MEI: veja como criar sua conta gratuitamente pela Internet

MEI: veja como criar sua conta gratuitamente pela Internet

O Microempreendedor Individual (MEI) é um sistema de formalização de trabalhadores autonomos como pessoa júridica.

O MEI tem à disposição uma série de benefícios exclusivos, como crédito personalizado para o seu negócio, emissão de Nota Fiscal e CNPJ.

Para se tornar um MEI é simples e processo é todo digital.

Como funciona?

Para se registrar como MEI você tem que se enquadrar em alguns requisitos:

  • Ter um faturamento máximo de R$ 81.000,00 por ano.
  • Não participe como sócio, administrador ou titular de alguma outra empresa.
  • Contratar no máximo um empregado.

O que eu preciso?

Os documentos necessários durante o processo são os básicos. RG, CPF e comprovante de residência.

O processo é gratuito?

Sim. Abrir uma conta MEI é de graça. Após ser aprovado você precisará pagar o DAS mensalmente. A taxa é incidente no INSS e o valor é de R$ 57,25 mensais.

Fazendo o seu cadastro

  • Primeiro acesse o Portal do Empreendedor e clique em "Formalize-se".
  • Selecione novamente a opção "Formalize-se" no primeiro botão.
mei
Portal do Empreendedor / Renan Dercoles/Captura de tela
mei1
Clique em Formalize-se / Renan Dercoles/Captura de tela
  • Insira o seu CPF ou crie uma conta para acessar sua conta do Governo Federal.
mei2
Portal gov.br/ Renan Dercoles/Captura de tela
  • Após realizar o seu cadastro com o seu CPF você será redirecionado para a página de Inscrição MEI.
  • Selecione a sua ocupação principal e secundária.
  • Depois indique o seu capital social.
  • Leia e aceite os contratos

Pronto! Sua conta MEI já está aberta. Agora você só precisa inserir seus dados bancários e finalizar sua inscrição.

ÚLTIMOS ARTIGOS no NextPit

Recomendado pelo NextPit

1 comentário

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • As coisas no Brasil funcionam de forma tão estranhas que, hoje para o empregador, é mais fácil fazer uma contratação de serviços de um MEI do que assinar a carteira de uma pessoa física.