tem a promessa de atualização para Android 11.

Motorola Moto E6i para gastar pouco

Ao comprar um celular baratinho já contamos com alguns sacrifícios na ficha técnica do aparelho, mesmo assim, certos detalhes podem compensar deficiências nas especificações, algo que o Moto E6i tenta fazer ao sair de fábrica com o Android 10 Go.

Além de razoavelmente atual, o sistema elimina alguns serviços e apps mais pesados e os substituem por versões leves, mais apropriados à memória RAM de 2 GB do Moto E6i. Além disso, a velocidade do processador de oito núcleos pode até parecer baixa (e é), mas o chip Unisoc usado pela Motorola conta com CPUs Cortex-A55, mais novos e eficientes do que os A53 encontrados nos outros aparelhos da lista.

c rl e6i second apresentation desktop
Moto E6i é um aparelho de entrada honesto, que não tenta se passar por intermediário / © Motorola

Motorola Moto E6i

Prós

  • Android 10 Go leve;
  • Leitor de digitais (traseiro).

Contras

  • Bateria de 3.000 mAh;
  • Apenas 2 GB de memória RAM.

De qualquer forma, não espere um desempenho surpreendente do Moto E6i, o conjunto deve dar conta do uso de redes sociais (de preferência usando as versões Lite dos apps), chamadas no WhatsApp e um consumo casual de vídeos. Ou seja, não espere jogar Free Fire com ele, ou outros games com gráficos elaborados.

Samsung Galaxy A02s para atualizações a longo prazo

O Galaxy A02s é uma sugestão vinda diretamente da lista de recomendações para celulares da Samsung. E o motivo principal se aplica à lista dos smartphones baratinhos, a fabricante prometeu para o aparelho de entrada quatro anos de atualizações de segurança.

É claro que as configurações vão estar defasadas até lá, mas se você cuidar direito do aparelho, poderá continuar usando apps do banco e quem sabe até mesmo o WhatsApp Pay sem encanação. Ainda que as correções sejam trimestrais, já é muito melhor do que podemos esperar dos concorrentes.

Samsung Galaxy A02s
Política de atualizações da Samsung não tem rival entre os baratinhos / © Samsung; Montagem: NextPit

Samsung Galaxy A02s

Prós

  • Atualizações de segurança a longo prazo;
  • Entrada USB-C;
  • Bateria de 5.000 mAh;
  • Carregador incluído de 15 W.

Contras

  • Sem leitor de digitais.

Além disso, o Galaxy A02s conta com uma bateria generosa de 5.000 mAh em conjunto com um carregador de 15 W (contra 4.000 mAh e adaptador de 5 ou 10 W na concorrência). O resultado é um celular em que não só a bateria dura mais, como também carrega mais rápido.

O único ponto fraco evidente do Galaxy A02s é a falta de um leitor de digitais. Caso o recurso seja importante para você, considere o Galaxy A11, que também deve receber atualizações a longo prazo — inclusive deve ganhar o Android 11 nos próximos meses — e na data de publicação do texto podia ser encontrado por cerca de R$ 980.

Xiaomi Redmi 9 para gamers

"Mas essa lista parece premiação da CES, tem lugar para todo mundo..." Essas foram as palavras que vieram à mente quando encontrei o Redmi 9 na faixa de corte de preço. Mas enquanto os Redmi 9A e 9C são "mais do mesmo" em relação às outras sugestões da lista, o Redmi 9 se destaca por contar com um processador mais potente.

A começar pela configuração de CPUs do chip MediaTek. No lugar dos oito núcleos Cortex-A53/A55 encontrados nos outros modelos, o Helio G80 conta com seis Cortex-A55 de alta economia, somados a dois Cortex-A75 de alto desempenho. Ainda que a parte gráfica tenha apenas duas GPUs Mali-G52, já dá para se jogar em alguns games, incluindo o Free Fire.

Redmi 9
Redmi 9 oferece a melhor experiência de jogos nos modelos abaixo de R$ 1.000 / © Xiaomi

Xiaomi Redmi 9

Prós

  • CPU mais potente;
  • Entrada USB-C;
  • Bateria de 5.020 mAh;
  • Tela Full HD+;
  • Leitor de digitais (traseiro);
  • Carga com fio a até 18 W, mas...

Contras

  • ... Carregador incluído de 10 W.

No geral, o Redmi 9 traz o pacote mais completo entre os aparelhos da lista, com tela Full HD+, bateria de 5.020 mAh e recarga a 18 W via USB-C (mas o adaptador na caixa tem potência de 10 W). Só faltou o NFC — incluído em alguns países —, e recarga sem fio, mas aí já é querer demais...

Vale destacar que o modelo listado tem armazenamento interno de 32 GB, o que é pouco caso você queira instalar muitos games. Para arquivos de mídia, é possível expandir o espaço com cartões micro SD, mas vale procurar promoções da versão com 64 GB. Só cuidado para não se confundir com os modelos Redmi 9A e 9C, com ficha técnica bem mais simples.

Importação abre mais opções para celulares até R$ 1.000

O aumento de preços dos lançamentos no Brasil pode incentivar a busca por boas ofertas em sites de importação como o AliExpress e Banggood. É possível encontrar ótimas pechinchas nos gigantes chineses, mas é sempre bom lembrar da falta de suporte técnico em português, a loteria com o prazo de entrega e o risco de taxação pela Alfândega.

Caso não tenha pressa e não se incomoda com os pontos citados (inclusive a garantia), vale considerar as seguintes opções:

Próximas datas de promoções

Talvez você queira esperar por estes dias de promoção antes de comprar um telefone celular:
Promoção Data
Dia dos solteiros 11 de novembro de 2021
Semana da Black Friday 23 a 27 de novembro de 2021
Black Friday 27 de novembro de 2021
Cyber Monday 30 de novembro de 2021

Dependendo de quando você ler este artigo, pode valer a pena esperar por datas especiais de ofertas, como a Black Friday, quando é possível encontrar boas promoções em smartphones.

Não se esqueça ainda de participar dos grupos do NextPit Brasil no Telegram, onde anunciamos sempre que há uma nova lista de melhores ofertas no site, sempre com pechinchas de celulares.

E você, com qual modelo ficaria ou incluiria em nossa seleção?


O objetivo deste artigo é reunir em um só lugar todos os melhores smartphones até R$1.000. Desta forma, a atualização e republicação desta matéria se fará necessária com o tempo. Os comentários abaixo podem fazer referências a sugestões em versões anteriores desta lista.

ÚLTIMOS ARTIGOS

Os comentários favoritos dos leitores

578 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.