Xiaomi anuncia o Poco M3 Pro para popularizar o 5G

Xiaomi anuncia o Poco M3 Pro para popularizar o 5G

Se a moda em 2020 foram as altas taxas de atualização, em 2021 a tendência é a queda de preços no 5G! A Xiaomi acaba de revelar o Poco M3 Pro 5G, outra alternativa ao Redmi Note 9T, Redmi Note 10 5G e Realme 8 5G. No conjunto, o novo celular intermediário parece ser uma interessante opção!

Com o Poco M3 Pro 5G, a Xiaomi traz outra opção de um celular 5G acessível. Com um preço sugerido no exterior de cerca de R$ 1.300 (200 euros), a Poco agora oferece um smartphone intermediário com o MediaTek Dimensity 700. O chip é o mesmo usado pela no Realme 8 5G, além do Redmi Note 10 5G.

Este último só é vendido lá fora pela Xiaomi por 223 euros (R$ 1.500), e se você der uma olhada nas fichas técnicas do modelo Redmi e do novo Poco, há muitos paralelos. Será que a Xiaomi não está canibalizando suas diversas subsidiárias?

Dimensity 700 com até 6 gigabytes de RAM

Com o MediaTek Dimensity 700 5G, já temos a característica central do Poco X3 Pro 5G. A conexão 5G é fornecida por um SoC intermediário compatível com dual-5G standby. Com ele, você pode usar dois chips SIM habilitados para 5G no celular e alternar entre os dois números. Entretanto, o Dimensity 700 não provou ser lá essas coisas em termos de desempenho no meu hands-on com o Realme 8 5G.

POCO M3 Pro All 5G Camera
Esse design de câmera parece familiar... / © Poco

Entretanto, a Poco equipa a CPU com memória UFS 2.2 mais rápida e vende o M3 Pro 5G com 64 gigabytes ou 128 gigabytes. Na versão com armazenamento menor você tem 4 gigabytes de RAM e na maior 6 GB. Além de 5G, o processador também tem a vantagem de suportar telas com alta taxa de atualização.

Tela FullHD+ adaptável de 90 Hz

Assim, a Poco oferece um display FullHD+ com uma taxa de atualização de 90 hertz no M3 Pro 5G. A diagonal da tela é de 6,5 polegadas e o mais interessante é que ele conta com uma taxa de atualização adaptativa. A tecnologia chamada de "SmartSwitch" alterna entre 90, 60, 50 e 30 hertz. A Xiaomi oferece assim um recurso que a Camila sentiu falta no Galaxy A72, que pelo menos no exterior custa mais caro.

Por outro lado, o Poco M3 Pro 5G tem uma curiosa semelhança visual com outro celular da Samsung. A câmera tripla lembra muito visualmente o módulo de câmera no Samsung Galaxy S21. Mas como a câmera principal é de 48 megapixels e oferece sensores de profundidade e macro com apenas 2 MP, a comparação com os novos flagships da Samsung para por aí. Neste quesito a Poco empata com o Realme 8 5G.

Bateria, preço e disponibilidade

Por último, mas não menos importante, gostei de ver a capacidade da bateria no Poco M3 Pro 5G. Embora agora seja comum entre os intermediários, a capacidade de 5.000 mAh é promissora. A bateria também é carregada a 18 watts, para a qual está incluído na caixa um carregador de 22,5 watts. Também vale a pena mencionar o NFC e a saída de fone de ouvido de 3,5 mm.

POCO M3 Pro All 5G Colors
Aqui você confere as três opções de cores do Poco M3 Pro 5G / © Poco

No exterior, você pode encontrar o Poco M3 Pro 5G por 200 euros na versão com 64 GB ou pagar 230 euros por 128 GB. Já as opções de cores são amarelo (Poco Yellow), preto (Power Black) e azul (Cool Blue). O novo celular da Xiaomi não tem data de lançamento previsto para o Brasil.

Então, o que você achou do Poco M3 Pro 5G? Será que ele irá roubar compradores do Redmi Note 10 5G? Será que faz sentido vender o mesmo celular com um nome diferente e mais barato ou isso confunde o consumidor?

ÚLTIMOS ARTIGOS

5 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.