NextPit

Bendgate 2.0? Telas do Samsung Galaxy Fold estão falhando após um dia de uso

Captura de Tela 2019 02 20 as 16.14.22
© Samsung

As imprensões iniciais da imprensa sobre o Galaxy Fold pareciam bastante positivas, mas subitamente as coisas ficaram um pouco mais complicadas para a Samsung. Vários jornalistas tiveram sérios problemas com a tela do aparelho, alguns após apenas um dia de uso. Algo preocupante, especialmente para quem tem más lembranças do Galaxy Note 7.

NextPit Logo white on transparent Background
NEXTPITTV

Dobrou, quebrou?

Vários jornalistas norte-americanos relataram sérios problemas com a tela depois de apenas um ou dois dias com o smartphone. Vários problemas foram relatados emtre eles telas “quebradas” (que funcionam apenas parcialmente), cintilação (telas “piscando” freneticamente), e até a morte completa do aparelho. Entre as "vítimas" estão vários grandes nomes da tecnologia, como Dieter Bohn, do The Verge, o YouTuber Marques Brownlee, do canal MKBHD e Marc Gurman, jornalista da Bloomberg.

"Depois de apenas dois dias, a tela do Galaxy Fold que recebi para testes está completamente arruinada e inutilizável", diz Mark Gunman. Costuma-se dizer que uma imagem vale mais do que mil palavras, então deixo várias abaixo para que você tenha uma noção da extensão do problema.

O que está acontecendo com a tela?

Enquanto em alguns casos a origem do problema permanece incerta, em outros a causa é uma camada protetora sobre a tela usada pela Samsung. Alguns jornalistas a removeram, acreditando que era um filme plástico usado para proteger a tela durante o transporte, e com isso ela deixa de funcionar.

De acordo com um gerente da operadora T-Mobile, a Samsung incluiu uma mensagem de na embalagem do produto avisando que o “filme” não deve ser removido, mas parece que ela não estava presente nos aparelhos entregues aos jornalistas. Um erro infeliz.

Samsung responde, vai manter a data de lançamento

A Samsung rapidamente se posicionou sobre esses casos, assegurando seus usuários da qualidade de seu produto e confirma sua disposição em verificar todos os relatos. No entanto, no momento a fabricante descartou qualquer possibilidade de adiar o início das vendas do Galaxy Fold.

Um pequeno número das primeiras unidades de produção do Galaxy Fold foi fornecido à mídia para testes. Recebemos alguns relatos de problemas na tela principal nos aparelhos fornecidos. Vamos inspecionar minuciosamente estas unidades para determinar a causa do problema".

Separadamente, alguns jornalistas relataram ter removido a camada superior da tela, o que a danificou. A tela principal do Galaxy Fold possui uma camada protetora exterior, que faz parte da estrutura da tela e foi projetada para protegê-la de arranhões não intencionais. Remover a camada protetora ou adicionar adesivos à tela principal pode causar danos. Iremos nos certificar de que estas informações sejam claramente comunicadas aos nossos clientes.

A Samsung passou quase oito anos desenvolvendo seu smartphone, e ele é parte crucial na estratégia da marca para impulsionar seu crescimento.

Um novo fiasco?

Será que estamos testemunhando um novo escândalo da Samsung? Ainda é cedo para dizer, mas a experiência com o Galaxy Note 7 nos ensinou que estes problemas de confiabilidade nunca devem ser subestimados, especialmente quando ocorrem antes mesmo do produto ser comercializado.

O lançamento do Galaxy Fold, que custará cerca de US$ 2.000 nos EUA, será, portanto, acompanhado de perto pela mídia, e a Samsung terá que ser particularmente rápida para lidar com quaisquer problemas. Enquanto isso, a Bolsa de Valores de Seul já parece preocupada, pois o preço das ações do grupo caiu 2,6% na tarde de quinta-feira.

Como você se sente sobre os problemas de tela do Galaxy Fold?
 

Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

  • Ricardo 18/04/2019

    Vamos ver se eu entendi. O produto vem com uma película protetora que PODE (MAS NÃO DEVE) ser arrancada, é isso mesmo? Ora... o nome disso é acabamento improvisado. A Samsung criou um produto que precisa de jeitinho certo (que nem especialistas em tecnologia conseguiram perceber) pra ser usado sem danificá-lo, custando 2.000 dólares? E existem fãs da marca por aqui ainda tentando passar um pano no problema? SE NÃO PODE TIRAR A TAL PELÍCULA, ENTÃO NÃO DEVERIA SER POSSÍVEL REMOVÊ-LA. Apenas para concluir: mesmo usando do jeito certo ele ainda apresentou defeitos. É muito pior que o incidente com o Galaxy Note isso aí.

  • Rafael Rigues 18/04/2019

    Phelipe, discordo. Por mais "experimental" que o produto possa ser, se está à venda um mínimo de durabilidade é esperado. Considerando que poucas unidades foram enviadas aos jornalistas, os relatos são preocupantes.

  • Rodrigo Dias 18/04/2019

    "Nosso dispositivo pode ser dobrado mais de 200 mil vezes"

    Estragou no primeiro dia de uso.

  • Rafael Rigues 18/04/2019

    Jorge, nem todos removeram a camada. O Dieter Bohn e o Mark Gurman, por exemplo, tiveram problemas "do nada", sem mexer em nada na tela.

21 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Anakin Sem Fio 21/04/2019 Link para o comentário

    E eu achando que o Mate X teria problemas de construção..
    A Samsung errou na estratégia da pequena tela frontal do Fold.. Olhando nem parece que estamos em 2019.
    Vou aguardar o Fold 2 e a entrada de outros fabricantes no mercado dos dobráveis.


  • Ricardo 20/04/2019 Link para o comentário

    A Samsung decidiu resolver assim o problema: as telas que se desgastarem em uso normal (dobrando e desdobrando) serão trocadas gratuitamente! Ou seja, antes do lançamento, o RECALL já foi autorizado. Me digam se faz sentido algo assim!?! Eu me recuso a acreditar que a Samsung não percebeu o problema antes. A coisa do Galaxy Note 7, tudo bem. Acho que não dava pra prever. Mas... agora, nem se trata de prever: a Samsung sabe que o produto tem problemas. Era presumível que a tela seria a parte mais sensível dessa aventura inovadora. Testes de stress em uma tela dobrável é algo em que qualquer pessoa razoável (mesmo sem formação técnica) pensaria, certo?

    Esse incidente é MUITO mais grave que o BENDGATE porque o problema foi notado publicamente e praticamente CONFIRMADO pela Samsung ANTES do lançamento do produto (por isso a promessa de troca das telas defeituosas). A Samsung (assim como fez a Apple) está assumindo o risco de prejudicar de forma consciente seus consumidores. E isso é gravíssimo. É inexplicável aceitar o risco de uma tragédia anunciada como essa. Tal postura da Samsung NÃO é só ilegal... é também imoral.


  • Giordano Santiago 19/04/2019 Link para o comentário

    Não estou nem um pouco surpreso.
    Nao pela marca, mas pq eu acho que tela já é sensível demais sem ser dobrável. Não tinha como dar certo. Fora que eu acho MUITO inútil num celular, que tem a premissa de ser algo portátil. Pode dar certo no futuro? Pode.
    Mas eu não creio.


  • Juliano Olivetti 19/04/2019 Link para o comentário

    Desde as primeiras imagens e vídeos já dava para perceber que a construção ainda é um pouco rústica, ainda não me parece um produto maduro suficiente para disponibilização de venda aos consumidores.


  • José Luís Silva Martiniano 19/04/2019 Link para o comentário

    Essa tecnologia ainda está engatinhando, esse detalhe fatalmente ocorreria, seria questão de tempo.


  • CAV 18/04/2019 Link para o comentário

    A LG, ao menos, reconheceu que era cedo para lançar o V50 ThinQ.
    https://social.lge.co.kr/newsroom/lg_v50_thinq_0416/
    A Samsung, infelizmente, não pensa da mesma forma quanto ao Galaxy Fold.
    E vai ter problemas, se continuar assim.


  • Bruno Rolak 18/04/2019 Link para o comentário

    Custo benefício zero... Ok a premissa é interessante mas a tecnologia não está totalmente desenvolvida e como consequência aparelhos nada animadores e a Samsung ainda está disposta a trocar de grátis aparelhos quebrados... Meu... Isso desanima, sabe já é uma dor de cabeça passar arquivos de um lugar para outro ou mesmo transferir dados na troca de aparelhos a cada 2 ou 3 anos, imagina um negócio que pode ir semana sim ou semana não para a assistência? E pior voltar sem seus dados por que foi trocado? A premissa é legal mas largar na frente com um motor que explode na 3 terceira marcha era melhor ter esperado e desenvolvido melhor o produto...


  • Marcos Champloni 18/04/2019 Link para o comentário

    Além de tudo isso, ainda penso que não vale a pena abrir mão de tudo conquistado em relação à praticidade só pra dobrar a tela do celular.


    • Anakin Sem Fio 21/04/2019 Link para o comentário

      Discordo.. Alguém tem que dar o ponta pé inicial caso contrário nem os smartphones teriamos hoje...
      O mesmo é válido para os carros 100% elétricos.


  • Ricardo 18/04/2019 Link para o comentário

    Vamos ver se eu entendi. O produto vem com uma película protetora que PODE (MAS NÃO DEVE) ser arrancada, é isso mesmo? Ora... o nome disso é acabamento improvisado. A Samsung criou um produto que precisa de jeitinho certo (que nem especialistas em tecnologia conseguiram perceber) pra ser usado sem danificá-lo, custando 2.000 dólares? E existem fãs da marca por aqui ainda tentando passar um pano no problema? SE NÃO PODE TIRAR A TAL PELÍCULA, ENTÃO NÃO DEVERIA SER POSSÍVEL REMOVÊ-LA. Apenas para concluir: mesmo usando do jeito certo ele ainda apresentou defeitos. É muito pior que o incidente com o Galaxy Note isso aí.


  • Victor T 18/04/2019 Link para o comentário

    e la vamos nós...


  • Jorge 18/04/2019 Link para o comentário

    Pelo que pude ver nos tweets, aqueles afetados foram os que removeram a camada protetora da tela QUE NÃO DEVERIA REMOVER. Então não é um defeito de fábrica.


  • Alcides 18/04/2019 Link para o comentário

    Isso acontece quando a empresa tem pressa de lançar um produto na frente de todas, não se preocupando se o produto está testado. Típico


    • Rafael Rigues 18/04/2019 Link para o comentário

      Alcides, a Samsung diz que levou 8 anos para desenvolver a tecnologia do Galaxy Fold, e tenho certeza de que neste período fez inúmeros testes. Mas é como diz o velho ditado: "nenhum plano, por melhor que seja, sobrevive ao primeiro contato com a realidade."


  • Rodrigo Dias 18/04/2019 Link para o comentário

    "Nosso dispositivo pode ser dobrado mais de 200 mil vezes"

    Estragou no primeiro dia de uso.


  • Phelipe B. 18/04/2019 Link para o comentário

    É o esperado por um produto que é quase um protótipo. Creio que com o tempo, os próximos lotes sairão com essas falhas resolvidas.

Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.