Review do Apple iPhone 12 Pro: um design para (re)conquistar

Review do Apple iPhone 12 Pro: um design para (re)conquistar

A linha iPhone 12 de 2020 consiste em quatro novos modelos. O número 12 é um "fenômeno natural matemático", um número sublime. Frederic Chopin compôs doze Études; Claude Debussy compôs doze Préludes. Agora, chegou a hora de descobrir se o novo iPhone 12 Pro traz à herança numérica a mesma graça que pessoas e acontecimentos da história têm mostrado. Confira em nossa avaliação.

Avaliação

Prós

  • Design arrebatador
  • Tela muito brilhante
  • Modo noturno para câmeras frontais e ultra-angulares
  • Processador rápido

Contras

  • Não inclui carregador
  • Duração média da bateria
  • Preço

Para quem é o iPhone 12 Pro?

O iPhone 12 Pro vem em três versões de memória diferentes e é um dos smartphones mais caros que você pode comprar no segmento:

  • 128 GB por R$ 9.999;
  • 256 GB por R$ 10.999;
  • 512 GB por R$ 12.999.

Em contraste com a versão básica, o modelo Pro está disponível em cores mais sutis. Além do dourado, prateado e grafite, ele também oferece o novo tom azul-pacífico. A Apple nos enviou a esta última opção para teste, e faremos um mergulho mais profundo em relação ao design um pouco mais abaixo.

NextPit iPhone 12 Pro side
A nova cor azul-pacífico é uma das cores mais populares do iPhone em 2020 / © NextPit

O modelo Pro é voltado aos clientes da Apple que querem, acima de tudo, o smartphone mais potente todos os anos. Além disso, usuários de longa data de modelos mais antigos do iPhone, como o iPhone 6s ou iPhone 7, podem querer partir para o modelo Pro para garantir que ficarão atualizados pelos próximos anos.

Graças à conectividade 5G e às atualizações de software a longo prazo, o novo smartphone da Apple é um investimento sólido e à prova de obsolescência. Apesar disso, as diferenças em relação à versão básica são pequenas, já que a série 12 básica também vem com um painel OLED, por exemplo. O que faz a diferença aqui são a câmera e a memória total disponível.

Apple iPhone 12 – Desenho & Qualidade de Construção

O design dos novos modelos certamente dividiu a base de fãs da Apple. Aqueles que estão nostálgicos com os "bons velhos tempos" parecem felizes com o retorno ao design angular e fácil de agarrar. No entanto, há também outros que sentiram que o iPhone 12 é simplesmente muito quadrado. Pessoalmente, gosto muito deste design.

Cada parte do smartphone parece atraente, independentemente de como o seguro na mão. Se você tiver tempo para sentir este pedaço de tecnologia, o vidro fosco toca a sua pele de uma maneira muito especial. O acabamento da traseira com 146,7 mm de altura por 71,5 mm de largura se acomoda suavemente na palma da sua mão.

20201102 113325
iPhone 12 e o iPhone 12 Pro: o modelo Pro tem uma traseira fosca / © NextPit

Em contraste, a nova estrutura plana de aço inoxidável é certamente chamativa em termos de design e sensação. No modelo Pro, a armação de 7,4 mm de profundidade simplesmente brilha. Fria ao toque e firme, forma a pegada que fazia falta no arredondado iPhone 11 Pro Max.

Depois de utilizar o modelo Pro durante quase duas semanas, não consegui confirmar os relatos que circulam na Internet sobre marcas óbvias de desgaste ao longo com a estrutura de aço inoxidável. Será necessária uma avaliação de longo prazo para ver se este acabamento é adequado para o uso diário.

Eu considero as 187 gramas do modelo Pro como algo positivo. No total, ele se encaixa bem de maneira leve e estável na mão. É positivo dizer que este é o primeiro iPhone em anos que eu usaria sem ter que me preocupar em comprar uma capa de proteção. Mas tenha em conta que você verá um belo rombo na carteira caso tenha algum dano físico no aparelho devido a quedas ou pancadas acidentais.

O pessoal do iFixit testou o iPhone 12 Pro em uma desmontagem e chegaram a uma taxa média de reparo de 6/10. Caso quebre o vidro na parte de trás, todo o chassi precisa ser substituído.

Apple iPhone 12 – Tela

Se observarmos a parte frontal do iPhone 12, temos uma tela OLED de 6,1 polegadas. O agora famoso entalhe não ficou menor, o que é uma pena. Outros fabricantes de smartphones têm mostrado soluções inovadoras para reduzir o tamanho do recorte nos últimos meses, como câmeras sob a tela, módulos retráteis ou minúsculas aberturas circulares. Não podemos esquecer que estas opções de estilo não seguem a linguagem de design da Apple. Também temos de ter em mente que a tecnologia Face ID com os seus diversos sensores ocupa espaço.

Em comparação com o seu predecessor, a tela do iPhone 12 não traz muitas melhorias. A Apple decidiu a favor do 5G e da duração da bateria contra o uso de uma atualização de 120 Hz. Agora, se você quiser mudar de um smartphone Android com uma taxa de atualização de 90Hz ou superior para o iPhone 12, vai notar a diferença em pouco tempo, então boa sorte para se ajustar a uma taxa de atualização mais baixa!

Fora isso, a tela se destaca em seu desempenho, oferecendo altos níveis de brilho e riqueza em contraste. Mesmo quando estou sob luz natural direta, posso ler a tela sem perder qualidade. O painel oferece um nível máximo de brilho de 800 nits e um brilho máximo de 1200 nits em HDR.

Outra novidade é o revestimento de tela da Apple que é conhecido como Ceramic Shield. Há rumores na internet de que este é, na verdade, o mais recente Gorilla Glass Victus da Corning. Como não queremos danificar as nossas unidades de revisão, não posso verificar essa informação através de um teste de riscos. Os testes mais corajosos, porém, chegaram à conclusão de que o iPhone 12 Pro está mais bem equipado contra quedas.

Contudo, o YouTuber a seguir não conseguiu detectar nenhuma diferença evidente em relação ao modelo anterior que não vinha com o Ceramic Shield:

Como migrei de um iPhone 11 Pro Max para o iPhone 12 Pro, a baixa taxa de atualização não me incomodou tanto quanto a um possível usuário Android acostumado com pelo menos 90 Hz. No geral, o desempenho da tela Super Retina XDR convenceu. Com uma resolução de 2.532 x 1.170 pixels (460 ppi), navegar na web foi uma experiência muito agradável, tão divertida como ver sessões de jogos ou vídeos do YouTube.

Apple iPhone 12 – Software

No iPhone 12 Pro, o iOS 14 traz inúmeras inovações e funcionalidades práticas, isso vale também para a nova geração de iPads . Além da opção de finalmente utilizar widgets para aplicações, o botão "oculto" na parte de trás do iPhone está agora também disponível. Por exemplo, você pode usá-lo para fazer uma captura de tela simplesmente tocando no vidro duas vezes. A opção pode ser encontrada neste caminho: Ajustes > Acessibilidade > Toque > Tocar Atrás.

Além disso, você pode finalmente usar o recurso picture-in-picture no iPhone para assistir vídeos do YouTube enquanto trabalha com outro aplicativo em segundo plano. Esse é apenas um exemplo do que os usuários do Android vêm aproveitando há muito tempo.

O iOS 14 também traz o aplicativo tradutor da própria Apple e a capacidade de colocar um botão do app Shazam para reconhecimento de música diretamente no centro de controle. Confira algumas funcionalidades do iOS 14 que já são populares no sistema do Google para smartphones:

Apple iPhone 12 – Performance

Os novos iPhones são todos equipados com o novíssimo processador A14 Bionic, que a Apple já tinha mostrado no iPad Air antes da nova linha de smartphones ser lançada. O chip usado aqui é o primeiro processador da marca a ser fabricado usando o processo de 5 nm. Isso proporciona amplo espaço para abrigar todos os 11,8 bilhões de transístores. O processador incorpora um processador neural mais rápido e os seis núcleos ARM de 64 bits devem funcionar 40 por cento mais rápido que no Apple A12 Bionic, de acordo com a Apple.

O iPhone 12 Pro e a versão Max vêm com 6 GB de memória (LPDDR5-5500), enquanto os modelos 12 não-Pro contam com 4 GB de RAM. A razão por trás disto pode ser a melhoria dos recursos da câmera. O formato ProRAW, que foi introduzido exclusivamente nos modelos Pro, também deve ser capaz de utilizar mais memória RAM. Com o ProRAW você precisa editar extensivamente as fotos após o clique, mesmo que elas já tenham sido otimizadas pelo software da câmera. Abaixo você encontra a tabela com os nossos resultados de benchmark no Geekbench 5:

Desempenho do Apple iPhone 12 Pro:

  iPhone 12 Pro Galaxy S20+ OnePlus 8 Pro Galaxy S20 Ultra
Geekbench 5 (single/multi) 1.585 / 3.669 911 / 2.776 887 / 3.313 735 / 2.508

Na dia-a-dia, estes valores são particularmente úteis quando se trata de jogos. Os games na plataforma Apple Arcade são graficamente intensos e exigentes, e funcionam sem que o iPhone 12 Pro sofra com temperaturas elevadas indesejadas.  Multitarefa, vídeos de alta resolução no YouTube e games simplesmente funcionam, mas isso fica claro com o iPhone 12 Pro logo desde o início.

Isto levanta a questão: onde o A14 Bionic realmente mostra seus pontos fortes em comparação com seu antecessor? O Apple A14 Bionic, por exemplo, é o primeiro processador Apple a oferecer o processamento do codec de vídeo AV1, que é considerado por muitos como a próxima geração de streaming e deve ser usado amplamente no futuro. A memória LPDDR5-5500 também fornece uma largura de banda de memória mais rápida e é geralmente mais eficiente em termos energéticos.

Apple iPhone 12 – Câmera

Assim como na geração anterior, o iPhone 12 Pro vem com três câmeras na parte de trás. No entanto, a Apple fez melhorias tanto no seu hardware quanto no seu software. Por exemplo, ele conta com um novo scanner LiDAR, que se promete melhores imagens no modo noturno, foco automática mais rápido com pouca luz, e experiências aprimoradas em RA (realidade aumentada).

A Apple tem três sensores com resolução de 12 megapixels cada um: um grande-angular, um ultra grande-angular e uma lente teleobjetiva com zoom óptico de até quatro vezes. Apenas o Pro Max conta com um zoom óptico de cinco vezes. O Dolby Vision HDR é uma opção em ambos os modelos Pro. Isto significa que você pode gravar vídeo HDR em até 60 quadros por segundo.

NextPit iPhone 12 Pro camera
A câmera tripla do iPhone 12 Pro / © NextPit

A câmera do iPhone 12 Pro em detalhe

  • Ultra grande-angular: abertura ƒ/2.4;
  • Grande-angular: ƒ/1.6;
  • Lente telefoto: ƒ/2.0;
  • Modo noturno;
  • Deep fusion (fotografia computacional);
  • Apple ProRAW;
  • Estabilização de imagem óptica dupla;
  • Zoom in óptico de 2x, zoom out óptico de 2x, alcance total de 4x;
  • Zoom digital de até 10x;
  • Smart HDR 3 para fotos.

Na parte de software, a ultra grande-angular agora também pode tirar fotos no modo noturno. Isso não acontecia com o iPhone 11 Pro porque o modo noturno só estava disponível na configuração padrão. Nos testes iniciais, o modo noturno com a lente funcionou bem com um alcance de imagem de 120 graus. No entanto, ao ser comparado aos concorrentes da Huawei, o smartphone da Apple ainda fica para trás. No entanto, os resultados são muito atraentes e as imagens não acabam parecendo muito artificiais.

iphone 12 pro nachtmodus
Nesta cena, estava escuro lá fora. Com mais luz, o resultado é muito melhor / © NextPit
iphone 12 pro ultraweitwinkel
Foto ultra-angular com luz de fundo e condições de iluminação ideais / © NextPit

Os resultados parecem ser de uma noite regular e não fingem que foram feitos durante o dia. Em geral, as fotos do iPhone são conhecidas por produzir imagens de aspecto natural. Não encontramos modos de melhoria de imagem, modos de beleza ou outros filtros falsos no iPhone - o que é uma coisa boa na minha opinião. Você vê o mundo através da câmera do iPhone como ele realmente é, e cheio de foco nítido e claro. Vamos colocar o iPhone 12 Pro e a versão Max em um teste de câmara mais profundo em breve, quando todos pudermos sair de casa sem qualquer preocupação.

iphone 12 pro portrait
Um retrato com o iPhone 12 Pro em boas condições de iluminação / © Julia Froolyks/NextPit

Na frente, algo também mudou no que diz respeito ao entalhe preto. A câmera TrueDepth do iPhone 12 Pro também impressiona com 12 megapixels e vem com abertura ƒ/2.2 e HDR 3. O modo bokeh foi disponibilizado novamente. A novidade aqui é o recurso Deep Fusion e o modo noturno em selfies, que proporcionam alguns resultados realmente bons com um ou dois segundos adicionais de exposição:

iphone 12 pro seflie nachtmodus
O novo modo noturno para selfies é digno de nota: A pele parece extremamente brilhante e o efeito aumenta dependendo de quanto tempo se expõe a câmara / © NextPit
iphone 12 pro selfie dunkel
Selfie com bokeh em condições de pouca luz e sem modo noturno. / © NextPit

A câmara de selfies mostra todo o seu potencial apenas à luz do dia. Enquanto as duas fotos acima foram tiradas em condições desfavoráveis, a próxima realmente ressalta as suas capacidades. O brilho do sol garante muitos detalhes e contrastes nítidos:

iphone 12 pro selfie hund
Pele, cachecol e parede no fundo foram capturados com grande detalhe. / © NextPit

Apple iPhone 12 – Bateria

Esta parte da avaliação foi difícil para mim. Por um lado, os iPhones da Apple não são particularmente conhecidos pela sua excelente duração de bateria ou por enormes capacidades de 5.000 mAh. Além disso, sinto falta de qualquer tipo de recurso de carregamento rápido que normalmente é encontrado nos smartphones rivais. Também pesa que, pela primeira vez na história, a Apple tenha decidido excluir um adaptador de recarga na caixa do iPhone 12.

Portanto, se você não tiver um carregador de 20 watts com um plugue USB-C em casa, terá que abrir a carteira novamente, fazendo um pedido da Apple por mais R$ 199 (R$ 179,10 à vista, na data de publicação). E devo recomendar isto do fundo do coração porque recarregar com um adaptador velho de 5 watts (distribuído até o ano passado com os modelos básicos) significa ter de esperar muito tempo até a bateria estar completamente carregada.

Pessoalmente, uso uma estação de recarga da Anker para alimentar meu iPhone via USB-C-para-Lightning. Durante a noite, o iPhone pode ser colocado no meu Anker Wakey, um despertador com uma recarga sem fio Qi, e de manhã está pronto para trabalhar com energia renovada.

A Apple faz mistério como sempre sobre os dados da bateria. No entanto, desmontagens (por exemplo, do iFixit) mostram o seguinte: O iPhone 12 Pro vem com uma capacidade de bateria de 2.815 mAh. (3.687 mAh no modelo Max). Ela é, naturalmente, muito menor do que a capacidade de bateria encontrada na concorrência, que já chega a 5.000 mAh em dispositivos intermediários. Mas como costuma se dizer à exaustão: a Apple domina todo o seu ecossistema, permitindo oferecer um grande desempenho com uma capacidade de bateria inferior.

Não tenho números concretos, pois não há nenhum aplicativo de teste de bateria disponível para a plataforma iOS que coloque o smartphone à prova. Mas o que eu posso dizer após duas semanas de uso, assim como as capturas de tela nas configurações da bateria mostram, é que o uso médio deste dispositivo sem nenhuma recarga durará um pouco mais que um dia inteiro.

Enquanto iPhone 11 Pro Max aguenta até o meio da noite no meu padrão de uso, eu ainda posso usar o iPhone 12 Pro até a manhã seguinte com cerca de 15% da vida útil restante da bateria antes de precisar ligá-lo a uma fonte de energia. Contudo, a minha utilização é um pouco acima da média, uma vez que uso o aparelho tanto para fins profissionais como privados. Isto inclui sessões de jogo à noite, chamadas de trabalho, leitura das notícias, participar do Twitter e conversas com colegas.

iphone 12 pro battery
Com uma carga completa, posso ir além de um dia. Em média, passo cinco horas por dia no iPhone / © NextPit

MagSafe: lento e caro

Quando a Apple apresentou o novo MagSafe para celular no evento dos novos iPhones, eu estava cética. O bom: um ímã na parte de trás do iPhone é excelente. Durante muito tempo, usei as capas de smartphone da "Ideal of Sweden", que colocavam um ímã na parte traseira do telefone, permitindo fixá-lo rapidamente a um suporte magnético no carro, por exemplo. Com o MagSafe, já não preciso procurar produtos de terceiros. Mas os acessórios da Apple, incluindo o carregador MagSafe com um máximo de 15 watts e capas, bem como o porta cartões, são muito caros e não entendo bem os benefícios do carregador MagSafe.

Apple iPhone12Pro back camera magsafe charger 10132020
MagSafe: O iPhone 12 mantém o carregador magnético no lugar / © Apple

Para ser franca, a taxa de recarga é extremamente lenta. Prefiro ligar o iPhone ao meu carregador de 20 watts. Mas para aqueles que preferem abastecer o seu dispositivo à noite, o carregador MagSafe é provavelmente uma solução adequada. Lembre-se que em vários testes, foi descoberto que o carregador MagSafe emite energia para o smartphone a uma taxa ainda mais lenta quando a capa MagSafe está instalada.

Veredito Final

O iPhone 12 Pro é definitivamente o melhor iPhone que a Apple já lançou até hoje. Ele se destacou em todos os quesitos nesta avaliação, especialmente com o agradável painel OLED, ótimo desempenho do processador e novos recursos de câmera. Na minha opinião, por outro lado, sair do iPhone 11 para o novo modelo não vale a pena. Mesmo assim, se você quiser substituir seu iPhone velho de guerra (qualquer coisa mais antiga que o iPhone 11), o atual iPhone 12 Pro é um companheiro à prova de futuro - por enquanto.

Em uma próxima avaliação, vamos dar uma olhada mais de perto no modelo básico, ou seja, o iPhone 12. Portanto, fique ligado e acompanhe a página inicial do NextPit.

Por mais histórias da Apple no NextPit:

ÚLTIMOS ARTIGOS

1 comentário

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.