Enquete da semana: carregamento rápido não pode comprometer a vida útil do celular

Atualizado: resultados analisados
Enquete da semana: carregamento rápido não pode comprometer a vida útil do celular

Enquanto as fabricantes chinesas parecem disputar uma corrida para ver quem oferece a maior potência de carregamento, os leitores do NextPit parecem não ter tanta pressa e priorizam uma maior longevidade da bateria em seus celulares. Pelo menos é o que indica a nossa enquete da semana.

A Camila perguntou no final da semana passada sobre a opinião do público a respeito da potência e velocidade de carregamento dos aparelhos, um assunto bastante relevante em um tempo em que: a) as fabricantes chinesas demonstram potências superiores a 100 W; b) alguns modelos já não incluem mais o adaptador de parede; c) a capacidade de carga (e consequentemente, o tempo de recarga) passa em muitos modelos dos 5.000 mAh. 

Enquanto o termo "recarga rápida" é usado pelas fabricantes para descrever uma faixa de potência que geralmente varia em mais de quatro vezes — de 15 a 65 watts —, muitas pessoas ainda utilizam celulares de gerações anteriores, nos quais a potência de carregamento está mais próximo da faixa inferior do termo.

Mesmo assim, a grande os leitores do NextPit se diz satisfeita com o tempo de carregamento de seu celular atual, com o público dos países de língua inglesa registrando um grau de satisfação de 79%, porcentagem que chega a 91% entre os leitores alemães.

Voce esta satisfeito com o tempo de carregamento da bateria do seu celular
Grande maioria dos leitores está satisfeita com o carregamento de seus celulares / © NextPit

Já a segunda resposta mostra uma leve diferença entre os diferentes domínios em que o NextPit é publicado. Quando perguntados qual potência de recarga é suficiente, o público nos sites em alemão, inglês e português responderam que 25 W é um valor suficiente, potência encontrada por exemplo, em boa parte dos modelos topo de linha da Samsung, mesmo após a retirada do carregador da embalagem de modelos mais recentes...

Que potencia de carregamento rapido e suficiente em 2021
Enquanto os outros países consideram potências "intermediárias" suficientes, franceses têm sede de potência / © NextPit

Já os leitores franceses não esconderam a preferência por potências mais altas, com a resposta "60/67 watts" recebendo o maior número de votos, representando 23% do total, com um volume significativo de votos para as opções de "40/45 watts" (13%) e, surpreendentemente, 14% dos votos respondendo "120 watts".

A potência não é encontrada em celulares vendidos fora da China — onde está disponível no Xiaomi Mi 10 Ultra e no Vivo IQOO 7 —, e pode ser interpretado como uma trollagem dos #MiFans para destacar a superioridade de sua marca queridinha, será?

Mesmo no caso das potências mais altas, elas são encontradas apenas em modelos das fabricantes chinesas, caso da família BBK (Oppo, OnePlus e Realme), com seu carregador de 65 W — SuperVooc 2.0, Warp Charge 65 e Dart Charge 65, dependendo da marca — e os carregadores de 50 W encontrados em modelos da Xiaomi e Huawei.

Leitores não querem esperar

Apesar de grande parte do público considerar carregadores de 25 watts suficientes em 2021, o tempo de recarga indicou uma tendência diferente, com a maioria dos leitores mostrando uma preferência por um tempo de carregamento de até 1 hora, o que em boa parte dos modelos atuais — com baterias de 4.000 mAh e superiores — não é condizente com a resposta anterior.

57% dos franceses, 37% dos brasileiros e 45% dos leitores do NextPit.com responderam que um celular deveria precisar de no máximo 60 minutos para uma carga completa. Enquanto isso, os leitores alemães se mostraram mais divididos, com 28% das respostas para as opções "até 1h" e "até 1h30", 16% para "até 2h" e 15% indicando que não se incomodam caso o aparelho leve mais de duas horas para recarregar.

Quanto tempo um celular deveria precisar para carregar de 0 a 100 em 2021
Leitores de língua inglesa, da França e Brasil valorizam mais a velocidade, alemães são mais equilibrados / © NextPit

O leitor Tim destacou as técnicas de limite de recarga de algumas fabricantes, que interrompem o processo ao atingir 80% ou outra capacidade determinarda pelo usuário, a fim de evitar um desgaste e aquecimento da bateria, que pode ser combinado com um adaptador menos potente, como os de 5 W incluídos até o ano passado pela Apple, para deixar o aparelho carregando durante a noite.

Longevidade da bateria é prioridade

Por fim, as respostas para a última pergunta deixam claro que, apesar do público valorizar tempos de recarga rápida, a velocidade fica em segundo plano frente a uma maior durabilidade da bateria. E como sabemos, potências mais altas tendem a expôr o componente a um maior aquecimento, o que encurta a vida útil do componente.

Até mesmo os franceses, que mais valorizaram a potência do carregador e o tempo total para recarga, responderam que priorizam a durabilidade da bateria em relação ao recurso de recarga rápida, opção que recebeu 57% dos votos.

Carregamento rapido e realmente importante para voce
Recarga da bateria não pode comprometer a longevidade do componente / © NextPit

A proporção das respostas não foi muito diferente no Brasil, com 59%, enquanto os alemães e os leitores do site em inglês registraram uma liderança maior para a mesma resposta, com 65% e 71% do total de respostas, respectivamente.

Conclusão

As respostas desta semana mostram respostas conflitantes, ao mesmo tempo em que dão importância para tempos de recarga curtos, potências consideradas "intermediárias" foram as mais votadas entre os leitores. Por outro lado, ao serem confrontados com a dura realidade de que a técnica reduz a vida útil do componente — que cada vez mais só pode ser substituído após um trabalhoso processo de desmontagem — o público respondeu que a recarga rápida não é tão importante assim.

E com a chegada de sistemas de recarga ainda mais rápidos, como o de 200 watts da Xiaomi, a tendência é que a discussão ganhe ainda mais força nos próximos meses. A não ser claro, que as fabricantes encontrem formas de minimizar o problema, ou então novas tecnologias de baterias cheguem ao mercado, claro.

Muito obrigado a todos os leitores que participaram da enquete, assim como os que desenvolveram suas respostas nos comentários. Caso tenham sugestões para novas pesquisas, fiquem à vontade para compartilhá-las. Nos vemos na sexta-feira, quando teremos uma nova enquete da semana!


Artigo original

Nós vivemos em um tempo em que já não é possível esperar até duas horas para que a bateria do smartphone esteja carregada. Por outro lado, também não podemos nos dar ao luxo de sair de casa com a porcentagem da bateria realmente baixa. E a solução das fabricantes para este dilema do mundo moderno se chama: tecnologia de carregamento rápido. Hoje nós queremos saber quão importante é esta característica de hardware para você!

Como frequentador ou frequentadora assídua do NextPit, você já deve ter percebido em nossos reviews que o tempo de carregamento dos celulares que testamos é parte importante nas nossas avaliações. Isso vai desde a potência dos adaptadores enviados na caixa dos dispositivos até o respeito ao ciclo de vida da bateria com base na velocidade de carregamento dos aparelhos.

Carregar o Redmi Note 10 Pro completamente leva aproximadamente 90 minutos, o que é (um pouco) mais lento do que alguns rivais.

Carsten Drees, review do Xiaomi Note 10 Pro

Contudo, antes de aprofundar nesse tema, quero saber se você está contente com o tempo de carregamento do seu smartphone.

Você está satisfeito com o tempo de carregamento da bateria do seu celular?

Que potência de carregamento rápido é suficiente para você?

Há um mês, a Xiaomi demonstrou a tecnologia HyperCharge, um novo sistema de carregamento com fio de 200 W capaz de carregar um celular de 0 a 100% em apenas 8 minutos. Para essa demonstração, a fabricante usou um Mi 11 Pro especialmente modificado e uma bateria de 4.000mAh. Durante o mesmo teste, também vimos o aparelho carregar completamente em 15 minutos usando uma configuração de carga sem fio de 120 W.

Xiaomi fast charge technology video Sem limites? Xiaomi carrega celular de 0-100% em apenas 8 minutos / © Xiaomi

Porém, uma semana depois, a empresa divulgou o efeito colateral da recarga de 200 Watts nos celulares. De acordo com a Xiaomi, após 800 ciclos de carga, a bateria ainda oferece 80% de sua capacidade e isso equivale aproximadamente a dois anos de uso. Logo, após dois anos, o modelo usado nos testes ofereceria uma capacidade de 3.200 mAh em vez de 4.000 mAh.

Com uma carga em 13%, liguei o Realme 8 5G na tomada. Em 35 minutos, a bateria estava na metade. O display mostrou 100% após 1 hora e 20 minutos. Isso é bastante lento em comparação com a concorrência e também com o própria Dart Charge da Realme.

Benjamin Lucks, review do Realme 8 5G

Em 2021, a Oppo também demonstrou com sucesso um tempo de carga de 20 minutos em uma bateria de 4.000 mAh e um carregador (com fio) de 125 W. Aliás, o Oppo Find X3 Pro já consegue apresentar um tempo de carga bem surpreendente: em 10 minutos o dispositivo carrega de 0 a 40% usando uma potência de 65 W.

Como você deve ter percebido, não é a toa que estes tempos de carga rápida estão associados ao nome das fabricantes, pois dependem quase exclusivamente de sistemas de carregamento proprietários. Desta forma, a Realme, por exemplo, usa o sistema SuperDart (65 W); a Oppo o VOOC Super (65 W); e a OnePlus o Warp Charge 30T (30 W) ou 65T (65 W). Samsung, Apple e Google usam o padrão USB-PD, por exemplo, que acaba variando entre 18 e 45 W.

O Samsung Galaxy A51 oferece uma autonomia média [...] Mas o verdadeiro problema é a recarga rápida, que não é nada rápida.

Antoine Engles, review do Galaxy A51 (smartphone da Samsung mais vendido de 2020)

Por fim, no quesito potência de carregamento, como citado acima, a rapidez da recarga pode trazer a vantagem de tempos menores de carregamento, mas impacta diretamente na vida da bateria, pois o carregamento rápido permanente pode causar problemas de desgaste da bateria a longo prazo.

Neste sentido, carregar um aparelho como o Samsung Galaxy A52 5G com um carregador USB-PD de apenas 25 W pode demorar mais, mas tem suas vantagens quando comparado com a carga SuperDart de 50 W do Realme 8 Pro, por exemplo.

Agora quero saber a sua opinião sobre tudo isso: no fim do dia, qual é a potência de recarga rápida suficiente para você?

Que potência de carregamento rápido é suficiente em 2021?

Quanto tempo um celular deveria precisar para carregar de 0 a 100% em 2021?

Até aqui, você também deve ter percebido que tempos de carregamento rápidos são parte importante no portfólio das principais fabricantes chinesas, certo? Logo, preciso informar que, de acordo com os padrões da indústria na China, após 400 ciclos de carga, uma bateria deve ter pelo menos 60% de sua capacidade original.

Isso equivaleria a basicamente um ano de uso se comparado ao exemplo que demos acima no caso da Xiaomi. E, convenhamos, não é um padrão realmente alto. Além disso, os preços praticados pelas fabricantes chinesas são, em sua maioria, inferiores àqueles que vemos entre Apple, Google, Samsung e Motorola, o que torna possível trocar de celular com mais frequência.

Sinto falta de qualquer tipo de recurso de carregamento rápido que normalmente é encontrado nos smartphones rivais. Também pesa que, pela primeira vez na história, a Apple tenha decidido excluir um adaptador de recarga na caixa do iPhone 12.

Julia Froolyks, review do iPhone 12 Pro

Agora, considerando fatores como o preço dos smartphones, o tempo de permanência com o mesmo aparelho e, claro, a demanda dos tempos modernos, na sua opinião: quanto tempo um celular deveria levar para carregar de 0 a 100% em 2021?

Quanto tempo um celular deveria precisar para carregar de 0 a 100% em 2021?

Carregamento rápido é realmente importante para você?

Há dois meses, testei o Motorola Moto G30, um celular intermediário que oferece uma bateria de 5.000 mAh com tecnologia de TurboPower a 20 W. O tempo de carregamento total do aparelho, ou seja, de 0 a 100%, é de cerca de 2h30min.

Na época, considerando a autonomia do aparelho — dependendo do uso que você faz do celular é realmente possível usar o Moto G30 por até dois dias (ou mais) sem precisar plugar o celular na tomada — eu até poderia relevar essa demora.

5 minutos na tomada foram suficientes para 15% de carga, sendo que meia carga levou apenas 20 minutos, sem nenhum sinal de aquecimento anormal.

Rubens Eishima, review do Realme 8 Pro

Por outro lado, há algumas semanas, durante o meu tempo de review com o OnePlus Nord CE, que infelizmente só pode ser adquirido no Brasil via importação, a experiência com a tecnologia de carregamento rápido Warp Charge 30T Plus em uma bateria de 4.500 mAh fui muito superior. Em menos de uma hora de carregamento, o Nord CE já entregava uma carga completa.

Se tivesse que escolher hoje, entre um modelo e outro com base apenas na capacidade de bateria e tecnologia de carregamento rápido, ficaria com o dispositivo da OnePlus. Isso porque, no fim do dia, saberia que não seria um problema contar com uma carga suficientemente boa com pouco tempo de recarga caso esqueça de carregar o celular e tenha que sair de casa.

Logo, entendi que sim, carregamento rápido é realmente importante para mim, pois não me importo de ter que carregar o celular mais vezes durante a semana. Além disso, costumo mudar de celular em uma janela de 18 a 24 meses. Um dos motivos para isso é um considerável declínio da capacidade da bateria.

Mas e para você: carregamento rápido é realmente importante? É algo que faz você optar por um aparelho ou marca em detrimento a outra? Como nossa enquete não é interativa, convido você a justificar a sua resposta na seção de comentários abaixo, para que possamos entender melhor o resultado desta pesquisa.

Carregamento rápido é realmente importante para você?

E aí, você chegou ao final desta enquete feliz ou triste com o desempenho da tecnologia de carregamento do seu celular? Como sempre, gostaria de agradecer antecipadamente a todas as pessoas que irão participar desta pesquisa e compartilhar ideias nos comentários. Desejo a todos e a todas um excelente fim de semana e, na segunda-feira, meu colega Rubens Eishima irá analisar e revelar os resultados, pois eu estarei gozando de merecidas férias!

ÚLTIMOS ARTIGOS

2 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Jairo rios há 3 semanas Link para o comentário

    Prefiro uma bateria paruda, mínimo 4500mAh do que carregamento rápido.


  • Soterio Salles há 3 semanas Link para o comentário

    Eu não ligo muito pra velocidade de carregamento, gostaria mesmo é de ver novas tecnologias pra aumentar a autonomia da bateria isso sim.
    Atualmente carrego meu celular sem o carregamento rápido porque para o meu uso não faço tanta questão.

    Cadê as tais baterias de grafeno?