NextPit

Review do Samsung Galaxy A22 5G: será o melhor custo-benefício da marca?

NextPit Samsung Galaxy A22 vs A54 5G camera close up
© NextPit

Embora as atenções sejam voltadas para os celulares mais caros e avançados, os modelos básicos e intermediários é que são os verdadeiros campeões de vendas. A Samsung sabe disso há muito tempo e em 2021 lançou uma avalanche de aparelhos nestes segmentos. O Galaxy A22 5G é um dos destaques da marca e testamos o modelo para saber quais os sacrifícios feitos para lançar o celular 5G baratinho.

NextPit Logo white on transparent Background
NEXTPITTV

Avaliação

Prós

  • Belo acabamento
  • Desempenho suave
  • Saída para fone de ouvido
  • Grande capacidade de bateria

Contras

  • Não está incluído no plano de atualização de 4 anos
  • Alto-falante mono é facilmente encoberto
  • Tela apenas LCD
  • Carregamento apenas com 15 watts

Samsung Galaxy A22 5G direto ao ponto

O Galaxy A22 5G é um celular básico dentro da família de intermediários da marca. Isto significa que não há grandes surpresas no dia a dia, e o smartphone não decepciona se você for realista quanto às expectativas. Os fãs da Samsung deverão apreciar o design e o sistema operacional inteligente. A isto se soma o desempenho sólido e o baixo preço de venda no exterior, infelizmente, o modelo não tem previsão de venda no Brasil.

No entanto, existem smartphones nesta faixa de preço que oferecem mais. Além disso, a Samsung não oferece a garantia de atualização de 4 anos para o A22 5G e o Android 12 não chegará para o aparelho até julho de 2022. Portanto, vale a pena conferir alternativas ao Galaxy A22 5G, tanto na Samsung quanto no catálogos das demais fabricantes.

 

Design e tela: poucos pontos fortes da Samsung

O Galaxy A22 5G oferece uma tela LCD de 6,6 polegadas com uma taxa de atualização de 90 hertz. Devido ao grande display, as dimensões são igualmente generosas com 167,2 x 76,4 x 9,0 milímetros - o peso é de exatamente 203 gramas. A parte traseira é feita de policarbonato plástico, e o mesmo se aplica às bordas do celular. O aparelho não conta com certificação IP para resistência à água ou poeira.

O que gostei:

  • Boa qualidade de construção;
  • Tela brilhante com 90 hertz;
  • Saída para fones de ouvido.

O que não gostei:

Visualmente, o Samsung Galaxy A22 5G na variante de cor branca me faz lembrar do Galaxy S21 5G. Isto porque ambos os celulares usam o mesmo material na parte traseira. Entretanto, o policarbonato no A22 5G parece um pouco mais "oco" do que no modelo mais caro. Além disso, a Samsung também usa uma estrutura de plástico aqui. No geral, no entanto, a mão-de-obra do telefone é boa.

Além da boa qualidade de construção, a Samsung é conhecida por seus excelentes displays. O Galaxy A22 5G oferece apenas uma tela LCD, mas com uma alta taxa de atualização de 90 hertz. A resolução é de 1.080 x 2.400 pixels e a área da tela é interrompida por um entalhe de gota na parte superior. Aqui, outros modelos na mesma faixa de preço já oferecem uma opção superior com um recorte circular menor.

NextPit Samsung Galaxy A22 vs A54 5G front camera
O A22 5G (esquerda) vem com um entalhe de gota d'água. À direita, você pode ver o Oppo 54 5G / © NextPit

Apesar da tecnologia LCD, a tela do Galaxy A22 5G é convincente no uso diário. É brilhante o suficiente para ser lido mesmo ao sol. Também é suficientemente bem calibrada para exibir o conteúdo com cores verdadeiras e de forma realista. O sensor de impressão digital no A22 5G não está localizado sob o display, e sim em uma posição conveniente na lateral direita da tela.

Mais algumas coisas que, na minha opinião, recebem muito pouca atenção nos relatórios de teste: O motor de vibração não é muito preciso e não é divertido de digitar. Também tenho que criticar o alto-falante mono, que é alto e poderoso, mas é coberto muito rapidamente quando se segura o celular na horizontal. Eu também sinto falta de uma certificação IP para o A22 5G. Uma pena!

Software: não se beneficia da política de 4 anos

O Galaxy A22 5G sai de fábrica com o Android 11. Está prevista uma atualização para a nova versão do sistema Android , mas os donos do A22 5G provavelmente terão que esperar até julho de 2022. Este é um ponto que eu não queria deixar de fora deste review. Há também outro lado negativo quando olhamos para o software.

A Samsung foi manchete em 2021 ao prometer quatro anos de atualizações de segurança para diversos celulares. Uma jogada inteligente, mesmo que na realidade muitos smartphones básicos só recebam correções de segurança a cada semestre ou trimestre. O Galaxy A22 5G não se beneficia desta nova política — pelo menos não oficialmente. O smartphone não aparece na lista publicada pela Samsung.

Desempenho: performance suficiente com 5G de bônus

O Galaxy A22 5G é alimentado por um MediaTek Dimensity 700 5G, um dos processadores 5G intermediários mais populares de 2021. Os oito núcleos da CPU se dividem em grupos de desempenho e eficiência, com 2,2 e 2,0 GHz de velocidade, respectivamente. Os núcleos trabalham em conjunto com 4 gigabytes de RAM e 64 ou 128 gigabytes de armazenamento interno. O NFC está disponível (o que varia conforme o mercado), e a memória é expansível com o uso de cartões microSD.

O que gostei:

  • Sólido desempenho diário;
  • NFC para pagamentos digitais;
  • Memória expansível;

O que não gostei:

  • Apenas 4 gigabytes de RAM;
  • Sem suporte para as faixas 5G "n3", "n1" e "n28";
  • Pouco menos de 18 gigabytes de memória ocupados pela OneUI.

Entre os celulares intermediários, o mínimo que se pode esperar é uma conexão 4G e desempenho suave nos aplicativos de mensagem e redes sociais. Os games mais populares devem rodar, ainda que com qualidade gráfica reduzida e maiores tempos de carregamento. O Galaxy A22 5G cumpre todos estes requisitos, com direito a alguns recursos extras.

NextPit Samsung Galaxy A22 vs A54 5G display
A A22 5G (esquerda) se afasta da A54 5G em termos de desempenho! / © NextPit

O MediaTek Dimensity 700 utilizado abre aplicações com curtos tempos de carregamento. Como sempre, porém, recomendo que você limite as animações nas configurações de desenvolvedor para tornar o desempenho um pouco mais fluído. Jogos móveis como o Call of Duty: Mobile ou o novo PUBG funcionam sem problemas com configurações gráficas baixas. Em benchmarks, o Galaxy A22 5G marca 1.101 pontos no teste 3D Mark WildLife.

Entretanto, há também algumas coisas a criticar em relação ao A22 5G. Enquanto o recurso NFC é uma adição sempre bem vinda, a RAM de 4 gigabytes é muito pouco. Você sentirá falta de mais capacidade especialmente em multitarefa e ao instalar aplicativos adicionais. Além disso, quase 18 gigabytes da já escassa memória são ocupados pelo sistema operacional, o modelo testado tinha 64 GB, mas o A22 é oferecido também com 128 GB de armazenamento.

Mesmo que o celular seja compatível com cartões microSD, seu uso é sempre um pouco mais incômodo do que o armazenamento de dispositivos nativos.

Fotografia: câmera tripla com muitas armadilhas

Na parte traseira do Galaxy A22 5G está uma câmera tripla com uma resolução máxima de 48 megapixels. Os sensores consistem em um sensor principal, uma câmera ultra-angular com 5 megapixels e um sensor de profundidade com 2 megapixels. As selfies ficam por conta de um sensor com 8 megapixels.

O que gostei:

  • Nitidez da câmera principal;
  • Boa reprodução de cores neutras para um Samsung;
  • Bom modo retrato.

O que não gostei:

  • A câmera ultra-angular não convence;
  • Fotos noturnas têm poucos detalhes em áreas escuras;
  • Nem pense em usar zoom.

Os celulares caros da Samsung estão entre os melhores smartphones com câmera do mercado. Isto é devido a uma combinação de câmeras de alta qualidade e um software muito bom. Isto resulta em algumas vantagens que se estendem até aos modelos básicos e, portanto, até o Galaxy A22 5G. Você pode dar uma olhada nas fotos de teste em nossa nova galeria de fotos e eu escreverei um pouco mais sobre elas abaixo.

As fotos tiradas pela câmera principal me surpreenderam com sua reprodução de cores neutras, o que é um pouco atípico para a Samsung. A nitidez é muito boa para um celular de entrada, embora não houvesse praticamente nenhuma luz em Berlim no momento do teste. O Galaxy A22 5G consegue isto através da combinação de pixels.

Os 48 megapixels nativos do sensor são reduzidos para 12 megapixels. Você pode desligar isso nas configurações - isso aumenta a resolução e a quantidade de espaço de armazenamento necessário. No entanto, as imagens não ficam realmente mais nítidas.

câmera ultra-angular realmente fez feio no teste. Embora o ângulo de visão mais amplo seja muito prático para muitas situações, a qualidade não é convincente. Na foto da minha porta da frente, as áreas escuras são bastante desastrosas. O mesmo se aplica ao modo noturno, que ilumina bem o assunto, mas não deixa praticamente nenhum detalhe.

Por outro lado, sou mais uma vez fã do modo retrato da Samsung! Ele cria um desfoque (bokeh) preciso e natural, mesmo quando não há nenhuma pessoa na foto. Por último, mas não menos importante, um pouco de crítica sobre as capacidades de zoom do telefone: é melhor não fazer zoom - a ampliação digital atinge até 10x, mas a qualidade da imagem sofre bastante. Evite.

O Galaxy A22 5G também pode gravar vídeos - com um máximo de 1080p a 30 quadros por segundo. Isto é um tanto defasado, mesmo no segmento básico, e a Samsung deveria definitivamente trabalhar em uma atualização.

No geral, a câmera do A22 5G é bastante medíocre. Mas enquanto o Google não vende seus aparelhos no Brasil e a Xiaomi não decide iniciar a produção nacional para baratear seus modelos, o Galaxy A22 não foge muito do padrão no segmento de entrada.

Bateria: muitos mAh, poucos watts

O Galaxy A22 5G tem uma bateria com uma capacidade de 5.000 mAh. Isto é quase padrão na categoria intermediária e, como de costume, garante tempos de autonomia de mais de dois dias. Enquanto muitos concorrentes se gabam de carregar rapidamente, você tem que se contentar com apenas 15 watts no modelo da Samsung. Os tempos de carregamento são correspondentemente longos.

O que gostei:

  • Grande capacidade da bateria.

O que não gostei:

  • Longos tempos de carregamento;
  • Sem recarga sem fio.

Embora a capacidade da bateria dos celulares Samsung tenha sido frequentemente criticada no passado, a fabricante fez bons progressos. O Galaxy A22 5G vem com 5.000 mAh, o que a coloca em pé de igualdade com os rivais chinesas. A vida útil da bateria é de dois dias sólidos, como já esperávamos nesta faixa de preço.

Entretanto, se o smartphone estiver sem carga após estes dois dias, você tem que separar um tempinho. O carregamento levou umas boas duas horas no teste com o adaptador de energia incluído. Isto se deve ao carregamento "rápido", que só funciona a 15 watts. Aqui, o A22 5G está claramente por trás da concorrência. E como esperado para a faixa de preço, não espere recursos como recarga sem fio ou recarga reversa.

Samsung Galaxy A22 5G – Especificações Técnicas

  Os baratinhos da Samsung
Produto
Figura Samsung Galaxy A22 5G Samsung Galaxy A22
Tela LCD de 6,6 polegadas, 90 Hz
1.080 x 2.400 pixels
AMOLED de 6,4 polegadas, 90 Hz
720 x 1.600 pixels
Processador MediaTek Dimensity 700 MediaTek Helio G80
Memória 4 GB RAM
64 GB armazenamento
4 GB RAM
128 GB armazenamento
microSD sim
Câmera Principal: 48 MP, f/1.8
Ultra-angular: 5 MP, f/2.2
Profundidade: 2 MP, f/2.4
Principal: 48 MP, f/1.8, OIS
Ultra-angular: 8 MP, f/2.2
Macro: 2 MP, f/2.4
Profundidade: 2 MP, f/2.4
Selfie 8 MP, f/2.0 13 MP, f/2.2
Conectividade Wi-Fi 5 (11ac)
Bluetooth 5.0
Wi-Fi 5 (11ac)
Bluetooth 5.0
NFC Sim Não
Leitor de digitais No botão de energia (lateral)
Bateria 5.000 mAh
Carregamento com fio de 15 W
Preço de lançamento não disponível no Brasil R$ 1.899
Confira ofertas  não disponível no Brasil Veja o preço

Veredito Final

O Galaxy A22 5G tem recebido muitas críticas positivas na web, que eu mesmo não consigo entender o porquê depois de testá-lo. Eles até vêem o celular como uma alternativa melhor ao Samsung A32 5G, o modelo mais barato do trio composto pelo A32, A52 e A72.

Embora eu ache o A22 5G convincente em muitos pontos, definitivamente tenho que discordar no segundo ponto. O A22 5G pode estar no mesmo nível do A32 5G em alguns aspectos, mas o modelo mais caro se beneficia da promessa de atualização da Samsung. A longo prazo, o A22 5G é, portanto, a pior escolha na minha opinião.

NextPit Samsung Galaxy A22 vs A54 5G back
Até a Samsung oferece opções melhores que o A22 5G / © NextPit

Além disso, o A22 5G é um celular intermediário típico da Samsung. Ela está à frente de muitas alternativas em termos de qualidade de construção e design. Ao mesmo tempo, porém, está tecnicamente atrasado em alguns aspectos. Uma tela LCD com 90 hertz parece estranho vindo da Samsung, a câmera só é realmente convincente durante o dia e sem zoom, e o carregamento rápido dificilmente merece esse nome.

Por esses e outros motivos, acredito que você encontre opções mais interessantes no segmento de celulares intermediários.

Os links compartilhados neste artigo são links de afiliados. Isso significa que o NextPit obtém uma pequena participação nos lucros se você comprar produtos através deles. Isso não gera custos adicionais para você e não tem nenhuma influência sobre o conteúdo editorial do site. Saiba mais sobre como monetizamos o site na nossa página de transparência.
Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

Artigos recomendados

1 comentário

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Vinicius Guerra há 5 meses Link para o comentário

    Se ele custasse na casa dos R$700,00 como era antigamente com a linha J, seria um preço mais adequado, mas infelizmente tudo subiu, a pandemia gerou incertezas, falta de peças, o preço dos carros então nem se fala, tudo isso eleva o chamado custo. Bato sempre na tecla, quem tem um bom aparelho, segura, quem não tem, fique esperto, compre na hora certa. Se o preço dele surgir em torno de R$900,00 já melhora bastante.

    Os intermediários, linha A52S, esse acho melhor pelo conjunto da obra, mas o preço também aumenta um pouco. No geral, o consumidor precisa saber o que mais precisa, recursos os quais irá usar e tentar ficar com o aparelho no mínimo 2 a 3 anos.

    Como eu comprei o S21, minha meta agora é ficar 5 anos com ele, até porque tem poder de sobra de processamento, então não há a mínima necessidade de troca.