Review do Samsung Galaxy S20 FE 5G: o 'flagship-killer' com toque coreano

Review do Samsung Galaxy S20 FE 5G: o 'flagship-killer' com toque coreano

O Samsung Galaxy S20 FE foi lançado como uma espécie de turnê de despedida da linha Galaxy S20, substituindo o sufixo "Lite" da geração anterior. O modelo faz alguns sacrifícios em relação ao variante original, supostamente para ficar mais acessível aos "fãs". Testamos o modelo 5G equipado com o SoC Snapdragon 865 para entender o que isso significa e mostramos neste review se o Galaxy S20 FE ainda é uma boa opção de compra em 2021.

Avaliação

Prós

  • Tela AMOLED de 120 Hz
  • Snapdragon 865 ainda é rápido em 2021
  • Boa autonomia de bateria
  • Acabamento de plástico de boa qualidade
  • Certificação IP68
  • Zoom óptico de 3x

Contras

  • Carregamento não tão rápido
  • Sem entrada para fone de ouvido
  • Zoom de 30x não passa de marketing

Samsung Galaxy S20 FE: direto ao ponto

No final de 2020, a Samsung ressuscitou o sufixo FE — de "Fan Edition" —, inaugurado pelas versões recondicionadas do explosivo Galaxy Note 7 com uma nova bateria. Mas ao invés de reciclar um modelo com problemas de projeto, o Galaxy S20 FE reúne, nas palavras da Samsung, os melhores recursos da linha S20, com um preço mais acessível.

O S20 FE mantém características como a tela AMOLED de 120 Hz, leitor de digital sob a tela, conjunto de câmera tripla, resistência à água e poeira, carregamento sem fio e recarga reversa.

Por outro lado, abre mão do acabamento em vidro na traseira para usar plástico, reduziu a resolução da tela de 1440p para 1080p, oferece versões com 6 GB de RAM (dependendo da região), e traz uma câmera teleobjetiva com resolução e sensor menores, mas que compensa isso com um zoom óptico de 3x.

O Galaxy S20 FE é um exercício de equilíbrio da Samsung, que adotou uma estratégia diferente de versões em relação à linha Galaxy S tradicional. Ao invés de oferecer uma versão com o processador Snapdragon na China e EUA, deixando o SoC Exynos para o modelo global, o S20 FE 5G é equipado com o Snapdragon 865 em todos os países onde é vendido.

Já o modelo S20 FE (4G/LTE) foi lançado com o processador Exynos 990 — o mesmo do Galaxy S20 global — em 2020, com o código de produto SM-G780F. Mas ao longo de 2021 recebeu uma revisão equipada com o Snapdragon 865 em alguns países, em que é identificado pelo código SM-G780G, que deve oferecer um desempenho menos susceptível às limitações térmicas e ainda uma melhor autonomia de bateria.

Polêmicas de especificações à parte, o maior argumento de venda destacado pela Samsung para o S20 FE 5G é seu preço, lançado na Europa por 750 euros, contra mil euros do Galaxy S20 5G em seu lançamento. Em 2021, o modelo pode ser encontrado por cerca de 550 euros no velho continente, enquanto segue sem previsão de lançamento no Brasil.

Design e tela: receita já conhecida

O lançamento da linha Galaxy S21 neste ano  teve no design um dos pontos mais destacados em nossos reviews. Lançado alguns meses antes, o Galaxy S20 FE herdou o visual da família S20, lançada no começo de 2020, por isso a "edição para fãs" traz um estilo já conhecido, mas que ficou datado em 2021.

Gostei:

  • Tela AMOLED de 120 Hz;
  • Acabamento plástico não dá uma aparência "barata";
  • Boa pegada;
  • Certificação IP68.

Não gostei:

  • Traseira parece oca em algumas partes;
  • Módulo de câmera bem ressaltado.
NextPit Samsung S20 FE 5G front camera
Tela AMOLED traz resolução Full HD+ e taxa de atualização de 120 Hz / © NextPit

O aparelho tem um visual mais discreto do que o normal da linha S, fugindo da receita com traseira de vidro e tela curva popularizada entre os flagships da Samsung. O Galaxy S20 FE tem um acabamento plástico, mas de boa qualidade, que dá mais firmeza para segurar o aparelho, mas ainda é susceptível a marcas dos dedos.

O Galaxy S20 FE é equipado com uma tela AMOLED de 6,5 polegadas que não se estende até as laterais do aparelho, o que lhe confere medidas mais próximas do S20+ do que do S20 regular. Da mesma forma, o peso, de 190 gramas está mais próximo dos 186 g do S20+ do que dos 163 gramas do Galaxy S20 básico.

A redução da resolução — que nos Galaxy S20/S20+ é de 1440x3200 pixels — para FullHD+ permitiu o uso da taxa de atualização de 120 Hz por padrão, enquanto a resolução nativa dos modelos originais reduzia a taxa para 60 Hz. 

TL;DR: o visual do Galaxy S20 FE pode não ser mais atual, mesmo assim o design sóbrio e discreto me pareceu bem apropriado para o aparelho. Já a tela fez os sacrifícios certos, priorizando a taxa de atualização mais suave ao invés da resolução.

Desempenho estável graças ao Snapdragon 865

O Galaxy S20 FE 5G é equipado com o SoC Snapdragon 865, assim como a nova revisão SM-G780G do modelo 4G, se diferenciando basicamente pela inclusão do modem 5G Snapdragon X55. O aparelho foi testado na configuração básica, equipada com 6 GB de memória e 128 GB de armazenamento interno.

Gostei:

  • Bom desempenho em apps e jogos;
  • Funcionamento estável mesmo em games;
  • Armazenamento mais veloz que o modelo Exynos.

Não gostei:

  • -
NextPit Samsung S20 FE 5G side
Galaxy S20 FE não apresentou superaquecimento ou quedas notáveis de desempenho / © NextPit

Lembrando que o modelo foi lançado em 2020, não podemos esperar um desempenho à altura dos celulares equipados com os SoCs Snapdragon 888 ou Exynos 2100. Mesmo assim, o Snapdragon 865 ainda é um processador bastante competente em 2021, não à toa foi relançado com o nome de 870.

O lançamento do Galaxy S20 FE 5G quebrou a tradição dos modelos Galaxy S equipados apenas com processadores Exynos na Europa, mostrando as vantagens de desempenho em jogos e consumo de energia em relação ao modelo 4G equipado com o chip Exynos 990.

Galaxy S20 FE: benchmarks

  Galaxy S20 FE 5G
(Snapdragon 865)
Galaxy S20 FE 4G
(Exynos 990)
Vivo X60 Pro
(Snapdragon 870)
Realme GT
(Snapdragon 888)
3DMark Wild Life 3.927 4.171 4.244 5.947
3DMark Wild Life Stress Test 3.513 ~ 3.932 1.779 ~ 4.160 4.244 5.949
Geekbench (single / multi) 901 / 3.222 887 / 2.594 1.031 / 3.449 1.116 / 3.480
PassMark RAM 25.907 24.024 24.660 25.709
PassMark Armazenamento 60.208 58.174 94.681 107.337

Mesmo ficando para trás dos novos SoCs de 2021 em jogos, o Snapdragon 865 ainda é mais do que capaz em tarefas diárias, como mostra a pontuação multi-core do GeekBench e PassMark RAM. E mesmo no caso dos jogos, o Galaxy S20 FE 5G se mostrou bastante estável, sem grandes variações no teste de estresse do 3DMark Wild Life, que simula uma longa sessão de games no celular.

Diferentemente do modelo Exynos, além de alguns celulares equipados com o Snapdragon 888 em 2021, o Snapdragon 865 mostrou um desempenho consistente não só em testes sintéticos como também em games reais, caso dos títulos Call of Duty Mobile, Free Fire e Real Racing 3, todos com configurações gráficas próximas do máximo e sem perda perceptível de quadros.

TL;DR: o Galaxy S20 FE 5G foi lançado com o melhor processador para Android da época, e que continua atual em 2021, com Bluetooth 5.0, Wi-Fi 6 e claro, o 5G. O desempenho em tarefas diárias não deve ficar devendo em nada em relação aos modelos deste ano, exceto alguns jogos mais pesados rodando em celulares gamer.

Câmera versátil

O Galaxy S20 FE traz um conjunto fotográfico triplo semelhante ao usado no Galaxy S20, mas com uma mudança importante na câmera teleobjetiva: a resolução agora é de 8 megapixels (contra 64 MP), por outro lado, o zoom óptico de 1,1x dá lugar para uma ampliação de 3x.

Gostei:

  • Fotos boas da câmera principal;
  • Zoom óptico de 3x;
  • App de câmera oferece uma boa organização padrão.

Não gostei:

  • Processamento de imagem inconsistente entre os diferentes sensores;
  • Relevo do módulo de câmera possui um desnível considerável para a traseira; 
  • "Zoom espacial" só serve para inflar a ficha técnica.
NextPit Samsung S20 FE 5G camera
Conjunto triplo segue uma fórmula parecida com a dos modelos S20 e S21 / © NextPit

A câmera principal usa um sensor de 12 megapixels, com especificações semelhantes às do componente no Galaxy S20 regular, com pixels de 1,8 μm e abertura F1,8. A receita é a mesma adotada também no Galaxy S21, incluindo o foco automático com detecção de fase (PDAF) e estabilização óptica de imagem (OIS).

À luz do dia, as fotos da lente grande-angular principal seguem a fórmula esperada da Samsung, com cores saturadas, especialmente com os modos IA e HDR ativados.

Câmera principal de 12 MP/ ultrawide de 12 MP

ALT-Tag Photo 1Lente principal x1 ALT-Tag Photo 2Lente ultrawide x0,5

A imagem da câmera ultrawide, por sua vez, mostra cores bastante diferentes da lente grande-angular, com uma aparência desbotada. Mais grave que isso, porém, é o "borrão" nas bordas, enquanto o centro da composição está nítida, algo que se repete em algumas fotos. É possível notar ainda uma leve aberração cromática, também nos cantos da imagem.

Câmera ultrawide/ principal (1x e 2x)/ teleobjetiva 

ALT-Tag Photo 1Ultrawide x0,5 ALT-Tag Photo 2Principal 1x ALT-Tag Photo 1Principal 2x ALT-Tag Photo 2Teleobjetiva 3x

Nesta outra cena, as folhas da árvore mostram novamente um borrão na lente ultrawide, que trata as cores de maneira diferente da câmera principal. A ampliação digital de 2x ainda oferece uma boa foto, mas a câmera teleobjetiva mostra as vantagens de um zoom óptico de 3x, com mais detalhes. 

Câmera ultrawide/ principal (1x e 2x)/ teleobjetiva 

ALT-Tag Photo 1Ultrawide x0,5 ALT-Tag Photo 2Principal 1x ALT-Tag Photo 1Principal 2x ALT-Tag Photo 2Teleobjetiva 3x

Para não deixar de fora o divulgado "zoom espacial 30x" destacado no material de divulgação do Galaxy S20 FE, incluo duas fotos usando a ampliação. Como já era de se esperar, a opção serve mais para rechear a ficha técnica, sem oferecer fotos realmente úteis:

Zoom espacial 30x

ALT-Tag Photo 1Space zoom 30x ALT-Tag Photo 2Space zoom 30x

Modo noturno

ALT-Tag Photo 1Principal ALT-Tag Photo 2Ultrawide ALT-Tag Photo 3Ultrawide modo noturno

À noite, o Galaxy S20 FE não está à altura de modelos como os da linha Pixel, mas oferece fotos decentes, sem exagerar no processamento para parecer dia ou fazer com que as fontes de luz ofusquem a cena.

O modo noturno está disponível também na câmera ultra-angular, mas nela o processamento tem um efeito curioso, ao ser ativado, parece que o app da câmera deixa de aplicar a compensação de distorção da lente, resultando em objetos distorcidos nos cantos, além do problema da perda de nitidez percebida durante o dia.

Modo noturno

ALT-Tag Photo 1Principal ALT-Tag Photo 2Principal modo noturno ALT-Tag Photo 1Ultrawide ALT-Tag Photo 2Ultrawide modo noturno

Nesta cena, o modo noturno melhorou o nível de detalhes da imagem, mas alterou a temperatura das cores na câmera principal. Já com a câmera ultrawide, o resultado parece mais um ajuste de brilho, com perda de detalhes na vitrine da loja à direita, além dos problemas de distorção citados anteriormente.

Selfies

ALT-Tag Photo 1Selfie ALT-Tag Photo 2Selfie com modo retrato

Já as selfies oferecem uma reprodução de cor natural, sem a saturação da câmera principal, ou ainda o excesso de processamento encontrado em outros aparelhos. Já o modo retrato consegue fazer uma boa separação de planos para a aplicação de desfoque, mas foi um pouco agressivo no efeito em parte da alça da máscara e algumas partes do cabelo.

TL;DR: as fotos da câmera do Galaxy S20 FE podem não estar entre as melhores do mercado, mas ainda assim oferecem boas imagens para compartilhamento em apps e redes sociais e até algumas impressões/ampliações. O zoom óptico de 3x oferece alguma variedade de opções, ainda que conte com uma resolução baixa. Apesar da Samsung insistir no chamado "zoom espacial", pelo menos ela deve ser elogiada por não ceder à corrida dos números em resolução e quantidade de câmeras.

Bateria: autonomia excelente, carregamento lento

O Galaxy S20 FE 5G é equipado com uma bateria de 4.500 mAh, com suporte a recarga a 25 watts com fio, 15 W de carregamento sem fio e recarga reversa de 4,5 watts. A embalagem do modelo de avaliação inclui um carregador com fio, porém com potência de 15 W.

Gostei:

  • Ótima autonomia da bateria;
  • Carregamento sem fio;
  • Recarga reversa.

Não gostei:

  • Carregamento não tão rápido.
NextPit Samsung S20 FE 5G usb
S20 FE é compatível com recarga de 25 W, mas inclui um adaptador de 15 W na embalagem / © NextPit

A autonomia de uso em condições normais — algumas fotos, redes sociais, sessões curtas de jogos, mensagens de texto e mapas — rendeu mais de 2 dias, com cerca de 20% de carga restante ao final do segundo dia. Vale destacar que o teste foi feito com um plano de dados apenas 4G, e que o uso do 5G pode impactar no consumo de energia.

Na hora da recarga, o Galaxy S20 FE ainda inclui um carregador de bateria na embalagem, mas que não aproveita toda a potência com a qual o celular é compatível. Na prática, recargas completas duraram cerca de 1h30min, o que é um tempo aceitável.

5 minutos de carregamento atingiam 6 a 7% de capacidade, enquanto 20 minutos foram suficientes para 25% de carga da bateria. Já uma hora na tomada renderam entre 65% e 75% de capacidade.

tl;dr: o carregador e o tempo de recarga do Galaxy S20 FE ficam para trás dos celulares chineses e suas potências de carregamento cada vez maiores. A Samsung traz como trunfos, por outro lado, a opção de carregamento sem fio e também a prática recarga reversa, que pode ajudar com fones de ouvido, smartwatches e até outros smartphones.

Ficha técnica e outras informações

Listo abaixo outros pontos que podem interessar à comunidade NextPit, mas não valem parágrafos adicionais:

  • O Galaxy S20 FE inclui NFC e é compatível com sistemas de pagamento por aproximação;
  • Após a redefinição do aparelho atualizado, o sistema indicava 24,8 GB de espaço ocupado;
  • A embalagem do aparelho testado incluía o carregador de 15 W, cabo de recarga e ferramenta de abertura da bandeja SIM;
  • A versão de software durante o teste foi a RP1A.200720.012.G781BXXU3CUE3 (junho de 2021).

Ficha-técnica

  Samsung Galaxy S20 FE 5G
Processador Qualcomm Snapdragon 865
Memória 6/8 GB RAM
128/256 GB
Armazenamento expansível com microSD
Tela 6,5 polegadas, AMOLED
1080 x 2400 pixels (FullHD+)
120 Hz
Câmara Grande angular: 12 MP, sensor 1/1,76'', 1,8 μm, F1.8, OIS
Ultra angular: 12 MP, sensor 1/3'', 1,12 μm, F2.2, FOV 123º
Teleobjetiva: 8 MP, sensor 1/4,5'', 1,0 μm, F2.4, zoom digital 3x
Selfie: 32 MP, F2.2
Bateria 4.500 mAh
Carregamento com fio a até 25 watts
Carregamento sem fio a até 15 watts
Recarga reversa de 4,5 watts
Inclui carregador de 15 W na embalagem
Sistema operacional Android 10
Atualizável para Android 11 com OneUI 3.1
Conectividade Wi-Fi 6 / Bluetooth 5.0 / NFC / 4G / 5G
Dimensões 159,8 x 74,5 x 8,4 mm
Peso 190 gramas
Características especiais Sensor de impressão digital sob a tela
Certificação IP68
Cores Cloud Navy, Cloud Lavender, Cloud Mint, Cloud Red, Cloud Orange, Cloud White
(azul, rosa, verde, vermelho, laranja, branco, disponibilidade depende do mercado)
Preço cerca de 550 €
não disponível no Brasil

Conclusão: ainda uma boa opção no mercado

O Samsung Galaxy S20 FE 5G ainda é um celular competitivo, que vale a pena considerar em 2021. Apesar de modelos mais modernos e mais rápidos lançados neste ano, o smartphone "para os fãs" ainda é interessante, dependendo do seu orçamento e de quanto tempo pretende ficar com o aparelho.

O desempenho e a autonomia da bateria são os principais destaques do modelo, que com os modos de economia de energia — por exemplo reduzindo a resolução da tela e a taxa de atualização — pode oferecer 3 dias de uso longe da tomada, dependendo do padrão de uso.

NextPit Samsung S20 FE 5G screen
CAPTION – REPLACE ME! / © NextPit

Na Europa, alguns modelos lançados em 2021, caso do Xiaomi Poco F3, oferecem uma relação custo-desempenho melhor que o Galaxy S20 FE 5G, o que custou meia estrela na avaliação do modelo sul-coreano.

No Brasil, por outro lado, o mesmo Poco F3 custa mais do que o dobro do que a versão 4G do Galaxy S20 FE que, por causa da política agressiva de preços da Samsung no país, ocupa a mesma faixa de preços de modelos como o Galaxy A72 e Redmi Note 10. Em uma avaliação do modelo 4G tendo em vista o mercado brasileiro, o Galaxy S20 FE mereceria 4,5 estrelas, com opções competitivas em termos de custo-desempenho apenas por importação ou sem nota fiscal.

Pesa a favor da linha Galaxy S20 FE a política de atualizações da Samsung, com quatro anos de correções de segurança prometidas para os modelos, além de três novas versões do sistema Android, ou seja, até o Android 13, esperado para o final de 2022.

Neste ponto, até mesmo a inclusão de um carregador de baixa potência parece uma coincidência bem-vinda, já que os minutos a mais gastos recarregando a bateria podem permitir que o componente continue usável por mais tempo.

No final das contas, o Galaxy S20 FE fez os sacrifícios certos para atingir uma faixa de preço mais acessível, abrindo mão de recursos não tão cruciais e trazendo uma boa combinação de desempenho, experiência de uso e longevidade. O modelo ainda é uma interessante opção de compra em 2021, especialmente caso o encontre em promoção. Olhando em retrospecto, não é de se estranhar que a Samsung repetiu boa parte da fórmula no Galaxy S21 e S21+.

ÚLTIMOS ARTIGOS

Sem comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.