NextPit

Liminar suspende aumento nas tarifas dos Correios para o Mercado Livre

29213734989002
© AndoridPIT

Uma liminar expedida pela Segunda Vara da Justiça Federal de São Paulo suspendeu o aumento das tarifas dos Correios. A decisão, porém, vale apenas para frete de produtos comprados do Mercado Livre.

NextPit Logo white on transparent Background
NEXTPITTV

A nova medida é válida tanto para o serviço de Sedex quanto de PAC que, conforme havia sido anunciado, sofreriam reajuste a partir do dia 6 de março. O aumento nas tarifas, porém, continua vigente para compras que não sejam efetuadas no Mercado Livre.

Em seu site, o Mercado Livre anunciou que “esse é só o primeiro passo, precisamos continuar com força total para que a decisão seja definitiva e que esse engajamento ajude outras empresas de e-commerce”. Ao G1, os Correios afirmaram que “estão trabalhando para obter a suspensão da liminar. Enquanto isso, a empresa está cumprindo a decisão judicial”.

Entenda a história

Na última sexta-feira (2), os Correios anunciaram que as tarifas dos serviços de Sedex e PAC seriam reajustada a partir do dia 6 de março. E-commerces que utilizam os Correios para entrega, como Mercado Livre e Netshoes, iniciaram campanhas nas redes sociais, se posicionando contra o reajuste.

A campanha, que subiu naa redes sociais como #FreteAbusivoNão, questionou os aumentos de até 51% nas tarifas e as consequências para os consumidores e os e-commerces. Em nota, os Correios responderam que se tratava de uma revisão anual, e ressaltou a dificuldade de manter um serviço como o dos Correios num país tão grande quanto o Brasil.

Outra questão a respeito do reajuste que gerou muita polêmica foi o aumento de R$ 3 para todos os envios na cidade do Rio de Janeiro. Segundo os Correios, isso se deu porque “no Rio de Janeiro a situação de violência chegou a níveis extremos e o custo para entrega de mercadorias nessa localidade sofreu altíssimo impacto, dadas as medidas necessárias para manutenção da integridade dos empregados, das encomendas e até das unidades dos Correios”.

O Procon fluminense entrou com uma ação pedindo uma liminar para suspender esse valor adicional, argumentando que, além de abusiva e ilegal, “a quantia adicional discrimina os moradores da cidade do Rio”. A ação ainda não obteve resultados.

Entramos em contato com o Mercado Livre e, em nota, eles esclareceram o que determina a liminar:

"A Justiça Federal concedeu liminar ao  Mercado Livre, no último dia 2, determinando que os Correios não apliquem os reajustes de frete aos clientes do marketplace (compradores e vendedores), que seriam de até 51%. A taxa extra de R$ 3 para entregas no Rio de Janeiro também não será cobrada dos clientes. Com essa importante decisão, os usuários do Mercado Livre não serão impactados pelos aumentos impostos pelos Correios, confirmando a visão da companhia de como uma medida unilateral dos Correios pode impactar seriamente a inclusão geográfica, digital e econômica, especialmente para aqueles clientes das regiões mais remotas do país". 

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

  • Leandro 06/03/2018

    Sobem o preço mas nada de subir o nível do serviço...

  •   47
    Conta desativada 06/03/2018

    O mercado livre deveria é baixar as taxas que cobra por venda, isso sim é abusiva... Essas taxas que me fizeram parar de vender aparelhos importados, pois chegou uma hora que não compensava, o lucro praticamente sumia com essas taxas... Taxa de venda, comissão e taxa pra retirar o dinheiro do mercado pago...

  • AC&MM 06/03/2018

    Cobram esses valores abusivos pra ter "extravios" de encomendas e demoras aborrecedoras na entrega de produtos.
    Eu mesmo fiz uma compra de um produto que desde Abril do ano passado, os Correios juram de pés juntos que nunca chegou no setor de distribuição mesmo tendo um código de rastreamento reconhecido pelo sistema dos Correios.

  •   84
    Conta desativada 06/03/2018

    Mercado livre ta saindo como heroi pra alguns ....... mas quem manja do mercado livre ta ligado q ela e cheia de artimanhas tbm ainda mais pra quem vende por la

34 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Alax Ricard de Souza S. 07/03/2018 Link para o comentário

    Tem mesmo que acabar com esta cobrança abusiva dos correios.


  • Victor Lima 07/03/2018 Link para o comentário

    correios lixo fazendo de tudo pra comer do nosso dinheiro... safados... empresa deveria privatizar e mudar tudo lá dentro


  • Rommel Sena 07/03/2018 Link para o comentário

    Aqui em Maceió, pra variar, a partir de segunda, de novo, novamente, mais uma vez, em greve... Mal se organizou da última vão parar de novo, no mínimo umas duas vezes no ano. Sem contar que o SEDEX comum, pra enviar um envelope com algumas folhas, já está em R$ 60,00 e cada vez mais demora a chegar. Antigamente você postava o SEDEX (só existia ele mesmo, nada de vários diferentes) num dia e chegava no outro, agora já são pelo menos três dias. Assim fica difícil, muito difícil não apoiar que se privatize essa bodega...


  • Sidney 07/03/2018 Link para o comentário

    Correios estão totalmente sucateados porque serviram para o mesmo fim que servem todas as estatais. Eles alimentaram o fome insaciável que os políticos têm de pegar o dinheiro público e colocar no bolso. Nem a Postales escapou e os funcionários estão sem aposentadoria. Não existe estatal que dá lucro, por isso sou a favor de privatizar já e abrir o mercado para outras empresas.


  • Vito 07/03/2018 Link para o comentário

    Por um correio privatizado, com funcionários que possam ser demitidos por incompetência. É so isso que tem lá, um bando de funcionário público incompetente, arrogante, que se acha importante e nao entrega uma encomenda direito! Bando de inutil!


  • Lígia B. 07/03/2018 Link para o comentário

    Essa "sobretaxa" é uma piada de mal gosto, pelo menos pra mim, já que paguei taxa de algumas coisas pra receber em casa, mas tive que buscar no ECT que fica a alguns km de casa porque simplesmente não entregam. Mais p da vida fiquei ao saber que só receria correspondência em casa se desse um "agrado" ao carteito! Uma vergonha isso!


  •   47
    Conta desativada 06/03/2018 Link para o comentário

    O mercado livre deveria é baixar as taxas que cobra por venda, isso sim é abusiva... Essas taxas que me fizeram parar de vender aparelhos importados, pois chegou uma hora que não compensava, o lucro praticamente sumia com essas taxas... Taxa de venda, comissão e taxa pra retirar o dinheiro do mercado pago...


  •   54
    Conta desativada 06/03/2018 Link para o comentário

    Difícil isso, e o salário mínimo, continua mais mínimo do que nunca. No condomínio que moro, projeto do governo, os correios ainda não entregam, tenho que ir a 14Km de casa para buscar minhas encomendas. Quer aumentar os valores, abre concurso público para ter mais carteiros e atender a todos de forma justa.


  • Deivis Schuman 06/03/2018 Link para o comentário

    Pode se chamar de uma vitória isso.
    É um sinal que dá pra se fazer algo contra os correios e seu péssimo serviço.
    Que sirva de exemplo pra outras empresas.


    • Marcelo Neri 06/03/2018 Link para o comentário

      Mas o resto da turma Deivis?
      Se os Correios ficarem quietinhos, fica claro que favoreceram o ML.


    • AC&MM 06/03/2018 Link para o comentário

      Esse tipo de iniciativa pode ser feito com qualquer empresa. O problema é que a maioria do povo pensa o seguinte: "- Eu não uso isso e isso não me incomoda em nada. Então não me interessa!".
      Mas experimenta dizer que vai ser cortado o bolsa família de muitos come-e-dorme por aí pra ver se eles não reclamam!


  • David tardie 06/03/2018 Link para o comentário

    pior que não tem para onde corre, serviço ruim e caro ou serviço ruim e caro


  •   84
    Conta desativada 06/03/2018 Link para o comentário

    Mercado livre ta saindo como heroi pra alguns ....... mas quem manja do mercado livre ta ligado q ela e cheia de artimanhas tbm ainda mais pra quem vende por la


    • AC&MM 06/03/2018 Link para o comentário

      Tem esse detalhe também. Mas, de qualquer jeito, foi uma das primeiras empresas a sair contra esses aumentos e incentivar a galera a agir.


    • Marcelo Neri 06/03/2018 Link para o comentário

      Isso mesmo Franco, cheiro de maracutaia no ar...


  • Leandro 06/03/2018 Link para o comentário

    Sobem o preço mas nada de subir o nível do serviço...


    •   54
      Conta desativada 06/03/2018 Link para o comentário

      Infelizmente é o que ocorre com a maioria dos serviços públicos, as pessoas que se tornam funcionários, na sua maioria, não todos, estão lá é para serem servidos e não para servir. O respeito tem que ser de todas as partes.

Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.