Como usuário do Android, isso é o que você precisa saber sobre o iPhone 7

AndroidPIT iPhone SE 4286
© nextpit

O dia 7 de setembro marca uma das datas mais importantes do ano no calendário de tecnologia móvel: a Apple apresenta seu produto mais importante e rentável: a nova versão do iPhone. Pode ser que nos últimos meses, você tenha ficado indiferente às imagens e rumores sobre o novo telefone da Maçã, mas há muito mais entre Mountain View e Cupertino do que supõe a nossa vã filosofia.

E há algo curioso para este ano: é provável que iPhone 7 não traga grandes novidades, presumindo-se que a Apple guardará as suas principais inovações para 2017, quando o seu smartphone comemorará o décimo aniversário. Muitos analistas concordam que o ano que vem será um divisor de águas para este dispositivo.

Os já tradicionais renders que apareceram pela internet afora não foram dos mais ousados e conclui-se que os designers da Apple tiraram um ano sabático, para retornarem com força a partir de outubro. Se o iPhone SE trazia exatamente o mesmo corpo do iPhone 5S, parece que o iPhone 7 terá um aspecto quase idêntico ao do iPhone 6, com alguns detalhes variando aqui e ali.

iphone 7 front back
Este seria o design definitivo do iPhone 7 / © Apple Insider

No entanto, a última rodada de rumores que circulou esta semana lança alguns dados curiosos para todos os usuários Android. Uma avaliação feita pelo site Apple Insider, e que tem ecoado em outros veículos prestigiosos como o The Verge e a Forbes, mostram algumas características do iPhone 7, cuja principal fonte é Ming-Chi Kuo, um dos principais fontes de vazamentos de informações do mundo iPhone.  

Você não terá mais que pagar uma fortuna por um telefone de 16 GB

Uma das mais duras críticas que os últimos iPhones têm recebido por parte dos usuários Android é que como é possível pagar pequenas fortunas por um telefone que tem apenas 16 GB de armazenamento interno e sem a possibilidade de expandi-la via cartão microSD. Se os últimos rumores se confirmarem, o iPhone 7 mais "econômico" terá 32 GB de memória interna, mas o usuário poderá adquirir ainda versões de 128 GB e, pela primeira vez, 256 GB.  

Atualmente, nenhum smartphone Android top de linha traz menos de 32 GB de memória interna e, com raríssimas exceções, as principais fabricantes Android incluem um slot para cartões microSD para expansão da capacidade de armazenamento.

AndroidPIT iPhone SE 4185
O iPhone SE, lançado esse ano, tem apenas 16 GB de memória interna, apesar da boa configuração / © ANDROIDPIT

Além disso, a Apple teria desenvolvido uma versão especial do iPhone com respeitáveis 256 GB. Segundo Kuo, esta edição contará com uma cor exclusiva - Black Piano - que supostamente cobriria todo o corpo do terminal.

As câmeras dos novos iPhones podem voltar a ser um desafio para o Android

As câmeras dos iPhones são muito boas, mas já faz algum tempo que a maioria dos especialistas em fotografia tem considerado que os modelos top de linha do Android tem superado o telefone da Apple nesse quesito. DxOMark, especialista em fotografia, considera que os carros-chefe da Samsung, HTC, Sony, Lenovo e LG dão melhores resultados que o iPhone 6s Plus, segundo o seu ranking.

Câmeras dos atuais top de linha da Samsung, LG e Lenovo já batem a do iPhone 6s Plus

Pode ser que isso mude este ano, sobretudo na versão Plus do iPhone 7. Ao que parece, a Apple desenvolveu uma câmera dupla, de 12 megapixels, com uma lente grande angular e outra teleobjetiva. A isto, se soma, supostamente, novos sensores luz ambiente que poderiam melhorar as capturas em cenários com pouca luz, algo que a maioria das câmeras dos smartphones atuais encontra problemas, com exceção do Galaxy S7, que conseguiu fazer avanços significativos nesse quesito.

Talvez, o mais curioso para um usuário Android é a Apple passar a usar uma câmera dupla, uma tendência iniciada pela Huawei e que, muito provavelmente, continuará no universo Android em 2017, principalmente se o iPhone 7 apostar nela.

O desaparecimento do mini jack de 3,5 mm é quase garantido

Se há algo que praticamente ninguém duvida é de que o mini jack 3,5 mm não aparecerá no novo iPhone 7 e, muito possivelmente, em nenhum outro iPhone daqui para frente. É uma aposta arriscada por parte da Apple, mas que pode melhorar a qualidade do áudio e permite uma espessura ainda menor em seu telefone. 

Talvez, um dos comentários que você mais vai ouvir durante a semana seja a de que a Apple está tentando vender seus periféricos dotados com a sua patente Lightning, para ganhar mais dinheiro. Ainda que isso não seja exatamente mentira, você deve saber, porém, que o primeiro smartphone a desfazer-se do mini jack foi um... Android!

AndroidPIT lenovo moto z 4
O Moto Z foi o primeiro telefone a abrir mão do mini jack de 3,5 mm. / © NextPit

O Moto Z, da Lenovo, não apenas criou uma marca registrada com seus módulos, mas também por usar a porta USB Type-C como o conector para os fones de ouvido. Graças a isso, ela conseguiu uma melhor transmissão do áudio e também uma surpreendente espessura de 5,2 mm para o seu telefone. 

Logo, o que a Lenovo iniciou será seguido pela Apple e deve tornar-se um padrão da indústria mobile nos próximos anos. Logo, prepare-se para substituir seus bons e velhos fones de ouvido. Ou comprar um adaptador.

Smartphones à prova d´água não serão mais exclusividade do Android

A certificação IP de resistência à água não é novidade no universo Android. Há mais de três anos, marcas como Samsung e Sony lançaram seus primeiros smartphones resistentes ao bom e velho H2O - e também à poeira - algo que a Apple nunca se interessara.

O primeiro fabricante a abrir mão do minijack  foi a Lenovo, com o seu Moto Z 

Segundo rumores, o pessoal de Cupertino parece decidido a adotar o certificado IPX7 no iPhone 7. Isso permite que o aparelho seja mergulhado a um metro de água durante 30 minutos, o que o equipara a modelos Android como o Samsung Galaxy S7 ou o Sony Xperia X Performance.

Muitos usuários Android farão piadas com o fato da Apple ter demorado tanto para incluir uma tecnologia tão funcional como essa, mas, sem dúvida, será muito bem-vindo entre a comunidade do iOS. 

Os alto-falantes estéreo não são novidade no Android, mas devem, enfim, chegar ao iPhone

Poucos fabricantes parecem interessados em incluir um sistema de som estéreo em seus smartphones. Claro que temos exceções como diversos modelos da linha Sony Xperia, o Nexus 6P e, mais recentemente e alguns dispositivos da ZTE. Mas, o fato é que as empresas nunca prestaram maior atenção a esse fator. 

Mas, se os dados de Ming-Chi Kuo estiverem corretos, o iPhone 7 trará um alto-falante estéreo. É difícil imaginar uma segunda saída de áudio no telefone da Apple, mas é possível que a empresa implemente uma solução similar a do HTC 10, que rompe a simetria de outros telefones estéreos, incorporando um speaker na parte superior frontal e outra na parte inferior. 

AndroidPIT HTC 10 Hands on 5065
HTC modificou o sistema BoomSound em seu último top de linha, o HTC 10 / © ANDROIDPIT

Além disso, segundo o AppleInsider, este sistema de som terá adicionado um amplificador para gerar um áudio mais alto e de melhor qualidade. Unindo isso a melhora do sim proporcionado pela tecnologia Lightning, o novo iPhone poderá ser uma interessante opção para quem busca um telefone com sistema de áudio exemplar..

Melhoras significativas no hardware ou um modelo em transição?

A última rodada de rumores é, como havíamos comentado antes, a mais confiável de todas, devido à reputação do "Garganta Profunda" Ming-Chi Kuo. No entanto, é difícil prever se este será um iPhone com mudanças significativas de hardware ou, como muitos temem, se trata apenas de um dispositivo com mudanças cosméticas, já que o crème de la crème seria reservado ao décimo aniversário do smartphone. 

Mas o fato é que, se tais rumores se confirmarem, estaremos diante do iPhone "mais Android" até agora. Afinal, câmera dupla, resistência à água e maior capacidade de armazenamento como padrão não são exatamente novidades nos aparelhos com o SO do Google. 

Será que o iPhone 7 será bom o suficiente para atrair usuários Android? Saberemos disso na tarde desta quarta-feira, 7 de setembro. 

E você considera mudar do Android para o iPhone? Não ou nem a pau?

Ir para o comentário (77)
Sergio Colado

Sergio Colado

Nascido em Valência, Espanha, Sergio se define como um grande fã de tecnologia e vídeogames. Desde o aparecimento do Android, ele encontrou no sistema operacional a melhor ferramenta para fazer o que mais gosta: passar o tempo em frente a uma tela. Entre suas paixões estão a ficção científica, o ciclismo e comer entre as refeições.

Para o perfil do autor
Gostou do artigo? Então compartilhe!
Artigos recomendados
Artigo seguinte
77 Comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • 23
    Shunsui 08/09/2016 Link para o comentário

    Não entendo, o preço do iPhone 7 e 7 Plus foi mantido nos Estados Unidos, ou seja, 649 dólares na versão 7 e 700 dólares na versão plus, ou seja, eles estão mais barato que um S7 e S7 Edge lá e também na Europa, não usemos o Brasil como referência, pois aqui não é referência alguma, ela colocou recursos no Hardware que o povo pedia, falta apenas ser Dual sim, no dia que for Dual sim, pode ter certeza que as vendas irão aumentar, sem mencionar que o processador agora é Quad Core, e muitos vão dizer, ah!, mas dois núcleos trabalha para processos pesados, e outro dois processos leves, mas todo Quad Core trabalha assim, até mesmo no mundo Android. Tem proteção total contra poeira, proteção contra água, um pouco inferior ao do S7, mas pelo o que li, não é uma diferença enorme. Volto a dizer, não analise os preços deles no Brasil, aqui tudo é caro, exemplo: Um Galaxy S7 custa um pouco mais caro que um iPhone 7 e chega aqui também custando uma fortuna, já foi a época que só a Apple praticava preços abusivos no Brasil, todas estão fazendo o mesmo com seus Top de linha, lembra do LG G5 SE?

    Eligleidson G. A.Pedro henrique Coelho


  • 3
    Marcos Schmidt 08/09/2016 Link para o comentário

    Acho o iPhone só balaca, como disse o amigo, não vale o preço, se trocaria Android por iPhone, Nem a pau.

    Eligleidson G. A.Antonio Augusto Harada


  • Eligleidson G. A. 3
    Eligleidson G. A. 08/09/2016 Link para o comentário

    A grande questão é que vc não paga por um iPhone, mas pelo NOME em se!

    Antonio Augusto Haradajerry wendel


  • 45
    Conta desativada 08/09/2016 Link para o comentário

    Atenção editores do ANDROIDpit. O site foi "Hakeado". Tem mais matéria da maçã que do Android, que é onde procuramos matérias sobre o Robozinho. Melhor revisarem a segurança do ANDROIDpit!!!

    Pedro henrique Coelhojerry wendel


  • Laércio Henrique Da Silva 23
    Laércio Henrique Da Silva 07/09/2016 Link para o comentário

    impressão minha ou a Apple está copiando o robózinho verde da Google?

    Antonio Augusto HaradaConta desativada


    • 23
      Shunsui 08/09/2016 Link para o comentário

      Robozinho vivia copiando a Apple, e isso torna o robozinho ruim?


  • 31
    Conta desativada 07/09/2016 Link para o comentário

    Perdi meu tempo e fiquei irritado lendo esse post. Caramba, por que colocaram esse título no post se não tem nada a ver?

    Conta desativada


  • 13
    Thiago da Gama 07/09/2016 Link para o comentário

    se eu ganhar na loteria eu compro produtos Apple, kkk


  • Mello Arismar 9
    Mello Arismar 07/09/2016 Link para o comentário

    Fico revoltado com mentiras ! Isso é muito sério.... O primeiro smartphone a vir sem o Jack de 3.5 mm foi o Leeco Le 2. O primeiríssimo ! Parem de divulgar inverdades !!!


  • Thialysson Carvalho 1
    Thialysson Carvalho 07/09/2016 Link para o comentário

    Infelizmente o g3 e um celular que vc não pode por em comparação, tem prazo de validade! Infelizmente o padrão Apple ainda não foi alcançado


    • 76
      Conta desativada 07/09/2016 Link para o comentário

      Como assim? Explique melhor que ficou confuso.


      • 23
        Shunsui 08/09/2016 Link para o comentário

        Padrão Apple, um aparelho da Apple recebe atualização por no máximo 5 anos, um com o Android mal mal chega a 2 anos... E um aparelho Apple quando vai vender, perde pouco, mas pouco valor.


  • 10
    Josue Damasceno 07/09/2016 Link para o comentário

    mais um produto onde vc adquire"direito de uso". Só faz o que o fabricante julgar conveniente.

    Antonio Augusto HaradaConta desativadaConta desativadaConta desativada


    • 76
      Conta desativada 07/09/2016 Link para o comentário

      Isso é o que eu sempre disse.

      Antonio Augusto HaradaConta desativada


  • 7
    Maicon 07/09/2016 Link para o comentário

    Parei de ler quando já no primeiro parágrafo o escritor solta a pérola Mountain view e Cupertinho. Affs revisar matéria pra quê?

    Eligleidson G. A.Conta desativada


  • 73
    Jairo rios 07/09/2016 Link para o comentário

    Resumindo..... Apple .mais do mesmo caro , e com baixa autonomia de bateria , possuo os 2,

    Conta desativadaConta desativada


  • Giordano Santiago 38
    Giordano Santiago 07/09/2016 Link para o comentário

    Não mexam na entrada do fone de ouvido.

    Conta desativadaConta desativada


    • 76
      Conta desativada 07/09/2016 Link para o comentário

      Já era.

      Conta desativada


  • 45
    Conta desativada 07/09/2016 Link para o comentário

    Também acho incoveniente saída de som ao lado da usb.

    Conta desativada


  • 45
    Conta desativada 07/09/2016 Link para o comentário

    Alguns fabricantes têm usado câmera dupla e nem assim conseguem destaque no quesito. Mais uma vez é Sony x Samsung.
    Além de estragar o design

Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.