Review do Vivo X60 Pro 5G: muito mais que uma câmera estável

Review do Vivo X60 Pro 5G: muito mais que uma câmera estável

A chinesa Vivo trouxe os profissionais da Zeiss a bordo para o desenvolvimento de sua câmera gimbal. Além da melhor estabilização, a abertura da câmera principal foi aumentada para f/1,48. Leia nossa avaliação para saber se a nova câmera é convincente e como se saem os outros recursos do flagship chinês!

Avaliação

Prós

  • Fino e simples
  • Linda tela AMOLED com 120 hertz
  • Fascinante modo noturno
  • Câmera Gimbal
  • Quase nenhuma limitação térmica da CPU

Contras

  • App de câmera com algumas peculiaridades
  • Menos poderoso que outros flagships
  • Alto-falante fraco
  • Sem carregamento sem fio
  • Certificação apenas IP54

Vivo X60 Pro: direto ao ponto

O Vivo X60 Pro 5G se posiciona na classe superior de celulares com um preço elevado no exterior equivalente a R$ 4.900 (799 euros). Portanto, tenho que compará-lo contra colegas como o Xiaomi Mi 11 ou o Samsung Galaxy S21+, que se saíram muito bem em seus respectivos testes no NextPit. O X60 Pro 5G fez bonito no teste, mas não conseguiu acompanhá-los.

Isto porque o SoC utilizado é mais fraco no desempenho e há sempre características em que o X60 Pro 5G fica para trás. Carregar a 33 watts não chega a ser ruim, mas o Xiaomi Mi 11, por exemplo, faz muito melhor. Acima de tudo, são coisas como os inúmeros erros de imagem ao tirar fotos e o pobre alto-falante mono que tiram a impressão de que você está usando um verdadeiro flagship.

A câmera gimbal, juntamente com a ampla abertura de f/1,48, é uma demonstração de força louvável, especialmente à noite. Mas com que frequência você grava vídeos de ação com seu celular e quando você precisa ver a cor dos gramados verdes em meio à escuridão total?

Design e tela: boa pegada e display

O Vivo X60 Pro 5G tem uma tela de 6,56 polegadas em uma proporção estreita de 22:10. Como resultado, o celular mede 158,6 x 73,2 x 7,6 milímetros e é bastante leve com 179 gramas. O display AMOLED oferece uma taxa de atualização de 120 hertz e é certificado para HDR10+. A tela incorpora ainda um sensor de impressão digital.

Gostei:

  • Painel AMOLED muito bonito;
  • Manuseio prático apesar da tela de 6,56 polegadas;
  • Construção de alta qualidade;
  • Acabamento do botão de energia;
  • Belo motor de vibração.

Não gostei:

  • Ajuste da taxa de atualização muito agressiva;
  • Baixa certificação IP;
  • Inclina muito sem capa;
  • Posicionamento e som do alto-falante mono.

À primeira vista, o Vivo X60 Pro se parece muito com seu predecessor, o Vivo X51. Isto porque ainda é um smartphone elegante com uma construção estreita. As 6,56 polegadas em um formato aproximado de 22:10 garantem que você possa segurar bem o celular na mão com cantos arredondados na tela.

A escolha de materiais da Vivo é de alta qualidade como um todo. O vidro Gorilla Glass 5 à prova de estilhaços é usado para a tela, e o verso é fabricado com um elemento de vidro fosco que dificilmente atrai impressões digitais. Uma agradável surpresa espera por você no botão de ligar: ele não só tem um bom ponto de pressão, mas também um relevo bastante sexy que atrai magicamente seu dedo.

NextPit Vivo X60 Pro 5G side
O botão de energia abaixo do controle de volume / © NextPit

Quando se trata da tela, a Vivo conta com um painel AMOLED muito brilhante com uma taxa de atualização de 120 hertz. Como na maioria dos flagships em 2021, a taxa é adaptável, portanto é reduzida dependendo de quando não é necessária. Infelizmente, isto é feito de forma exageradamente agressiva, como descobri depois de ligar o FPS nas opções do desenvolvedor.

Ao rolar telas ou navegar pela web, o celular regula os quadros por segundo em 60 hz. Como resultado, os movimentos na tela não parecem tão suaves como se espera de um painel de 120 hertz. O display também se destaca por um notch bastante pequeno, a Vivo afirma que seu diâmetro tem 3,96 milímetros.

NextPit Vivo X60 Pro 5G front camera
X60 Pro conta com uma tela curva / © NextPit

Mesmo que eu pessoalmente não seja um fã de telas curvas e também prefira formatos de exibição mais amplos, você obtém uma exibição muito boa no Vivo X60 Pro 5G. Especialmente em comparação com meu antigo Pixel 3 XL, notei no teste o quão bem as telas atuais podem ser lidas sob o sol escaldante. Pessoalmente, também sou fã de altas taxas de atualização e afirmo ser capaz de notar uma diferença real entre 60 hertz e 120 hertz.

Além da certificação HDR-10+ para a tela, a Vivo também lista uma certificação de áudio em sua página inicial. Infelizmente, o alto-falante mono no Vivo X60 Pro mostra como os fabricantes podem provavelmente obter estes certificados facilmente. O único alto-falante na parte inferior não só está mal posicionado, como também soa miserável.

NextPit Vivo X60 Pro 5G usb
Infelizmente, há apenas um alto-falante mono / © NextPit

Para mim, isso traria um gosto muito amargo ao comprar um celular nessa faixa de preço. Mas, em troca, pelo menos eles não falharam no motor de vibração, que funciona bem, nítido e preciso.

tl;dr: O Vivo X60 Pro 5G tem uma excelente qualidade de construção e um display realmente agradável. Como muitos topos de linha, o painel AMOLED brilha a 120 hertz e uma alta resolução de 1.080 x 2.376 pixels. Somente a baixa certificação IP (IP54) e o pobre alto-falante mono são indignos de um carro-chefe.

Desempenho e tecnologia: muita potência sem esquentar

O Vivo X60 Pro é equipado por um Snapdragon 870 com 12 gigabytes de RAM e 256 gigabytes de armazenamento rápido UFS 3.1. Se você esgotar os 12 gigabytes de RAM, a Vivo expande a RAM virtualmente para 15 gigabytes. Você terá que sobreviver sem Wi-Fi 6, mas recebe em troca 5G, Bluetooth 5.2 e NFC. A memória não é expansível.

Gostei:

  • Muita potência sem os problemas de calor do Snapdragon 888;
  • Padrões modernos de memória.

Não gostei:

  • Sem Wi-Fi 6;
  • Memória não expansível.

Quando a Vivo anunciou o X60 Pro algumas semanas antes desta avaliação, eu achei uma decisão bastante interessante. Isso porque, ao contrário da Xiaomi, Samsung e Asus, a fabricante optou por não integrar o Snapdragon 888, o atual processador superior da Qualcomm. O SoC de topo traz muito desempenho em suas bandeiras, mas tem muitos problemas com superaquecimento e estrangulamento térmico.

Antoine notou isso pela primeira vez no Xiaomi Mi 11, e a suspeita foi confirmada no Xiaomi Mi 11 Ultra, assim como no Asus Zenfone 8. A fim de não danificar nenhum componente, os telefones têm que acelerar o desempenho do SoC. Então eu estava curioso para ver como o Snapdragon 870 de baixa potência se comportaria no Vivo X60 Pro 5G.

Vivo X60 Pro

Benchmarks gráficos
Benchmarks Vivo X60 Pro 5G Asus Zenfone 8 Xiaomi Mi 11 Ultra OnePlus 9 Pro Samsung Galaxy S21 Ultra
3DMark Wild Life 4.244 5.753 5.621 5.670 7.373
3DMark Wild Life Stress Test 4.242 5.825 Superaquecimento

5.698

5.175
Geekbench 5 (single/multi) 1.031/3.449 1.124/3.738 1.123 / 3.619

1.112 / 3.633

942 / 3.407

PassMark RAM

25.660 32.247 30.460

31.891

31.752

PassMark armazenamento

94.681 112.318 115.473

112.370

81.108

No teste de estresse do benchmark 3DMark Wild Life, o nível de desempenho foi mantido durante todo o tempo. Enquanto o Zenfone 8 teve que limitar o desempenho no teste do Antoine na 20ª execução resultando em 3.707 pontos, o X60 Pro 5G marcou 4.208 pontos na última rodada.

O hardware do Vivo X60 Pro também tem um desempenho muito bom na prática. Os tempos de abertura dos apps são praticamente inexistentes e até mesmo o PUGB carrega rapidamente. Você pode aumentar as configurações gráficas no próprio game sem medo e depois jogar em Ultra HD com suaves 60 quadros por segundo.

NextPit Vivo X60 Pro 5G ben camera
Ben, assim como o SoC do Vivo X60 Pro, em ação / © NextPit

É difícil descobrir o quão eficaz o truque da RAM virtual funciona. Porque 12 gigabytes já devem ser suficientes para games e mesmo com multitarefa intensiva. Entretanto, a alocação do armazenamento para expansão da RAM virtual é bastante comum em sistemas operacionais desktop. Como a Vivo pelo menos teve o cuidado de usar uma rápida memória interna, a característica não parece apresentar pontos fracos.

O que eu não gostei tanto foram os padrões sem fio compatíveis. O Wi-Fi 6 deveria estar presente em um carro-chefe de 2021 e características como UWB também estão faltando na ficha técnica. E mesmo que a memória seja bastante generosa com 256 gigabytes, a opção de expansão de memória via cartão microSD também está faltando.

tl;dr: o não uso do Snapdragon 888 no X60 Pro foi uma boa decisão. Porque você não tem que lidar com problemas de calor em jogos e em benchmarks. No entanto, o desempenho é suficiente para todas as aplicações imagináveis. Faltam, no entanto, Wi-Fi 6, UWB e um slot de cartão microSD.

A câmera com a melhor estabilidade e visão noturna

A Vivo reduziu o número de megapixels no sensor principal em comparação com o X50. Agora você fotografa com um máximo de 48 megapixels, mas se beneficia da segunda versão da inovadora câmera gimbal. Alternativamente, você pode escolher entre ultrawide e telefoto com 13 megapixels cada. E você pode tirar selfies com 32 megapixels.

Gostei:

  • Modo noturno impressionante;
  • A câmera Gimbal estabiliza em 5 eixos.

Não gostei:

  • Erros de imagem repetidamente;
  • Cores não muito consistentes ao trocar de câmera;
  • Borda embaçada em ultrawide.
NextPit Vivo X60 Pro 5G camera
O Vivo X60 Pro oferece uma configuração de três câmeras / © NextPit

A própria Vivo destaca três características da câmera em sua divulgação do Vivo X60 Pro: a cooperação com a Zeiss, a abertura aberta de f/1,48 e a última versão da câmera gimbal. A Zeiss, uma conhecida fabricante alemã de sistemas ópticos e lentes de câmera, ajudou na segunda versão da câmera gimbal. Mas o que é realmente uma câmera gimbal?

Câmera Gimbal no Vivo X60 Pro 5G

O sensor principal de 48 megapixels fica atrás de uma lente especial no X60 Pro que pode compensar o movimento em vídeo e fotografia em cinco eixos em direções opostas. Com ela, o celular consegue o efeito de um estabilizador gimbal convencional, nos quais câmeras ou smartphones são estabilizados por motores.

Os estabilizadores ópticos de imagem em smartphones, como os encontrados no Galaxy A72 ou Galaxy A52 5G, funcionam basicamente ao contrário. Neles, o sensor é movido minimamente em quatro direções para compensar tremores e pequenos movimentos. Em comparação, o sistema da Vivo não é apenas mais eficaz, ele também é equivalente a mais um eixo.

NextPit Vivo X60 Pro 5G ben photo
Câmera gimbal promete vídeos e fotos com menos tremidas mesmo sem tripé / © NextPit

Isto porque a proteção contra movimentos corrige não apenas o eixo X (esquerda ↔ direita) e o eixo Y (para cima ↔ para baixo), mas também as rotações no eixo Z. Portanto, se você não segurar o celular direito, o horizonte permanece um pouco mais reto.

Para entender como isso funciona, testei o sistema com o skatista Kaiyatheo Ubolpithak. Eu o segui em um segundo skate e assim podemos ver bem como a câmera do telefone celular permaneceu estável. Mas veja por si mesmo:

As imagens da câmera gimbal são muito estáveis durante os movimentos e tão suaves quanto se desejaria de um suporte estabilizado. Entretanto, se você filmar objetos parados, a imagem parece um pouco artificial demais. Tudo fica pior quando o celular tenta manter a câmera ultra-angular estável também ou quando você ativa a "super proteção contra tremidas". Quando o aparelho ativa o sistema digital, o vídeo engasga, há saltos estranhos e tudo parece muito artificial e não natural.

Fotos com o Vivo X60 Pro 5G

No entanto, a câmera gimbal não é útil apenas na filmagem de vídeos. Porque a estabilização também funciona quando você tira fotos com o X50 Pro. Abaixo, vamos passar pelos cenários mais comuns na fotografia.

Com o Sol brilhando

É sempre incrível que tipo de fotos os smartphones podem tirar ao sol. Em nosso teste cego de câmeras, você pode ver muito bem como a qualidade de imagem dos smartphones atuais chega até mesmo ao nível das DSLRs profissionais. Mas voltando ao Vivo X60 Pro 5G, a qualidade de imagem nem sempre me convenceu ao sol.

Vivo X60 Daylight NextPit
As cores do Vivo não são muito vivas (ha!) / © NextPit

Basicamente, eu gosto das fotos que o Vivo X60 Pro 5G tira. Curiosamente, obtemos um bokeh bastante natural graças à abertura ampla. A composição da imagem com a parede em primeiro plano parece realmente agradável por causa disso. Embora as cores sejam convincentes, a nitidez não é a ideal.

Vivo X60 Daylight 2 NextPit
O software é um ponto fraco da câmera Vivo / © NextPit

Suspeito que o culpado por trás destas questões de nitidez é o software da câmera, que não é bem aperfeiçoado no caso da marca. Ao fazer zoom, as imagens parecem artificialmente lavadas e, no meio, pude até mesmo encontrar uma total desistência como esta máscara verde visível ao redor da folha (no destaque em vermelho). No final, uma bela foto que foi completamente arruinada por isto.

Vivo X60 Daylight 3 NextPit
Erros de software também podem ser encontrados aqui / © NextPit

Em situações difíceis como nesta imagem com forte iluminação de fundo, o software também causou problemas. O processamento do HDR na árvore destacada é confuso e as folhas parecem muito artificiais. Também são perceptíveis manchas no céu e um círculo que se estende muito ao redor do sol. A foto não parece natural.

Vivo X60 Daylight Ultrawide NextPit
A câmera ultra grande-angular é muito mais desfocada no geral / © NextPit

Antes de chegarmos aos retratos com o Vivo X60 Pro 5G, uma imagem da câmera ultra-angular. Enquanto ela mostra uma resolução adequada com 13 megapixels, a lente parece muito desfocada. Especialmente as bordas são borradas, mas de modo geral o toda a foto podia melhorar.

Modo retrato e selfies

Além do bokeh natural que pudemos ver na primeira foto à luz do dia, o Vivo X60 Pro 5G também oferece um modo retrato. Aqui, os objetos são cortados digitalmente e um desfoque de fundo é aplicado. Mas apesar do bom resultado na primeira foto o modo dedicado deixou a desejar.

Vivo X60 Portrait 1 NextPit
O modo retrato não oferece um efeito natural / © NextPit

Porque mesmo com objetos que podem ser cortados com bastante facilidade, vemos uma borda estranha ao redor do objeto em foco. Além disso, o próprio bokeh digital é pouco atrativo. A grade suavemente desenhada no fundo parece muito artificial e distrai o olhar do assunto real, a placa em primeiro plano.

Vivo X60 Selfie NextPit
Ao tirar selfies, lembre-se de desligar os filtros de beleza / © NextPit

Com as pessoas e seus cabelos, os retratos oferecem um recorte um pouco grosseiro. O cabelo parece um prato como na foto da esquerda e na foto da direita você pode ver este efeito um pouco melhor. E como não podia faltar em um celular chinês, há uma série de filtros de beleza pré-definidos que é melhor desligar.

Modo noturno: muito eficaz graças ao gimbal e ampla abertura

O modo noturno do Vivo X60 Pro 5G é tecnicamente impressionante. Mesmo em situações em que eu não conseguia ver nada, o smartphone captura detalhes e cores em meio a escuridão. A seguir comparo o X60 com uma foto tirada com meu antigo Google Pixel 3 XL:

Vivo X60 Night Comparison NextPit
A imagem do Vivo X60 Pro (dir.) é muito mais detalhada e, pelo menos no centro, muito nítida / © NextPit

No Vivo X60 Pro, as imagens são agradáveis e com baixo ruído, e o celular registra cores que parecem impossíveis. Além disso, as folhas individuais da grama são um pouco mais visíveis do que no Pixel. Apenas a falta de nitidez na borda da imagem que me incomoda. Entretanto, eu não penduraria a foto na minha parede.

Vivo X60 Night 01 NextPit
O modo noturno em ambientes mais brilhantes / © NextPit

Esta é a impressão que tenho quando olho para as fotos noturnas do Vivo X60 Pro no computador. Embora as imagens estejam claramente iluminadas, elas não retratam realmente o ambiente das cores noturnas. E é isso que eu quero capturar à noite, não contar cada folha de grama.

tl;dr: O software do Vivo X60 Pro 5G tira pontos importantes do que é uma câmera muito boa. Porque não há apenas bugs de imagem, recursos como o modo retrato ou o modo noturno ainda precisam de um ajuste fino. À noite, o X60 Pro é tecnicamente impressionante, mas as imagens não parecem realmente agradáveis.

Bateria: boa autonomia, mas sem carga sem fio

O X60 Pro é alimentado por uma bateria com 4.200 mAh. O carregamento rápido funciona com um máximo de 33 watts e você tem que abrir mão do carregamento sem fio e de recarga reversa.

Gostei:

  • Bons tempos autonomia, apesar de 120 Hertz e 5G ativos;
  • Carga rápida, apesar dos 33 watts;

Não gostei:

  • Sem carregamento sem fio.

Com uma bateria de 4.200 mAh, o Vivo X60 Pro junta-se ao time dos flagships com baixa capacidade. O ZenFone 8 oferece menos com 4.000 mAh, mas os topos de linha da Xiaomi, assim como o Galaxy S21 Ultra, utilizam baterias com 5.000 mAh. Em compensação, o X60 Pro é um pouco mais leve e beberrão que os monstros citados.

NextPit Vivo X60 Pro 5G ben
Normalmente, a bateria do X60 Pro deve aguentar um dia / © NextPit

Não consegui encontrar nenhuma falha na vida útil da bateria no uso diário. Eu até usei o celular com 5G permanentemente ativado e fiz uso da alta taxa de quadros. Além disso, usei o X60 Pro como um hotspot móvel devido a problemas na internet fixa. Apesar deste uso intensivo, a bateria durava um dia facilmente.

A carga rápida não é impressionante, com uma potência de 33 watts, mas é suficiente. Comecei um processo de carga a 7%, cheguei a 25% após 7 minutos, 50% após 17,5 minutos e a bateria estava cheia após 50 minutos. Estes são bons valores, e você raramente terá que esperar pelo celular na tomada em uso normal.

Tenho que criticar a fabricante por não oferecer o carregamento sem fio no X60 Pro. Se eu comprasse um novo celular premium, ficaria desapontado se este recurso ficasse de fora.

tl;dr: Apesar da bateria pequena em comparação com os rivais, a autonomia do Vivo X60 Pro 5G é sólida. A carga rápida é agradavelmente rápida apesar dos 33 watts e, portanto, apenas a falta da recarga sem fio que irrita.

Vivo X60 Pro 5G – Especificações Técnicas

Vivo X60 Pro - Especificações

 
Modelo Vivo X60 Pro
Processador Snapdragon 870
Memória (RAM / armazenamento) 12 GB RAM LPDDR5
256 GB UFS 3.1
Entrada para cartão? Não
Conectividade Dual SIM, 5G, LTE, Wi-Fi 5, Bluetooth 5.2, NFC
Tela 6,56 polegadas, 120 Hz, AMOLED, 1.080 x 2.376 pixels (398 ppi), Gorilla Glass 5
Tamanho 158,58 × 73,24 × 7,59 mm
Peso 179 g
Certificação IP IP54
Câmera Traseira: 48 MP (f/1,48)
Ultrawide: 13 MP com campo de visão de 120 graus (f/2,2)
Telefoto: 13 MP, 50mm (f/2,46)
Selfie: 32 MP (f/2,45)
Vídeo Máximo: 4K a 60 fps
Capacidade da bateria 4.200 mAh
Tecnologia de carregamento Carga com fio a 33 watts
Sem recarga sem fio
Materiais Vidro fosco na traseira
Autenticação Sensor de impressão digital sob a tela
Sistema operacional Android 11, com FunTouchOS 11.1
Preço 799€ (R$ 4.900, em conversão direta)

Conclusão

Com a câmera gimbal, a chinesa Vivo oferece um recurso em seu topo de linha de 2021 que não está disponível em nenhum outro lugar. A estabilização do vídeo é muito boa e se você grava vídeos frequentemente ou é um vlogger, o celular é a melhor opção no mercado.

NextPit Vivo X60 Pro 5G display
O Vivo X60 Pro em toda sua glória / © NextPit

Se o recurso não chamou sua atenção, alternativas como o ZenFone 8 ou o Xiaomi Mi 11 já se tornam muito atraentes. Isto se deve principalmente a pequenas falhas como o software não limpo, a falta de recarga sem fio, a certificação IP insuficiente e a pequena diferença de desempenho. Isto se deve ao SoC usado, que em troca não vem com os problemas de calor do Snapdragon 888.

Semelhante à minha avaliação do Oppo Find X3 Pro, no entanto, tenho que dar crédito à Vivo por tentar algo novo. Afinal de contas, a câmera gimbal é um daqueles recursos que faz você torcer o nariz no início, e depois te conquista. A sensação de ter algo novo e diferente é, portanto, um forte argumento de venda para o X60 Pro 5G.

ÚLTIMOS ARTIGOS

1 comentário

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.