NextPit

Melhores processadores para celular em 2021: os intermediários

Atualizado: Snapdragon 778G incluído
Melhores processadores para celular em 2021: os intermediários

Se você perguntar a qualquer fã de tecnologia qual é o componente mais importante de um celular moderno, provavelmente a resposta vai ser: o processador (ou SoC). Neste artigo, nosso objetivo é simples. Listamos os melhores processadores móveis intermediários disponíveis para os smartphones em 2021.

O propósito deste artigo é ajudá-lo a conhecer os melhores processadores para celulares intermediários — e, claro, os smartphones equipados com eles. Se você tiver dinheiro sobrando e estiver procurando algo melhor e mais caro, dê uma olhada em nosso artigo de comparação dos chips topo de linha, onde listamos a atual safra de processadores móveis flagships e também alguns smartphones que os utilizam.

Pegue um atalho

Melhores processadores de intermediários da Qualcomm

Enquanto a série Snapdragon 700 atende a faixa superior do mercado intermediário, a série Snapdragon 600 é voltada para consumidores que estão procurando por um melhor custo benefício e celulares abaixo de R$ 2.000. Vamos dar uma olhada na linha 2021 dos processadores móveis Snapdragon série 7 e 6.

Snapdragon série 7

Snapdragon 780G

Desde abril de 2021, o Snapdragon 780G da Qualcomm é o mais potente processador da marca na família Snapdragon 700. Baseado em um eficiente processo de fabricação de 5 nm, o SD 780G é considerado um processador móvel pronto para o futuro, com conexão 5G e suporte para redes mmWave e sub-6Ghz.

O projeto do 780G é próximo dos topos de linha, e inclui quatro CPUs ARM Cortex-A78 e quatro CPUs Cortex-A55 de alta eficiência. Para gráficos, o SD 780G utiliza a GPU Adreno 642 da própria Qualcomm, que oferece desempenho equivalente aos chips premium de dois anos atrás (o Snapdragon 855, por exemplo).

qualcomm snapdragon 780
O Snapdragon 780G 5G é o processador intermediário mais potente da Qualcomm / © Qualcomm

Como este é um chip muito novo, a maioria das empresas ainda não lançou smartphones baseados nele até a data de publicação deste artigo.

Exemplo com Snapdragon 780G: Xiaomi Mi 11 Lite

Snapdragon 778G

Anunciado durante o Qualcomm 5G Summit, o Snapdragon 778G compartilha muitas de suas especificações com o chip 780G, incluindo o modem 5G, CPUs ARM Cortex-A78 e a GPU Adreno 642L, prometendo desempenho 40% superior ao do modelo 768G abaixo.

Para distinguir o 778G do 780G anterior, porém, a Qualcomm optou pelo processo de 6 nm - que é mais barato, mas menos eficiente -, mas por outro lado atualizou o controlador de memória para o padrão LPDDR5 mais novo (e mais rápido).

Snapdragon 778G 5G Gaming
O 778G é uma alternativa mais barata ao 780G SoC / © Qualcomm

 

O Snapdragon 778G também oferece dois novos recursos para games herdados do carro-chefe Snapdragon 888, incluindo o Variable Rate Shading (VRR), para uma renderização mais eficiente dos gráficos nos jogos, e o Game Quick Touch, para melhorar o tempo de resposta dos comandos na tela.

A Qualcomm anunciou que o Snapdragon 778G equipará celulares das marcas Xiaomi, Oppo, Realme, Motorola, Honor e iQOO.

Snapdragon 768G/765/765G

O trio da série Snapdragon 76x está posicionado logo abaixo da 780G, e todos estes chips chegaram ao mercado em 2020. Todos os três SoCs são quase idênticos em termos de especificações e diferem apenas na velocidade da CPU e GPU. O Snapdragon 765 é o modelo base da linha, enquanto o 765G recebe um pequeno aumento de velocidade de processamento na CPU e GPU. O mais novo deles é o 768G, que é apenas uma versão com overclock do 765G.

NextPit Vivo X51 back
O Vivo X51 5G é equipado com o Qualcomm Snapdragon 765 / © NextPit

Exemplos de celulares com o Snapdragon 765/768G: OnePlus Nord, LG Wing, Google Pixel 5, Motorola Moto Edge

Snapdragon 750G

Anunciado em setembro de 2020, o Snapdragon 750G está entre os mais novos SoCs intermediários da Qualcomm. Enquanto a marca posiciona o 750G abaixo da série Snapdragon 76x, em alguns aspectos, o 750G oferece melhor desempenho do que o modelo 765 básico. Nem preciso dizer que a Qualcomm precisa acertar sua nomenclatura!

Exemplos de celulares com o Snapdragon 750G: Motorola Moto G 5G, Xiaomi Mi 10T Lite (Mi 10i), Samsung Galaxy A52

Snapdragon série 730 (730, 730G, 732G)

A série Snapdragon 730 inclui atualmente três processadores bastante parecidos — o Snapdragon 730, 730G, e o 732G. Todos os três SoCs são baseados em um processo de fabricação de 8 nm e utilizam a CPU Kryo 470 junto com a GPU Adreno 618. As únicas diferenças estão nas frequências de processamento da CPU+GPU. Nem preciso dizer que não dá para esperar muita diferença no desempenho entre o 730 e o 732G.

Exemplos de smartphones com o Snapdragon 730: Motorola G60, Xiaomi Redmi Note 10 Pro, Poco X3, Samsung Galaxy A71

Snapdragon 710, 712, e 720G

Estes três chips são relativamente antigos e são usados principalmente em aparelhos mais acessíveis do segmento médio. Anunciado em 2018, o SD 710 é um SoC de 10 nm que inclui a CPU Kryo 360 e a GPU Adreno 616.

O Snapdragon 712 é uma pequena atualização do 710, e quanto ao Snapdragon 720G, este é um SoC relativamente mais novo que foi anunciado no início de 2020. Ele é baseado em um processo de fabricação de 8 nm e utiliza núcleos Kryo 465 e a GPU Adreno 618 para gráficos.

NextPit Realme 8 Pro display
O Realme 8 Pro apresenta o processador Qualcomm Snapdragon 720G / © NextPit

Alguns celulares com Snapdragon 720G: Realme 8 Pro, Samsung Galaxy A52, Xiaomi Redmi Note 9 Pro

Snapdragon série 600

À medida que a numeração diminui, o número de processadores se torna maior e os nomes mais confusos. Como estamos falando dos chips em 2021, evitamos propositalmente citar chipsets Snapdragon série 6 mais antigos e nos concentramos nos que são mais utilizados em celulares intermediários atualmente.

Snapdragon 690

O Qualcomm Snapdragon 690 é, na data de publicação deste texto, o processador mais poderoso da série 6 dos norte-americanos. Ele também traz algumas características inéditas, incluindo o fato de ser o primeiro chip 5G da série 6 (embora sem suporte a redes mmWave).

Na verdade, em termos de processamento, ele está mais próximo da série Snapdragon 7 do que de seus irmãos na série 6. Este SoC é baseado no processo de fabricação de 8 nm e recebe a GPU Adreno 619L.

NextPit OnePlus Nord N10 back nextpit
O OnePlus Nord N10 foi um dos primeiros a apresentar o Snapdragon 690 SoC / © NextPit

Exemplo de smartphone com Snapdragon 690: OnePlus Nord N10

Snapdragon 675/670/678

Os processadores Snapdragon 675 e 670 são bastante antigos (lançados em 2018), mas estão listados aqui porque continuam a ser usados em celulares relativamente novos. O Snapdragon 678, por outro lado, é bastante novo e foi anunciado em dezembro de 2020. Em 2021, diversos smartphones devem trazer este SoC, que é baseado em um processo de fabricação de 11 nm.

Alguns celulares com Snapdragon 678: Xiaomi Redmi Note 10, Moto G Stylus 2021

Snapdragon 662

O Snapdragon 662, lançado em janeiro de 2020, é uma versão ajustada de seu antecessor — o Snapdragon 660 (de 2017). O processador atualizado inclui CPUs Kryo 260, gráficos Adreno 610 e é baseado em um processo de fabricação de 11 nm.

P1020402 2
O Poco M3 conta com o Snapdragon 662 / © NextPit

Exemplos de aparelhos com Snapdragon 662: Motorola Moto G30, Poco M3

Melhores processadores MediaTek mid-range

MediaTek IC close up
A MediaTek compete ferozmente com a Qualcomm no segmento / © MediaTek

A linha de processadores intermediários da MediaTek é tão variada (e confusa) quanto a da Qualcomm. No entanto, nos últimos tempos, eles lançaram a série Dimensity, que é dirigida ao segmento de topo de linha e intermediário. Assim, para os próximos anos, podemos esperar que todos os celulares intermediários baseados nos processadores MediaTek adotem um chip da linha Dimensity.

Logo abaixo dela, a empresa também fabrica chipsets com as marcas Helio P e Helio G. Caso não esteja claro, a linha Helio G é voltada para jogos, com foco na GPU. Não é raro ver a MediaTek ajustar a GPU de um chip da série P e relançá-lo como um 'novo' chipset da série G.

Com a popularização dos chips Dimensity, impulsionado pela expansão das redes 5G, os chips Helio G e Helio P estão sendo relegados a aparelhos mais acessíveis, por isso incluímos neste artigo apenas os novos SoCs 5G da MediaTek.

Linha MediaTek Dimensity 1000

A linha MediaTek Dimensity 1000 começou como o carro-chefe da empresa em 2020. Um ano depois, porém, com a chegada do novo chip Dimensity 1200, o modelo 2020 assumiu o papel de processador intermediário. O Dimensity 1000 é baseado em um processo de fabricação de 7 nm e recebe quatro núcleos de alto desempenho Cortex-A77 e quatro núcleos Cortex-A55 de baixa potência.

Outros membros da família Dimensity 1000 incluem o recente Dimensity 1100, além do já citado Dimensity 1200 que a MediaTek posiciona como um processador topo de linha.

Alguns celulares com Dimensity 1000: Realme X7 Pro, Oppo Reno 5 Pro

Linha MediaTek Dimensity 800

Atualmente, existem três chips na linha Dimensity 800. São eles o Dimensity 800, 800U e 820. Estes três SoCs são quase idênticos em termos de especificações e apresentam pequenas diferenças de hardware em termos de velocidade da CPU e gráficos.

Todos os três são baseados no processo de fabricação de 7 nm e também oferecem suporte a 5G. Em 2021, a linha Dimensity 800 deve dar conta do tipo de uso esperado no segmento intermediário.

Realme X7 Hero Final
O Realme X7 conta com o processador Dimensity 800U / © NextPit

Exemplos de aparelhos com MediaTek Dimensity 800: Realme X7, Xiaomi Redmi Note 9T

Linha MediaTek Dimensity 700

Logo abaixo na gama da MediaTek encontramos a linha Dimensity 700. A família ainda é pequena e é formada pelos chips Dimensity 700 e 720. As especificações destes SoCs são bastante semelhantes e não esperamos diferenças perceptíveis em termos de desempenho.

As especificações comuns aos dois modelos incluem o fato de que ambos são baseados em um eficiente processo de fabricação de 7 nm. O destaque da linha Dimensity 700 é o fato de que eles usam os poderosos núcleos Cortex-A76 usados nos processadores topo de linha de anos anteriores.

Alguns modelos com Dimensity 700: Xiaomi Redmi Note 10 5G, Oppo A53s, Realme 8 5G

Melhores processadores Samsung intermediários

exynos 9820 ai
A Samsung tem uma grande variedade de chips intermediários / © Samsung

No caso da Samsung, a maioria de seus processadores do segmento médio são usados em seus próprios celulares. Mesmo assim, volta e meia encontramos os SoCs Exynos em dispositivos de outras marcas. Em 2021, os chips intermediários da Samsung que importam incluem os Exynos 980, 1080 e o 880. A Samsung utiliza ainda seus antigos Exynos 9000 em seus celulares mais acessíveis.

Exynos 980

O Exynos 980 é baseado em um processo FinFET de 8 nm e apresenta um design octa-core — dois núcleos Cortex-A77 de alto desempenho e seis núcleos de alta eficiência Cortex-A55. Estes são combinados com uma GPU Mali-G76 MP5. O 980 se destaca ainda por ser o primeiro processador 5G intermediário da Samsung.

Smartphones equipados com o Exynos 980: Samsung Galaxy A71 5G, Samsung Galaxy A51 5G, Vivo X30

Exynos 1080

O principal SoCs intermediário da Samsung é sem dúvidas o Exynos 1080. Ele é baseado em um processo de fabricação de 5 nm e conta com quatro núcleos de CPU Cortex-A78 de alto desempenho e a GPU Mali-G78 MP10. Ele é compatível com 5G, incluindo suporte para redes mmWave, e suporta captura de fotos com até 200 MP de resolução e uma taxa máxima de atualização de tela de 144 Hz.

Exemplo de celular com o Exynos 1080: Vivo X60

Exynos 880

O Exynos 880 pode ser considerado uma versão reduzida do Exynos 980 e foi lançado alguns meses após seu "irmão mais velho" ter sido anunciado. Como era de se esperar de uma versão simplificada, este SoC traz frequência de processamento mais baixa que o Exynos 980 e só suporta telas FHD+ (2520 x 1080) no lugar do suporte a QHD+ no 980 (3360 x 1440). Ele também é baseado no processo de fabricação de 8 nm e suporta resoluções de câmera de até 64 MP.

Smartphones com Exynos 880: Vivo Y51s, Vivo Y70s

Linha Exynos 9000 (9609/9610/9611)

Passando à série Exynos 9000, os três SoCs que fazem parte desta linha foram muito utilizados nos smartphones Samsung da coleção 2019-2020. O Exynos 9611 é talvez o mais usado deles e foi figurinha carimbada nos celulares das linhas Galaxy A e M entre 2019 e 2020.

Mais recentemente, porém, estes processadores têm sido substituídos pelos componentes mais recentes da empresa, mas ainda é possível encontrar diversos modelos equipados com ele nas lojas.

samsung galaxy m30s
O Samsung Galaxy M30s foi lançado com o chip Exynos 9611 / © Samsung

Celulares com Exynos 9611: Samsung Galaxy M31, Samsung Galaxy A51, Samsung Galaxy M30s


Bem, este é o nosso resumo dos principais processadores intermediários para celulares em 2021. Você deve ter notado que não incluímos nesta lista os chips da marca Huawei. Isto porque a divisão de processadores da Huawei foi afetada duramente pelas sanções econômicas impostas pelos EUA.

É muito improvável que tenhamos um novo smartphone Huawei intermediário com chip Kirin em 2021. E mesmo que tragam novos modelos, ainda há a questão da proibição de uso dos serviços do Google nos aparelhos da marca...

Para finalizar, o que você achou deste artigo com os principais processadores intermediários para celulares? Este é um tópico particularmente importante para mim já que acho que os celulares do segmento são os que a maioria das pessoas acabam comprando.

Embora eles possam não ter o holofote dedicado aos seus irmãos mais caros, se destacam por oferecer bons recursos a preços atraentes. E o futuro dos smartphones intermediários tende a ficar mais empolgante no futuro à medida em que surjam novos modelos, mais rápidos e com cada vez mais recursos!

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

Sem comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.