NextPit

Qualcomm anuncia o Snapdragon 888+: mais um chip top com overclock

Qualcomm anuncia o Snapdragon 888+: mais um chip top com overclock

A Qualcomm acaba de apresentar o Snapdragon 888+ na MWC Barcelona 2021. Como o Snapdragon 860 e 870, o novo SoC premium apresenta poucas novidades em relação à versão original, mas espera-se que seja mais potente.

  • A CPU principal do Snapdragon 888+ trabalha a 3 GHz;
  • Espera-se que o Snapdragon 888 Plus seja até 20% mais rápido para os cálculos de IA;
  • Acredita-se que a Honor estreará o SoC no Honor 50 Pro+.

Durante sua apresentação na MWC 2021 em Barcelona, a Qualcomm, entre outras coisas, oficializou seu processador Snapdragon 888 Plus. Em se tratando de uma versão com overclock da Snapdragon 888 original, não devemos esperar muitas novidades.

GPU Adreno 660, modem Snapdragon X60 5G com uma taxa máxima de downlink de 7,5 Gbps e o FastConnect 6900 que permite utilizar todos os mais recentes padrões Wi-Fi... a receita não mudou realmente. Ainda estamos em um processo de fabricação de 5 nm e uma estrutura octa-core construída em torno de um núcleo principal ARM Cortex-X1 que desta vez funciona a até 3GHz (ou 2,995GHz, para ser mais preciso).

A Qualcomm também menciona que seu processador de IA Hexagon 780 é agora capaz de 32 TOPS em comparação com os 26 no Snapdragon 888 base (trilhões de operações por segundo, medida que não tem nada a ver com os teraflops das GPUs).

qualcomm snapdragon 888 plus specs
Especificações do Qualcomm Snapdragon 888+ (novidades em amarelo, encontrou?) / © Qualcomm

Cuidado com a propaganda ao redor do Snapdragon 888+

O 888 Plus estará a bordo dos novos smartphones Android topo de linha a partir do segundo semestre deste ano, com as fabricantes Asus, Motorola, Vivo e Xiaomi pré-anunciadas. A Honor deve ser a primeira a inaugurá-lo com seu Honor 50 Pro+, sobre o qual não sabemos muito por enquanto, ou mesmo se ele será lançado no ocidente.

Em todo caso, o novo componente só traz melhorias discretas, portanto, não devemos ficar muito empolgados. Além da maior velocidade de processamento no núcleo principal da CPU, o que não é insignificante, não nos beneficiaremos de nenhum salto de desempenho da GPU.

O avanço em TOPS também não é muito indicativa de melhorias notáveis sobre o Snapdragon 888 original. Os TOPS são uma métrica específica de operação única e não nos dá uma ideia concreta de quão eficiente o chip é no uso cotidiano.

Especialmente porque este ganho de desempenho é apenas para a unidade de computação dedicada à IA. É possível que este aumento de 20% no desempenho seja alcançado em tarefas muito específicas, cuja recorrência e frequência não são conhecidas. E não é como se nossos apps diários exigissem grandes recursos de aprendizagem de máquina, exceto em alguns casos muito específicos.

Em todo caso, vamos esperar até termos um celular Android com este "novo" SoC e submetê-lo a vários benchmarks para ver se o Snapdragon 888+ traz desempenho suficiente para não ser mais do mesmo.

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

3 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Penskemen há 3 meses Link para o comentário

    A coisa tá ficando engraçada e ao mesmo tempo curiosa...🤔
    A Intel botou o pé no freio com sua CPU Core i7, que está parada no tempo.
    Enquanto isso Qualcomm e AMD vão para embate, e já se tem notícias do lançamento
    de Chrome book usando Snapdragon.
    Não vou me surpreender se surgirem a médio prazo notebook usando motherboard com Soc de dispositivos móveis. Atentem para a velocidade dessas CPU's e das GPU's usadas nos últimos lançamentos... Acho que isso será um caminho sem volta.


  • Jairo rios há 3 meses Link para o comentário

    Me parece ser mais do mesmo, novidade boa nos últimos tempos foi o M1 da Apple, o resto .....pfff


    • Rubens Eishima
      • Equipe
      há 3 meses Link para o comentário

      alguns processadores intermediários me chamaram mais a atenção que muitos topos de linha pra falar a verdade.
      Snapdragon 780G, por exemplo, ou até mesmo o Exynos 1080 (que não deu sinais de que vai pro Brasil tão cedo...) e o Dimensity 1200 (que pra mim é rival pro 780G e flagships antigos e relançados)

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.