NextPit

Review do iPhone 11: ainda vale a pena comprar em 2021?

Review do iPhone 11: ainda vale a pena comprar em 2021?

Anunciado em setembro de 2019, o iPhone 11 continua à venda pela Apple dois anos depois, agora como modelo de entrada para quem procura um iPhone com Face ID e o design com bordas compactas. Mas será que vale a pena comprar o modelo em 2021? Quais recursos os compradores do celular perdem ao optar pelo modelo veterano? Descubra em nosso teste completo!

Avaliação

Prós

  • Qualidade do acabamento
  • Otimizações de software
  • Desempenho
  • Câmera
  • Boa duração da bateria

Contras

  • Design levemente antiquado
  • 64 GB na versão básica
  • Sem porta USB-C
  • Sem carregador incluído (a partir de 2020)

Apple iPhone 11 direto ao ponto

O iPhone 11 é o sucessor do iPhone XR, e a atualização anual da linha para 2019. A geração estreou a nomenclatura que segmentou os celulares da Apple em uma linha tradicional e a família Pro, no lugar da divisão anterior XR e XS/XS Max. Dois anos depois, enquanto os modelos 11 Pro e 11 Pro Max foram aposentados, o iPhone 11 continua à venda, como uma opção mais acessível para quem busca o design atual da marca.

Para 2021, a opção com 256 GB de armazenamento foi descontinuada, o modelo com 128 GB tem preço sugerido de R$ 5.499 enquanto a opção básica com 64 GB custa R$ 4.999 na loja oficial da Apple Brasil. Ambas as opções estão disponíveis em seis cores: branco, preto, verde, amarelo, roxo e vermelho (cada compra de um iPhone 11 (PRODUCT)RED contribui para o Fundo Global de Combate à COVID-19).

Como se trata de um produto há muitos meses no mercado, os preços no varejo já estão muito abaixo do valor de tabela, portanto vale a pena pesquisar por ofertas em comparadores de preço. No Brasil, inclusive, a própria Apple vende o iPhone 11 em sites de e-commerce por um valor menor que em sua própria loja virtual, por exemplo.

Apple iPhone 11 – design & qualidade de construção

Gostei:

  • Bom acabamento;
  • Fácil de usar mesmo com uma mão.

Não gostei:

  • Poucas mudanças em relação ao iPhone XR.

Em comparação com o iPhone XR, o iPhone 11 não mudou muito esteticamente, nem em termos de tamanho, tela e materiais. Isto não é necessariamente um ponto negativo, pois o dispositivo mantém um visual elegante, se bem que ligeiramente datado. Foi graças a esta escolha que a Apple conseguiu baixar o preço de seu dispositivo.

De frente, é impossível distinguir um iPhone 11 de um iPhone XR (ou do 12). Há bordas perceptíveis em todos os lados e um grande entalhe que abriga os vários sensores para o sistema de reconhecimento facial Face ID da Apple, sendo tão eficaz como sempre, mesmo no escuro.

O iPhone 12 trouxe um design atualizado — críticos dirão que apenas reciclou o visual do iPhone 4 — mas as diferenças podem ser vistas basicamente na parte traseira e lateral, esta última com um acabamento reto no lugar das curvas em volta do iPhone 11.

AndroidPIT iPhone11 front full
O iPhone 11 se parece com qualquer outro iPhone moderno / © NextPit

Entretanto, uma olhada na parte de trás do iPhone 11 mostra sua principal diferença em relação ao iPhone XR. O modelo 2019 definiu o padrão seguido pelas gerações seguintes, com dois sensores no módulo quadrado na traseira. Em conjunto com a câmera principal, a Apple equipou o celular com uma lente ultra-angular. O sistema de câmera dupla diferencia o modelo da linha Pro, que complementa o conjunto com uma lente teleobjetiva.

AndroidPIT iPhone11 fullback
O módulo da câmera se projeta ligeiramente, mas não afeta a estabilidade do iPhone 11 / © NextPit

Quanto ao resto, encontramos as excelentes qualidades de acabamento da Apple e o tratamento dado a cada elemento do celular. O smartphone, embora ligeiramente maior que o iPhone 11 Pro, permanece perfeitamente utilizável com uma mão. Seu peso (194 gramas) também é correto e não dificulta o manuseio, mesmo a longo prazo.

O iPhone 11 também é à prova d'água por ser certificado IP68. No entanto, em comparação com seus irmãos maiores, ela não vai além de sua certificação e dos 4 metros de profundidade.

AndroidPIT iPhone11 back side 2
No lado direito, você ainda pode encontrar os botões de volume e o tradicional botão para ativar o modo silencioso / © NextPit

Uma tela LCD

Gostei:

  • Boa exibição de cores;
  • Bom nível de brilho e contraste.

Não gostei:

  • Tela LCD com resolução HD.

Uma das maiores concessões feitas pela Apple no iPhone 11 básico foi manter o uso de uma tela LCD, enquanto as versões Pro (e todos os modelos das linhas iPhone 12 e 13) adotaram painéis OLED. Outro ponto em que o iPhone 11 mostra sua idade é o uso de uma resolução HD – 828 x 1792 pixels, uma densidade de 326 pixels por polegada para a diagonal de 6,1 polegadas - e da taxa de atualização de 60 hz.

Nem todas as pessoas se preocupam com estes pontos, mas é importante mencioná-los em uma época em que até mesmo Androids intermediários que custam quase a metade do preço do iPhone 11 contam com especificações superiores. Acrescente a isto as bordas da tela bastante visíveis, especialmente quando se assiste ao conteúdo multimídia, e você certamente pode entender minha decepção.

AndroidPIT iPhone11 bezels
As bordas da tela são bastante visíveis / © NextPit

Felizmente, a Apple compensa com o modo Haptic Touch que substitui o 3D Touch e, acima de tudo, uma calibração quase perfeita. As cores são vívidas, embora permaneçam realistas, o brilho também é excelente e o contraste para uma tela desta tecnologia é surpreendente. Não tive reclamações sobre a qualidade dos ângulos de visão também. Em resumo, a tela do iPhone 11 é boa, mas é um dos pontos em que ficou para trás, não só dos sucessores, como também da concorrência Android.

iOS 13, 14, 15...

Gostei:

  • Integração software/hardware excelente;
  • Suporte a longo prazo para atualizações.

Não gostei:

  • -

A experiência de uso do iOS já é velha conhecida dos fãs da marca, oferecendo uma navegação fluída, abertura e fechamento de apps sem engasgos, modo escuro e muito mais. Apesar da idade do iPhone 11, o desempenho não deixa a desejar, além disso, todos os indícios levam a crer que o modelo ainda tem um longo período de suporte e atualizações de sistema.

O mesmo SoC Apple A13 é compartilhado não apenas pelo iPhone SE 2020, como também pelo iPad 2021 (ou de 9ª geração), dois modelos que não recebem atualizações de hardware anuais e devem continuar à venda por algum tempo. Neste ponto, o iPhone 11 pode seguir os passos do iPhone 6S — que por sua vez compartilhou o SoC com o primeiro iPhone SE — e ter um longo suporte em termos de novas versões do iOS.

AndroidPIT iPhone11 bezel
O iOS proporciona uma boa experiência para o usuário / © NextPit

Futurologia à parte, o iPhone 11 já recebeu duas novas versões do sistema operacional iOS, o que já é mais que a maioria dos celulares Android lançados em 2019.

Desempenho para dar e vender

Gostei:

  • Boa performance e responsividade.

Não gostei:

  • Não inclui modem 5G em 2021.

Mesmo com os avanços anuais anunciados pela Apple, o processador A13 ainda traz desempenho de sobra para quase todos os tipos de aplicativos. Até mesmo os 4 GB de RAM que parecem pouco quando comparados aos modelos Android não são um problema, já que as otimizações de hardware e software da Apple tiram um bom proveito das especificações.

Mesmo em 2021, o iPhone 11 se mostrai  responsivo e rápido,  inclusive em jogos como o Asphalt 9 ou o PUBG. O iPhone 11 não deixa a desejar em relação a seus irmãos mais novos e parece estar bem equipado para durar alguns anos sem grandes preocupações, mesmo com as próximas versões do iOS.

AndroidPIT iPhone11 back side
Sim, o iPhone 11 (ainda) tem desempenho de sobra / © NextPit

Abaixo, você pode ver os benchmarks realizados no dispositivo.

iPhone 11 na bancada de testes

  Samsung Galaxy S10 OnePlus 7 Pro iPhone 11 Pro Max iPhone 11
3DMark Sling Shot Extreme ES 3.1 4.905 5.374 5.396 4.989
3DMark Sling Shot ES 3.0 4.872 6.958 5.419 6.858
3DMark Ice Storm Unlimited ES 2.0 53.189 65.808 96.915 97.077
Geekbench 5 (single / multi) 704 / 2.283 733 / 2.748 1.338 / 3.512 1.308 / 3.173

Bom som estéreo

Gostei:

  • Boa reprodução de som estéreo.

Não gostei:

  • Sem saída para fones de ouvido.

Não é fácil fornecer uma  boa qualidade de som  em um smartphone. Este é um grande desafio para os fabricantes, pois há pouco espaço para fazê-lo em um dispositivo desse tipo. No entanto, o iPhone 11 se sai bem neste quesito. O som estéreo (um alto-falante no canto inferior direito e um alto-falante frontal na parte superior) oferece um som suave e espacial que envolve bem. Mesmo em volume elevado, o som permanece perfeitamente limpo, rico e equilibrado sem forçar os graves ou agudos em demasia.

Como já era de se esperar, o aparelho não conta com saída para fones de ouvido, assim, você terá que usar fones de ouvido Bluetooth, fones de ouvido com um plugue Lightning ou usar o adaptador para fones de ouvido (não fornecido e vendido por R$ 100 pela Apple).

AndroidPIT iPhone11 button
Não adianta procurar, o iPhone 11 não tem a saída para fones de ouvido / © NextPit

Uma excelente câmera

Gostei:

  • Boa qualidade de imagem;
  • Boa reprodução de cores;
  • App de câmera fácil de usar.

Não gostei:

  • Não inclui lente teleobjetiva.

Como explicado anteriormente, o iPhone 11 tem duas câmeras:

  • Principal de 12 megapixels, f/1,8, 26 mm, 1/2.55", 1.4µm, duplo pixel PDAF, OIS (estabilização óptica);
  • Ultra grande-angular de 12 MP, f/2,4, 13 mm.

Na frente, há uma câmera frontal de 12 MP, f/2,2, 23 mm.

AndroidPIT iPhone11 camera
iPhone 11 é equipado com uma lente grande angular e uma ultra grande angular / © NextPit

Em resumo, o iPhone 11 captura excelentes fotos , e embora não seja a melhor câmera do mercado, os resultados são amplamente similares aos do iPhone 11 Pro, e isso é uma surpresa muito boa. O modo automático é muito bom e o iPhone 11 é uma câmera excelente e confiável para o dia a dia. Além disso, o aplicativo de câmera é um dos mais fáceis de usar no mercado.

O modo noturno também é muito bom e o celular atende perfeitamente às expectativas. Quanto a vídeo, o iPhone 11 não fica para trás de seus sucessores, contando com os principais modos de gravação encontrados nos modelos seguintes.

Você pode conferir as fotos que tirei com o celular no álbum abaixo:

Vale destacar que mesmo com a chegada do iOS 15, o iPhone 11 é compatível com os novos recursos anunciados pela Apple para a câmera, incluindo os recursos de Texto ao Vivo, busca visual e o modo retrato durante o FaceTime.

Boa autonomia, mas agora sem carregador

Gostei:

  • Boa duração de bateria.

Não gostei:

  • Não inclui carregador na embalagem (desde set/2020).

Após as críticas quanto a vida útil de bateria dos modelos anteriores, o iPhone 11 trouxe algumas mudanças discretas para silenciar os críticos. O iPhone 11 tem uma bateria de 3.110 mAh que oferece uma boa autonomia, mesmo sem atingir os resultados do 11 Pro, o iPhone 11 proporciona um dia completo de autonomia , mesmo com uso intensivo. Se você tem um padrão de uso mais tradicional, pode até mesmo passar bem mais de um dia com uma carga.

Um ponto em que o iPhone 11 se destaca negativamente, porém, é a não inclusão do carregador, medida tomada pela Apple a partir do lançamento da linha iPhone 12, mesmo para os modelos que originalmente acompanhavam um adaptador de tomada. E apesar de incluir um carregador de 5 W na embalagem até setembro de 2020, o iPhone 11 é compatível com recarga a 18 Watts.

androidpit battery iphone 11
O iPhone 11 pode não ser um maratonista, mas oferece uma autonomia suficiente para mais de um dia de uso / © NextPit

Apple iPhone 11 – Especificações Técnicas

Dimensões: 150,9 x 75,7 x 8,3 mm
Peso: 194 g
Tamanho da bateria: 3110 mAh
Tamanho da tela: 6,1 polegadas
Tecnologia da tela: LCD
Tela: 1792 x 828 pixels (324 ppi)
Câmera frontal 12 megapixels
Câmera traseira 12 megapixels
Flash: LED
RAM: 4 GB
Memória interna: 64 GB
Memória removível: Não disponível
Número de núcleos: 6
Conectividade HSPA, LTE, NFC, Dual-SIM , Bluetooth

Vale a pena comprar o iPhone 11 em 2021?

O iPhone 11 é um excelente celular que oferece uma ótima experiência de uso no dia-a-dia. Sua excelente câmera, boa autonomia da bateria e software irão encantar a maioria das pessoas que buscam por um smartphone eficiente e durável.

É verdade que o celular da Apple pode ser criticado por sua tela LCD, definição HD, porta Lightning e preço relativamente alto para um modelo 2019. Mas o fato é que o pacote completo oferecido pelo iPhone 11 ainda é muito bom e a fabricante certamente acertou com este modelo.

AndroidPIT iPhone11 iphone11pro iphone11promax
O iPhone 11 (meio) entre os modelos Pro da coleção 2019 (já descontinuados) / © NextPit

 Mesmo após dois anos de mercado, o iPhone 11 ainda é uma boa escolha para a maioria das pessoas que procuram comprar um iPhone em 2021. Mais do que a tela ou o desempenho, provavelmente a maior concessão em relação aos modelos lançados posteriormente é a falta do modem 5G, o que pode ser ou não um fator decisivo na hora da compra.

Como publicado em um comentário no site The Verge, a queda de preço do iPhone 11 pode ter sido um dos maiores destaques do evento de lançamento do iPhone 13...

Os links compartilhados neste artigo são links de afiliados. Isso significa que o NextPit obtém uma pequena participação nos lucros se você comprar produtos através deles. Isso não gera custos adicionais para você e não tem nenhuma influência sobre o conteúdo editorial do site. Saiba mais sobre como monetizamos o site na nossa página de transparência.
Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

1 comentário

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Jairo rios há 4 semanas Link para o comentário

    Concordo, ainda é uma boa opção, vale a pena trazer do Paraguai.