Moto G100 5G é homologado na Anatel - e tem super bateria

Moto G100 5G é homologado na Anatel - e tem super bateria

O Moto G100 5G foi oficialmente aprovado para comercialização na Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) na última quinta-feira (4). 

Com bateria de 5.000 mAh, chipset Snapdragon 800 e memória RAM de 12 GB, o aparelho promete ser um ótimo candidato a vendas da Motorola - e muito esperado devido ao seu formato e características que permitirão usá-lo como computador.

Sua capacidade de armazenamento será de 256 GB - e, além disso, o modelo contará com uma câmera traseira quádrupla, com principal de 64 MP. Como o próprio nome já diz, o smartphone terá capacidade de conexão 5G - tecnologia que deve chegar ao Brasil ainda neste ano. O Android 11 também está garantido de fábrica.

Moto G100 5G: lançamento e preço 

Embora o Moto G100 5G não tenha uma supercâmera, a maioria das suas características se assemelha a modelos topo de linha comercializados atualmente. Essas funções, quando consideradas junto a possibilidade de usar o smartphone como computador, podem elevar um pouco o seu preço.

Infelizmente, ainda não há um preço exato definido ou divulgado pela Motorola - tampouco uma data de lançamento para o Brasil.

ÚLTIMOS ARTIGOS

Artigos recomendados

1 comentário

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • "SE" as fotos disponíveis na internet desse aparelho se confirmarem no lançamento, ele terá o mesmo conjunto de 2 câmeras frontais usadas no Moto G 5g. E diante da sua ficha técnica preliminar, irá "canibalizar" o Moto Edge (modelo com Snapdragon 765); bem como brigar pelo mesmo segmento do Moto Edge + (plus). Digamos que será o primo rico do Moto G 5g. Mas vai custar caro por conta disso.