Android 12: tudo sobre a nova versão do sistema operacional do Google

Atualizado: Developer Preview 1.1
Android 12: tudo sobre a nova versão do sistema operacional do Google

Em uma carta aberta à comunidade de desenvolvedores do Android, Dave Burke, VP de engenharia do Google, anunciou a chegada da primeira prévia do Android 12 para desenvolvedores (DP1) em fevereiro. Com isso, já temos um gostinho daquilo que podemos esperar da versão de 2021 do seu sistema operacional. Após testar essa primeira prévia, separamos algumas das principais características do ainda instável Android 12.

Atualização: o Google liberou a primeira atualização de correção do sistema no início de março. Confira o que muda com a Developer Preview 1.1.

Aviso: por se tratar de uma versão instável do sistema operacional, não recomendamos a instalação do Android 12 no seu smartphone principal.

O objetivo desta primeira prévia do Android 12 é chamar a atenção da comunidade de desenvolvedores de aplicativos para possíveis novidades que o Google trará ao OS. Desta forma, a gigante das buscas permite que desenvolvedores se antecipem às mudanças e, de quebra, oferece uma oportunidade para o time do Android receber um feedback em tempo real sobre as funcionalidades do novo sistema.

Isso diminui as chances da empresa ter que enviar uma sequência de updates corretivos após o envio da versão final do SO para os aparelhos rodando o Android.

No Android 12 estamos trabalhando para oferecer novas ferramentas para que os desenvolvedores possam construir grandes experiências para as pessoas. (Dave Burke)

Pegue um atalho:

Android 12 | Funções e novidades

Android 12: segurança e privacidade

O Android 12 vai oferecer controles mais modernos sobre o comportamento dos cookies, seguindo o padrão das mudanças no Chrome e outros navegadores. Desta forma, o mecanismo WebView utilizado por aplicativos de terceiros adotará a nova configuração do navegador do Google, chamada "SameSite", que pode ajudar a reduzir algum tipo de rastreamento.

Até o momento, não está muito claro como e se este recurso ficará visível para os usuários, porém, o VP de engenharia afirma que isso “dará aos usuários mais transparência e controle sobre como os cookies podem ser usados entre os sites”.

Android 12: experiência do usuário

Durante meu teste, não notei muita diferença em relação à interface do usuário do Android 11 e 12. Contudo, é claro que ainda é realmente cedo para qualquer afirmação aqui. O que percebi foram alguns refinamentos, como é possível perceber a partir das configurações:

Android 12 UI
A UI do Android 12 aparece em tons de azul em vez do cinza / © NextPit

O novo tom de azul nas configurações rápidas e a separação entre a caixa de busca e o ícone do perfil de usuário marcam as diferenças entre a atual versão e a prévia do sistema. Contudo, nada que realmente chame a atenção por ser realmente uma (r)evolução.

Ainda em relação à customização do sistema, temos no Android 12 uma nova opção de grid de aplicativos. Agora é possível alinhar os ícones dos apps nas telas do dispositivo no tamnaho 4x5:

Android 12 grid UI
Mais uma opção de customização da UI / © NextPit

Android 12: arquivos e compatibilidade

Devido à popularidade do formato de vídeo HEVC, que oferece melhorias significativas na qualidade e compactação em relação aos codecs mais antigos, a maioria dos aplicativos deveria ser compatível com ele. Contudo, essa não é a realidade.

Por isso, o Android 12 deve trazer um recurso que permite que todos os apps ofereçam suporte ao HEVC. Para tanto, aplicativos incompatíveis terão os arquivos convertidos em tempo real para AVC, um formato amplamente utilizado. De acordo com o Google, o recurso estará ativo em todos os dispositivos que usam o formato HEVC para captura de vídeo.

Teremos também o suporte para o formato de imagem AVIF, que oferece redução significativa do tamanho do arquivo de imagem e ainda melhora consideravelmente a qualidade em comparação a formatos antigos, como o JPEG.

Android 12: nearby Wi-Fi

Como disse acima, a versão prévia do Android é liberada para que desenvolvedores se preparem para o que está por vir no próximo OS. Contudo, algumas novidades já podem ser celebradas na prática por uma jornalista de tecnologia como eu. Foi assim com o Dark Mode do sistema e é agora com o nearby Wi-Fi.

A próxima versão do Android vai deixar muito mais fácil compartilhar os dados de login do Wi-Fi com aparelhos próximos. Testei a nova função e é realmente simples e fácil. Hoje, no Android 11, o sistema gera apenas o QR code, mas no Android 12, usando o recurso nearby basta apenas identificar um dispositivo e enviar os dados sem fio e sem a necessidade de levantar da sua cadeira.

Android 12 nearby share
Assim como no iOS, o Android 12 vai permitir compartilhar a conexão Wi-Fi com dispositivos próximos / © NextPit

Android 12: notificações

Outra mudança interessante é referente às notificações de uso de recursos do aparelho pelos aplicativos em segundo plano. Atualmente, o Android exige que os aplicativos exibam uma notificação quando estiverem executando uma atividade em segundo plano, mas no Android 12 isso deverá mudar. 

A ideia aqui é eliminar o envio desta notificação caso a atividade em segundo plano termine em menos de 10 segundos. Isso deve aumentar a performance dos dispositivos e economizar bateria.

Android 12: formatos de mídia

O Google quer facilitar a inserção de imagens, vídeos e outros conteúdos nos aplicativos do ecossistema Android. Para tanto, traz uma nova API unificada que permite aceitar conteúdo de qualquer fonte: área de transferência, teclado ou através do simples gesto de arrastar e soltar.

Falando nisso, as capturas de tela ganharão mais possibilidades no Android 12. Além de podermos utilizar gestos para mover de um lado para o outro o atalho da captura, agora é possível utilizar emojis e recursos de desenho antes de compartilhar o screenshot em algum canal social ou mensageiro.

Android 12 screenshot
As capturas de tela estão mais intuitivas e criativas / © NextPit

Android 12: feedback háptico

Além disso, o Android 12 deve amplificar a função de vibração nos smartphones com o feedback háptico, uma experiência bastante conhecida por quem usa o controle DualSense do PlayStation, por exemplo. Isso significa que na próxima versão do SO os aplicativos poderão oferecer o feedback háptico por meio da função vibrar do celular.

De acordo com Burke, a intensidade e a frequência da vibração são derivadas de uma sessão de áudio, permitindo que tenhamos uma experiência muito mais imersiva em jogos. Mais do que isso, teremos ainda mais possibilidades no que toca aos recursos de áudio dos aparelhos.

Ainda sobre a questão de áudio, o Android 12 inclui alguns aprimoramentos. Temos agora suporte para reprodução de MPEG-H e passamos a ter até 24 canais de áudio em vez de apenas 8. Com isso, os desenvolvedores certamente poderão ser mais criativos em relação aos efeitos de áudio dos aplicativos.

Contudo, nada disso é ainda concreto na DP1, pois ainda precisa ser adaptado aos aplicativos, claro. Também notei que em relação ao Media-player nada mudou, apesar de ter visto alguns canais citando novidades. O que me parece apenas é que o design do player apenas seguiu o alinhamento visual do sistema na totalidade:

Media UI Android 12
A interface do media-player aparece refinada em relação ao Android 11 / © NextPit

Android 12: navegação

A navegação por gestos deve ficar mais fácil e consistente com o Android 12, especialmente em relação ao consumo de vídeos, jogos ou leitura. Isso significa que o novo SO deve apresentar um menor número de gestos acidentais quando estivermos usando o celular com a tela inteira ou imersiva (ao assistir a um vídeo, por exemplo).

Como em toda nova versão do Android, o Google faz pequenas atualizações na interface do usuário e, no Android 12 isso não seria diferente. O design das notificações foi aprimorado com o objetivo de deixá-las mais fáceis de usar e mais funcionais. Tivemos também a  otimização de transições e animações de forma geral.

Android 12: ecossistema Android

Com o anúncio da DP1 do Android 12, o Google também aproveitou para reafirmar os esforços em trazer as atualizações de segurança do sistema para a Google Play Store, como parte do Project Mainline. Ou seja, a gigante das buscas deve aprimorar o fornecimento das correções e updates de segurança usando a sua loja de aplicativos.

Essa melhoria deve ser uma das mais relevantes para o usuário de dispositivos não Pixel, ou seja, a maior parte do ecossistema Android, pois, em teoria, todo aparelho rodando o sistema operacional do Google receberia as atualizações de segurança mensalmente. Hoje, sabemos que a maioria das fabricantes não garante o envio dos patches de segurança mensais. Para conseguir isso, o Android Runtime (ART) será adicionado como um módulo atualizável do Mainline no Android 12.

Android 12 update Google Play
Talvez no Android 12 os patches de segurança sejam entregues com mais rapidez para todos os celulares / © NextPit

Android 12 para tablets, TV e dobráveis

Entre as novidades do próximo OS, teremos uma otimização do sistema para tablets, dispositivos dobráveis ​​e TVs. Pessoalmente, acredito que o Android ainda está muito atrás de sistemas como iOS, por exemplo, em relação à adequação de apps para tudo além do smartphone.

Contudo, também entendo que este tipo de melhoria depende muito do esforço dos desenvolvedores dos aplicativos. Logo, vou esperar até o lançamento da versão final do sistema para compartilhar minha opinião sobre este tema.

Android 12 | Disponibilidade

A previsão da equipe do Android é chegar à versão estável do sistema operacional em agosto deste ano. Os detalhes do cronograma de lançamento podem ser vistos na imagem abaixo:

android 12 desktop timeline en
A versão estável do Android 12 deve chegar em agosto de 2021 / © Android Developers

O que isso significa? O Android 12 deve chegar à versão estável em agosto, quando o sistema para de ganhar novidades, o que podemos identificar na imagem acima como "platform stability". Depois, passamos para a fase de correção de bugs antes do lançamento da versão final do sistema.

Desta forma, considerando que as versões 10 e 11 do OS foram lançadas no mês de setembro, é possível que o Android 12 siga o mesmo caminho e bata na sua barra de notificações só no fim do terceiro trimestre de 2021.

Android 12 Developer Preview 1.1 (março de 2021)

No início de março, o Google liberou uma pequena atualização da versão prévia para desenvolvedores do Android 12. Até o momento, não percebi nenhuma grande mudança no sistema, até porque a intenção deste update é corrigir erros que estavam causando problemas na conexão Wi-Fi, congelamento da IU, problemas com o sensor de impressão digital e reinicializações aleatórias.

Como é possível perceber na imagem abaixo, o nível do patch de segurança também foi atualizado para março de 2021:

Android 12 dp1 update 1
DP 1.1: correção de erros e envio dos patches de segurança de março / © NextPit

Dos bugs listados acima, vivenciei apenas o reinício aleatório do aparelho algumas vezes. Para quem já possui a prévia instalado, a atualização é enviada OTA e possui 5,59 MB. Abaixo, você confere a lista de mudanças que chegaram com a versão DP1.1:

  • Correção de problemas referentes à conexão Wi-Fi;
  • Correção de problemas referentes a exibição da mensagem "A IU do sistema continua parando";
  • Correção do problema com wake locks parciais que poderiam causar o consumo excessivo da bateria;
  • Correção de problemas relacionados ao leitor de impressão digital;
  • Correção de problemas referentes a travamentos do aparelho ao acessar o app de configurações;
  • Correção de problemas de congelamento da IU do sistema;
  • Correção de problemas relacionados ao aplicativo CellBroadcastReceiver que não conseguia obter a permissão android.permission.BROADCAST_CLOSE_SYSTEM_DIALOGS, fazendo com que os alertas de emergência travassem;
  • Correção do bug que causava a reinicializassem intermitentemente do aparelho;
  • Correção de problemas de reinício após o desbloqueio do dispositivo usando o PIN.

Android 12 | Atualização

Essa primeira prévia pode ser instalada apenas nos modelos Pixel ou através do Android Emulator, no Android Studio. Segue a lista de aparelhos que já podem instalar o Android 12:

  • Pixel 3
  • Pixel 3 XL
  • Pixel 3a
  • Pixel 3a XL
  • Pixel 4
  • Pixel 4 XL
  • Pixel 4a
  • Pixel 4a 5G
  • Pixel 5

Nós instalamos e testamos a prévia para desenvolvedores do Android 12 em um Pixel 3. Contudo, não indicamos que você baixe e instale a DP1 no seu smartphone principal, pois ainda é muito instável e não é otimizada para a maioria dos aplicativos no seu celular.

Todo o processo de instalação é manual. Você pode fazer o flash da imagem de fábrica no seu Pixel ou o sideload de uma imagem OTA, caso em que não será necessário desbloquear o bootloader ou limpar os dados. De qualquer forma, depois da instalação manual, você receberá as atualizações futuras de forma automática Over-the-Air (OTA) para as próximas prévias e posteriores Betas.

E aí, o que você achou das possíveis novidades do Android 12 até agora? Alguma delas realmente chamou a sua atenção? Por quê? Compartilhe a sua opinião com a nossa comunidade nos comentários abaixo.

ÚLTIMOS ARTIGOS

6 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.