NextPit

Apple é processada novamente por vendas com "obsolescência programada"

Apple é processada novamente por vendas com "obsolescência programada"

Uma nova acusação de obsolescência programada está rondando a Apple - e também está relacionada ao desempenho dos iPhones 6, 6s, 6 Plus e 6s Plus, que já constaram nos autos do processo de 2017.

Desta vez, quem acusa a fabricante estadunidense é a Altroconsumo, associação italiana voltada para direitos do consumidor. 

O que é "obsolescência programada" e por que acusam a Apple de fazer isso?

O termo "obsolescência programada" é usado quando um fabricante vende um produto que, ao longo dos anos, tem seu desempenho propositalmente prejudicado, para que o cliente compre versões mais novas da mesma marca.

A Apple vem sendo processada por isso há um bom tempo - e, em 2020, teve que pagar US$ 113 milhões após um processo, que ocorreu nos Estados Unidos. Na época, a empresa foi acusada de programar a desaceleração de smartphones antigos para induzir à venda de baterias e produtos novos.

Dois processos também já foram movidos por motivos semelhantes na Bélgica e na Espanha. Países europeus são os que mais denunciaram o caso, sobretudo após a indenização para pela empresa nos EUA. 

Alegações feitas ainda em 2017 relatam que os consumidores foram "enganados pela linha iPhone 6":

"Quando consumidores compram iPhones, eles esperam produtos duráveis e de qualidade. Infelizmente, não é o que vem acontecendo com a linha iPhone 6. Os consumidores não foram apenas enganados, tendo que enfrentar a frustração e os danos materiais, como a empresa também agiu de maneira extremamente irresponsável com a natureza ao induzir a compra de novos produtos. Esse novo processo é mais um capítulo de nossa briga contra a obsolescência programada na Europa. Nosso pedido é simples: consumidores americanos foram compensados pelos danos; consumidores europeus querem ser tratados com a mesma justiça e respeito." 

Em 2018, a Itália processou a Apple em 10 milhões de Euros por "práticas comerciais desonestas" e por implementar uma atualização que "causou sérios problemas de funcionamento e performance significantemente reduzida, acelerando a substituição do telefone." 

O que a Apple alega

De acordo com a fabricante, as alegações de obsolescência programada são "absurdas", já que o iOS 10.2.1, implementado nos iPhones da linha 6, foram desenvolvidos para fazer com que os aparelhos durassem mais. Após as declarações, a Apple implementou recursos para manutenção da bateria em suas atualizações. 

Fonte: MacRumours

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

1 comentário

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Jairo rios há 8 meses Link para o comentário

    É difícil falar algo , se for por isto os Androids são campeões em obsolescencia programada , muitos não recebem nem update dos patch de segurança , imagina de OS , né LG.