NextPit

Comparativo de VPNs: o que oferecem os principais serviços no mercado

Comparativo de VPNs: o que oferecem os principais serviços no mercado

Com cada vez mais pessoas preocupadas com sua privacidade online, os serviços de VPN estão se tornando mais e mais populares. Com tantas opções no mercado, como escolher a melhor empresa? Confira como encontrar a melhor opção para as suas necessidades no guia abaixo.

VPNs em resumo

  CyberGhost ExpressVPN Ivacy NordVPN Private Internet Access PureVPN SurfShark Tunnelbear VyprVpn
Opções de assinatura (meses) 1, 6, 24 1, 6, 12 1, 12, 24 1, 12, 24 1, 12, 36 1, 12, 24 1, 6, 24 1, 12, 36 2, 18, 36
Oferece período de testes? sim (1 a 7 dias) não (30 dias para reembolso) não (30 dias para reembolso não (30 dias para reembolso) 7 dias (30 dias para reembolso) não (31 dias para reembolso) 7 dias (30 dias para reembolso) 500 MB não (30 dias para reembolso)
Preço (mensal) € 11.99 a € 1,90
(R$ 78 a R$ 13)
US$ 12,95 a US$ 8,32
(R$ 72 a R$ 47)
US$ 9,95 a US$ 2,45
(R$ 56 a R$ 14)
€ 10,16 a € 2,80
(R$ 66 a R$ 18)
€ 9,29 a € 1,94
(R$ 60 a R$ 13)
US$ 10,95 a US$ 2,91
(R$ 61 a R$ 17)
€ 11,16 a € 2,15
(R$ 72 a R$ 14)
US$ 9,99 a US$ 3,33
(R$ 56 a R$ 12)
US$ 6,47 a US$ 1,67
(R$ 36 a R$ 10)
Sede Romênia Ilhas Virgens Britânicas Cingapura Panamá Estados Unidos Hong Kong Ilhas Virgens Britânicas Canadá Suíça
Número de países 91 94 52 60 78 78 65 46 70
Número de servidores 7.300 160 3.500 5.155 "milhares" 6.500 3.200 3.000 700
Sistemas com apps disponíveis

- Android, iOS
- Windows, macOS, Linux
- Android TV, FireTV, 

- Android, iOS
- Windows, macOS, Linux

- Android, iOS
- Windows, macOS, Linux
- Android TV, FireTV

- Android, iOS
- Windows, macOS, Linux
- Android TV, FireTV

- Android, iOS
- Windows, macOS, Linux

- Android, iOS
- Windows, macOS, Linux
- Android TV, FireTV

- Android, iOS
- Windows, macOS, Linux
- FireTV

- Android, iOS
- Windows, macOS

- Android, iOS
- Windows, macOS
- Android TV

Possui recurso de desconexão automática? (kill switch) sim sim sim sim sim sim sim sim sim
Oferece túnel dividido? (split tunneling) sim sim sim sim sim sim sim sim sim
Extensão para navegador Chrome, Firefox Chrome, Firefox Chrome, Firefox Chrome, Firefox Chrome, Firefox, Opera Chrome, Firefox Chrome, Firefox Chrome, Firefox Chrome
Limite de dispositivos 7 5 5 a 10 6 10 10 "ilimitados" 5 5
Protocolos OpenVPN, IKEv2, WireGuard L2TP, OpenVPN, IKEv2 L2TP,  OpenVPN, IKEv2 OpenVPN, IKEv2, WireGuard OpenVPN, WireGuard, IKEv2 L2TP, OpenVPN, IKEv2 OpenVPN, IKEv2, WireGuard OpenVPN, IKEv2 L2TP, OpenVPN, IKEv2, WireGuard
Suporte técnico Inglês, alemão, francês e romeno Inglês (outros idiomas via tradução automática) Inglês Inglês, alemão, espanhol, francês, italiano, japonês, coreano Inglês Inglês, alemão, francês, chinês Inglês Inglês Inglês, alemão, francês, espanhol, chinês 
Termos de serviço (inglês) TdS
Privacidade
TdS
Privacidade
não aceitou links externos TdS
Privacidade
TdS
Privacidade
TdS
Privacidade
TdS
Privacidade
TdS
Privacidade
TdS
Privacidade
Auditoria de segurança? não Jun/2019 (geral, PDF, PwC)
Jun/2021 (Lightway, PDF, Cure53)
não Jun/2021 (app, VerSprite) não Out/2020 (no-log, KPMG) Abr/2021 (servidores, Cure53)
Nov/2018 (extensões, Cure53)
Out/2020 (software, Cure53) Nov/2018 (no-log, Leviathan)
Assine Veja as opções Veja as opções Veja as opções Veja as opções Veja as opções Veja as opções Veja as opções Veja as opções Veja as opções

Be-a-bá das VPNs

Em linhas gerais, uma VPN é um sistema que redireciona os dados de uma rede (geralmente a Internet aberta, mas que pode ser também uma rede interna da empresa) por uma outra, gerenciada pela fornecedora da VPN.

A transmissão de dados pela VPN geralmente é criptografada, protegendo as requisições, arquivos e páginas acessadas não só de terceiros como até da própria provedora de acesso, por exemplo a operadora de telefonia. Esta característica é útil por exemplo, ao se conectar a redes Wi-Fi sem senha, nas quais os dados entre o dispositivo e o roteador podem ser interceptados por pessoas mal intencionadas.

VPNs podem ser usadas também para driblar sistemas de censura de governos — totalitários ou não — ou ainda recursos de georestrição, como os aplicados por fornecedores de conteúdos como serviços de streaming. Neste ponto, vale lembrar que boa parte das empresas de streaming de vídeo proíbem o uso de recursos para contornar as limitações geográficas, e estão constantemente bloqueando endereços usados para este fim.

Pontos importantes para considerar ao contratar uma VPN

Indicar um serviço de VPN não é uma tarefa simples, que possibilite fazer uma sugestão universal para todos os tipos de público. Assim, destacamos alguns pontos para refletir ao assinar um plano:

Sede da empresa

Pode parecer estranho, mas a localização da empresa pode ser importante dependendo da importância dada à privacidade de seus dados, e do uso do serviço.

Algumas empresas fazem questão de destacar que não estão sediadas — e consequentemente fora da jurisdição — de um dos países dos chamados five eyes/nine eyes/14 eyes, alianças de países para cooperação de seus serviços de inteligência.

  • Five Eyes: Austrália, Canadá, Estados Unidos, Nova Zelândia e Reino Unido;
  • Nine Eyes: Five Eyes + Dinamarca, França, Noruega e Países Baixos (Holanda);
  • 14 Eyes: Nine Eyes + Alemanha, Bélgica, Espanha, Itália e Suécia.

O motivo estaria no risco de que em um destes países, o governo pode ter o poder de exigir o compartilhamento dos dados armazenados pelo serviço, e estes dados podem ser compartilhados com um dos outros países da(s) aliança(s). E isso já criou polêmicas até mesmo com empresas que anunciavam não guardar registros de uso (logs) de seus clientes.

É claro que se o seu objetivo ao assinar um serviço de VPN é apenas assistir a programação da BBC britânica, ou as partidas do campeonato argentino de futebol, não há muito com o que se preocupar.

Desconexão automática (kill switch)

Muitas pessoas utilizam VPNs para driblar sistemas de controle de protocolos — *aham* bittorrent *aham* — e podem encarar multas e processos caso seja detectado um uso não autorizado da conexão. Neste caso, alguns serviços de VPN oferecem um recurso de desconexão, também conhecido como kill switch, que não libera o funcionamento da conexão após alguma interrupção, e em alguns casos até mesmo fecha as páginas abertas.

shutterstock 1945834588
Ficar desconectado pode parecer ruim, a menos que isso evite uma multa ou problemas de segurança / © Shutterstock

Tunelamento dividido (split tunneling)

Como o tráfego da VPN passa por um servidor intermediário, muitas vezes em outro país, o desempenho da conexão naturalmente é menor do que sem a VPN. Isso pode ser especialmente notado em usos que exigem tempos de resposta baixos, por exemplo games.

O split tunneling é uma recurso que permite separar o tráfego da internet para que alguns aplicativos e serviços não utilizem a VPN, potencialmente melhorando a taxa de transmissão e latência, ou, em uma situação hipotética, comparar os catálogos de um serviço de streaming usando dois navegadores diferentes.

Aplicativos e limite de dispositivos

Celular, notebook, smart TV, tablet... Antes de contratar uma VPN vale a pena verificar quais serviços oferecem apps para os seus dispositivos. As principais empresas de VPN geralmente contam com aplicativos para Android, iOS/iPadOS, Windows e macOS, além de extensões para navegadores desktop, algumas oferecem ainda aplicativos para smart TVs.

A disponibilidade de aplicativos simplifica o processo de configuração da conexão. Por outro lado, usuários mais avançados podem considerar a configuração da VPN em roteadores compatíveis, usando o protocolo OpenVPN. Esta opção pode ser usada, por exemplo, para usar a VPN até mesmo em consoles de jogos (para driblar as restrições de catálogos ou ainda encontrar preços diferentes).

Já o limite de dispositivos pode ser importante caso a VPN seja compartilhada com vários amigos aparelhos no lar. O número leva em consideração quantos celulares, notebooks, tablets e outros aparelhos utilizam simultaneamente a conta no serviço, então é recomendável ter uma ideia de quais aparelhos precisam usar a VPN ao mesmo tempo. 

Resumindo: cada caso é um caso

Contratar uma VPN não é uma decisão fácil, diferentes prioridades tendem a mudar completamente a decisão de qual serviço assinar. Quero apenas proteger meus acessos via celular em redes públicas? Vou viajar para um país com um péssimo histórico de vigilância e censura? Preciso driblar restrições geográficas em serviços?

Por este motivo, e especialmente por envolver usos delicados, não é possível sugerir uma única opção. Por isso, vale pesar os pontos levantados e encontrar qual entre as opções no mercado melhor atende às suas necessidades.

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

ÚLTIMOS ARTIGOS

Artigos recomendados

2 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Paulo Ricardo há 4 semanas Link para o comentário

    Uma pena que a ProtonVPN ficou de fora desse comparativo, é a minha favorita. É dos mesmos criadores do ProtonMAIL.


  • Jairo rios há 4 semanas Link para o comentário

    Bom trabalho comparativo , indispensável para quem se conecta em redes públicas.