NextPit

iPhone ou Samsung, qual celular escolher em 2021?

Atualizado: linha iPhone 13 adicionada
iPhone ou Samsung, qual celular escolher em 2021?

Apple e Samsung, a cada novo lançamento das duas marcas, fãs e a imprensa especializada se lançam a comparar os novos modelos com os rivais e gerações anteriores. Quais as diferenças e semelhanças entre as gamas de celulares das duas fabricantes? Quais são os pontos fortes de cada uma delas? É o que apresentamos neste artigo.

As duas empresas são as que oferecem os ecossistemas mais completos e integrados, mas longe de procurar uma empresa ou linha de produtos superior à outra, o objetivo aqui é apresentar as alternativas de cada lado e ajudar quem ainda pode estar na dúvida entre modelos das duas marcas.

Pegue um atalho

iPhone ou Samsung: catálogos e preços

Vantagens da Samsung em relação à Apple:

  • Variedade do catálogo;
  • Preços mais acessíveis.

Vantagens da Apple sobre a Samsung:

  • Gama de produtos mais clara;
  • Funcionalidades e desempenho de modelos antigos ainda são competitivos.

Nos últimos anos, a linha de celulares da Apple aumentou um pouco, com a chegada dos modelos mini e a manutenção de aparelhos das gerações anteriores. Mesmo assim, a gama de produtos iPhone ainda é o menor entre as cinco maiores fabricantes de celulares atualmente.

Catálogo e preços do iPhone

No final de 2021, o catálogo da Apple inclui oito modelos, quatro lançados em 2021, três em 2020 e um de 2019. A empresa costuma manter alguns modelos da geração anterior em seu catálogo, baixando seus preços. A exceção é o modelo SE (2020), que funciona como uma linha de entrada, mas traz especificações do então flagship iPhone 11 a uma faixa de preço quase intermediária.

Linha de celulares da Apple em 2021

  Modelo Pro (grande) Modelo Pro (médio) Dica da redação Mini iPhone Coleção 2020 Coleção 2020 mini Veterano 2019 iPhone intermediário
Produto
Preço de tabela R$ 10.499 R$ 9.499 R$ 7.599 R$ 6.599 R$ 6.499 R$ 5.699 R$ 4.999 R$ 3.699
Foto Apple iPhone 13 Pro Max Apple iPhone 13 Pro Apple iPhone 13 Apple iPhone 13 Mini Apple iPhone 12 Apple iPhone 12 Mini Apple iPhone 11 Apple iPhone SE 2020
Ficha técnica 6,7 polegadas, OLED, 120 Hz
2778 x 1284 pixels (458 ppi)
Apple A15, 5G
128 / 256 / 512 GB / 1 TB ROM
Câmera tripla
Grande angular 12 megapixels
Ultra angular 12 megapixels
Teleobjetiva 12 megapixels
Setembro 2021
6,1 polegadas, OLED, 120 Hz
2532 x 1170 pixels (460 ppi)
Apple A15, 5G
128 / 256 / 512 GB / 1 TB ROM
Câmera tripla
Grande angular 12 megapixels
Ultra angular 12 megapixels
Teleobjetiva 12 megapixels
Setembro 2021
6,1 polegadas, OLED, 60 Hz
2532 x 1170 pixels (460 ppi)
Apple A15, 5G
128 / 256 / 512 GB ROM
Câmera dupla
Grande angular 12 megapixels
Ultra angular 12 megapixels
Setembro 2021
5,4 polegadas, OLED, 60 Hz
2340 x 1080 pixels (476 ppi)
Apple A15, 5G
128 / 256 / 512 GB ROM
Câmera dupla
Grande angular 12 megapixels
Ultra angular 12 megapixels
Setembro 2021
6,1 polegadas, OLED, 60 Hz
2532 x 1170 pixels (460 ppi)
Apple A14, 5G
64 / 128 / 256 GB ROM
Câmera dupla
Grande angular 12 megapixels
Ultra angular 12 megapixels
Outubro de 2020
5,4 polegadas, OLED, 60 Hz
2340 x 1080 pixels (476 ppi)
Apple A14, 5G
64 / 128 / 256 GB ROM
Câmera dupla
Grande angular 12 megapixels
Ultra angular 12 megapixels
Outubro de 2020
6,1 polegadas, LCD, 60 Hz
1792 x 828 pixels (326 ppi)
Apple A13 Bionic, 4G
64 / 128 / 256 GB ROM
Câmera dupla
Grande angular 12 megapixels
Ultra angular 12 megapixels
Setembro de 2019
4,7 polegadas, LCD, 60 Hz
1334 x 750 pixels (326 ppi)
Apple A13 Bionic, 4G
64 / 128 / 256 GB ROM
Câmera simples
Grande angular de 12 megapixels
Abril de 2020
Avaliação
Ainda não foi avaliado
Ainda não foi avaliado
Vá para o hands-on
Ainda não foi avaliado
Vá para o review
Vá para o review
Vá para o review
Confira o hands-on
Confira ofertas*

Veja o preço

Veja o preço

Veja o preço

Veja o preço

Veja o preço

Veja o preço

Veja o preço

Veja o preço

Com o lançamento da família iPhone 13, seis dos oito modelos da marca incluem suporte 5G e tela OLED, enquanto os modelos iPhone 11 e SE utilizam telas LCD e modem 4G.

Catálogo de celulares e preços da Samsung

Enquanto a família iPhone 2021 pode ser contada na ponta dos dedos (das mãos), o catálogo da Samsung é bem mais amplo, cobrindo desde celulares que apenas oferecem o essencial até modelos sofisticados com suporte à recursos como caneta Stylus e até mesmo telas dobráveis, categoria em que a fabricante sul-coreana tem poucos rivais dois anos após o lançamento do Galaxy Fold.

A linha de celulares da Samsung faz parte da família Galaxy, que inclui ainda wearables, fones, tablets, notebooks e outros gadgets. A família é dividida em categorias como a Galaxy Z — de celulares dobráveis —, Galaxy S — de aparelhos premium —, Galaxy Note — de phablets, sem atualização em 2021 — Galaxy A e M — de modelos de entrada e intermediários — e Galaxy XCover — com celulares resistentes, posicionados para o segmento corporativo.

  Dobrável com tela grande Dobrável compacto Flagship tradicional S21 com tela maior Carro-chefe de 2021 Flagship acessível Flagship com caneta O último note?
Produto
Preço de tabela R$ 11.519,10 R$ 6.299,10 R$ 9.499,00 R$ 6.999 R$ 5.999,00 R$ 4.499,00 R$ 7.999,00 R$ 6.499
Foto Samsung Galaxy Z Fold 3 Samsung Galaxy Z Flip 3 Samsung Galaxy S21 Ultra Samsung Galaxy S21+ Samsung Galaxy S21 Samsung Galaxy S20 FE Samsung Galaxy Note 20 Ultra 5G Samsung Galaxy Note 20
Ficha técnica 7,6 polegadas, Dynamic AMOLED
2208 x 1768 pixels
6,2 polegadas, Super AMOLED
2268 x 832 pixels
Qualcomm Snapdragon 888
256/512 GB de ROM
12 GB de RAM
Câmera tripla
Principal: 12 MP
Ultra-angular: 12 MP
Teleobjetiva: 12 MP
4.400 mAh
Agosto de 2021
6,67 polegadas, Dynamic AMOLED 
2640 x 1080 pixels
1,9 polegadas, AMOLED
260 x 512 pixels
Qualcomm Snapdragon 888
128/256 GB de ROM
8 GB de RAM
Câmera dupla
Principal: 12 MP
Ultra-angular: 12 MP
3.300 mAh
Agosto de 2021
6,8 polegadas, Dynamic AMOLED
3200 x 1440 pixels
Exynos 2100 (Brasil)
128 / 256 / 512 GB de ROM
12 / 16 GB de RAM
Câmera quádrupla
Principal: 108 MP
Ultra-angular: 12 MP
Teleobjetiva 1: 10 MP
Teleobjetiva 2: 10 MP
5.000 mAh
Janeiro de 2021
6,7 polegadas, Dynamic AMOLED
2400 x 1080 pixels
Exynos 2100 (Brasil)
128 / 256 GB de ROM
8 GB de RAM
Câmera tripla
Principal: 12 MP
Ultra-angular: 12 MP
Teleobjetiva: 64 MP
4.800 mAh
Janeiro de 2021
6,2 polegadas, Dynamic AMOLED
2400 x 1080 pixels
Exynos 2100 (Brasil)
128 / 256 GB de ROM
8 GB de RAM
Câmera tripla
Principal: 12 MP
Ultra-angular: 12 MP
Teleobjetiva: 64 MP
4.000 mAh
Janeiro de 2021
6,5 polegadas, Dynamic AMOLED
2400 x 1080 pixels
Exynos 990 (SM-G780F)
Snapdragon 865 (SM-G780G)
128 / 256 GB de ROM
6 / 8 GB de RAM
Câmera tripla
Principal: 12 MP
Ultra-angular: 12 MP
Teleobjetiva: 64 MP
4.500 mAh
Setembro de 2020
Dynamic AMOLED de 6,9 polegadas
3088 x 1440 pixels
Exynos 990 (Brasil)
128/256/512 GB de ROM
8/12 GB de RAM
Câmera tripla
Principal: 108 MP
Ultra-angular: 12 MP
Teleobjetiva: 12 MP
4.500 mAh
Agosto de 2020
Dynamic AMOLED de 6,9 polegadas
3088 x 1440 pixels
Exynos 990 (Brasil)
128/256/512 GB de ROM
8/12 GB de RAM
Câmera tripla
Principal: 108 MP
Ultra-angular: 12 MP
Teleobjetiva: 12 MP
4.500 mAh
Agosto de 2020
Avaliação
Vá para o hands-on
Vá para o review
Vá para o review
Vá para o review
Vá para o review
Vá para o review
Vá para o review
Vá para o review
À oferta*

Em pré-registro

Em pré-registro

Veja o preço

Veja o preço

Veja o preço

Veja o preço

Veja o preço

Veja o preço

Como as linhas Galaxy A, M e XCover não concorrem diretamente com modelos Apple, listamos acima apenas os modelos que ocupam uma mesma faixa de preço semelhante à da linha iPhone. Todos os aparelhos — das linhas Z, S e Note — trazem processadores topo de linha e telas OLED, além de múltiplas câmeras no conjunto fotográfico. Já o suporte ao 5G está incluído em todos os modelos atualizados das linhas em 2021, enquanto para os aparelhos 2020 é possível encontrá-los em versões 4G ou 5G.

Já os preços praticados pelas duas empresas mostram uma diferença importante entre elas: enquanto os valores cobrados nos modelos Apple costumam se manter estáveis até a chegada de uma nova geração, os preços dos modelos Samsung costumam cair rapidamente — especialmente no Brasil, onde após um ano no mercado o Galaxy S20 FE pode ser encontrado por metade do preço sugerido no lançamento.

Isso tem impacto na desvalorização e preço de revenda dos aparelhos, que no caso dos iPhones recebem novas versões de sistema e atualizações de segurança geralmente por mais anos, diferença que a Samsung tem tentado reduzir nos últimos meses.

iPhone ou Samsung: hardware

Vantagens da Samsung em relação à Apple:

  • Especificações mais chamativas;
  • Diferenciais como telas dobráveis e caneta Stylus.

As vantagens da Apple em relação à Samsung:

  • Processadores superiores;
  • Não se deixa levar pela armadilha dos números superlativos.

Outra grande diferença entre as marcas é como elas abordam as especificações de seus aparelhos. Enquanto a Samsung aproveita sua gama de produtos mais variada para adotar recursos como telas dobráveis, sensores de digital sob a tela, suporte a caneta e até mesmo a câmera de selfie sob a tela, a Apple prefere adotar uma postura mais conservadora. Ainda que em boa parte dos exemplos a sul-coreana não tenha sido a pioneira no mercado, a Apple não oferece nenhum dos recursos em 2021.

Até mesmo as telas OLED, padrão na linha Galaxy S desde a primeira geração (2010), só foi adotada amplamente pela Apple com a linha iPhone 12 (2020), enquanto as altas taxas de atualização do componente — moda entre os flagships Android em 2020 — só chegou à família iPhone em 2021, exclusivamente para os modelos iPhone 13 Pro e Pro Max.

Apple iPhone 13 vs Samsung Galaxy S21

Especificações
Produto
Foto Apple iPhone 13 Samsung Galaxy S21
Processador Apple A15 Bionic (5 nm)
Hexa-core:
2x Avalanche @ 3,23 GHz
4x Blizzard
Exynos 2100 (5 nm)
Octa-core:
1x Cortex-X1 2.9 GHz
3x Cortex-A78 @ 2,8 GHz
4x Cortex-A55 @ 2,2 GHz
Armazenamento 128 GB
256 GB
512 GB
128 GB
256 GB
Armazenamento expansível não
Tela OLED de 6,1 polegadas "Super Retina XDR"
1170 x 2532 pixels, 460 DPI
Taxa de atualização de 60 Hz
Brilho máximo de 1200 nits
OLED de 6,2 polegadas "Dynamic AMOLED"
1080 x 2400 pixels, 421 DPI
Taxa de atualização de 120 Hz
Brilho máximo de 1300 nits
Câmera Principal 12 MP: f/1.6 / Dual Pixel PDAF / sensor-shift OIS
Ultrawide 12 MP: f/2.4 / 120° FOV
Selfie 12 MP: f/2.2 / 1/3.6" / FOV 120
Principal 12 MP: f/1.8 / 1/1.76" / Dual Pixel PDAF / OIS
Ultrawide 12 MP: f/2.2 / 1/2.55" / FOV 120° / Super Steady Video
Telefoto 64 MP: f/2.0 / 1/1.72" / PDAF / OIS / 3x zoom híbrido
Selfie 10 MP: f/2.2 / 1/3.24" / Dual Pixel PDAF
Vídeo 4K a 24/25/30/60 FPS / 1080p a 25/30/60 FPS / 720p a 30 FPS
HDR / Dolby Vision HDR / som estéreo / OIS com deslocamento de sensor
8K a 24 FPS / 4K a 30/60 FPS / 1080p a 30/60/240 FPS / 720p a 960 FPS
HDR10+ / som estéreo / gyro-EIS
Bateria 3227 mAh
Recarga com fio 20 W USB PD 2.0
Recarga sem fio 15 W Qi/MagSafe
Carregador não incluído
4000 mAh
Recarga com fio 25 W USB PD 3.0
Recarga sem fio 15 W Qi
Carga reversa sem fio 4,5 W
Carregador não incluído
Áudio Estéreo
Sem saída para fones de ouvido
Preço R$ 7.599,00 R$ 3.656,55

Apple iPhone 13 Pro Max vs Samsung Galaxy S21 Ultra

Especificações
Produto
Figura Apple iPhone 13 Pro Max Samsung Galaxy S21 Ultra
Processador Apple A15 Bionic (5 nm)
Hexa-core:
2x Avalanche @ 3,23 GHz
4x Blizzard
Exynos 2100 (5 nm)
Octa-core:
1x Cortex-X1 2.9 GHz
3x Cortex-A78 @ 2,8 GHz
4x Cortex-A55 @ 2,2 GHz
Armazenamento 128 GB
256 GB
512 GB
1 TB
128 GB
256 GB
512 GB
Armazenamento expansível não
Tela OLED de 6,7 polegadas "Super Retina XDR"
2778 x 1284 pixels, 458 DPI
Taxa de atualização de 120 Hertz
Brilho máximo de 1200 nits
OLED de 6,8 polegadas "Dynamic AMOLED"
1440 x 3200 pixels, 515 DPI
Taxa de atualização de 120 Hertz
Brilho máximo de 1300 nits
Câmera Principal 12 MP: f/1.5 / Dual Pixel PDAF / sensor-shift OIS
Ultrawide 12 MP: f/1.8 / 120° FOV / PDAF
Telefoto 12 MP: f/2.8 / PDAF / OIS / 3x zoom
Sensor LiDAR
Selfie 12 MP:
f/2.2 / 1/3.6" / FOV 120
Principal 108 MP: f/1.8 / 1/1.33" / PDAF / OIS
Ultrawide 12 MP: f/2.2 / 1/2.55" / FOV 120° / Super Steady Video
Telefoto 1 10 MP: f/4.9 / 1/3.24" / PDAF / OIS / 10x zoom
Telefoto 2 10 MP: f/2.4 / 1/3.24" / PDAF / OIS / 3x zoom
Selfie 40 MP: f/2.2 / 1/2.8" / Dual Pixel PDAF
Vídeo 4K a 24/25/30/60 FPS / 1080p a 25/30/60 FPS / 720p a 30 FPS
ProRes / HDR / Dolby Vision HDR / som estéreo / OIS com deslocamento de sensor
8K a 24 FPS / 4K a 30/60 FPS / 1080p a 30/60/240 FPS / 720p a 960 FPS
HDR10+ / som estéreo / gyro-EIS
Bateria 4352 mAh
Recarga com fio 20 W USB PD 2.0
Recarga sem fio 15 W Qi/MagSafe
Carregador não incluído
5000 mAh
Recarga com fio 25 W USB PD 3.0
Recarga sem fio 15 W Qi
Carga reversa sem fio 4,5 W
Carregador não incluído
Áudio Estéreo
Sem saída para fones de ouvido
Preço R$ 10.499 R$ 7.199,10

Com a Apple finalmente adotando telas com taxa de atualização de 120 hertz em 2021 na linha iPhone 13 Pro, caiu uma das diferenças mais perceptíveis para os flagships Android. Por outro lado, a linha Galaxy continua oferecendo conjuntos de câmera mais versáteis, incluindo lentes adicionais. Neste ponto, é importante destacar que o iPhone 12 Pro Max derrotou o S21 Ultra em nosso teste cego de câmeras em 2021 e a parte fotográfica foi um dos pontos em que a Apple mais investiu na linha iPhone 13.

Enquanto a Samsung se destaca com números superlativos em sua ficha técnica, o ponto alto da Apple é a integração de seus componentes, com destaque para os processadores. A empresa costuma comparar seus SoCs com a concorrência, anunciando que o novo A15 de 2021 é 50% mais rápido que seu rival direto no sistema Android (presumivelmente o Snapdragon 888).

Mesmo sem oferecer mais detalhes sobre os testes usados ou mesmo o nome do chip comparado, o fato é que mesmo o processador Apple A14 já deixava para trás os rivais Snapdragon 888 e Exynos 2100 tanto em tarefas de processamento genérico, quanto gráfico.

iPhone ou Samsung: software

Vantagens da Samsung em relação à Apple:

  • Interface mais personalizável;
  • Otimização para multitarefa muito mais avançada.

Vantagens da Apple em relação à Samsung:

  • Experiência suave e sem surpresas em todos os iPhones atuais;
  • Proteção de dados muito alta;
  • Aplicativos nativos de alta qualidade;
  • Atualizações de recursos e segurança por mais tempo;
  • Design claro e ordenado.

Tanto o iOS quanto a OneUI tem seus fãs e críticos, e não é possível separar a compra dos aparelhos de seus respectivos sistemas operacionais. Neste ponto, a integração vertical da Apple marca pontos novamente, com um funcionamento consistente praticamente em todos os modelos oferecidos na gama atual (e até muitos aparelhos antigos). Críticos porém, podem apontar a influência do "conservadorismo" da empresa na adoção de recursos, até mesmo os que não dependem do hardware, caso dos widgets introduzidos no iOS 14.

O fato é que a convergência de recursos não para, com os sistemas adotando características lançadas pelo outro. Até mesmo uma das grandes vantagens do iOS — o suporte a longo prazo —, começa a ser copiada pela Samsung, que anunciou uma política de atualizações que oferece previsibilidade para seus clientes, ainda que muito longe do que a Apple oferece para aparelhos como o iPhone 6S, que deve receber as atualizações de segurança do iOS 15 pelo menos até setembro de 2022, sete anos após o seu lançamento.

Leia também: iOS 15: estes são os recursos mais importantes do novo sistema

apple ios 15 facetime android ios
iOS 15 se aproxima (literalmente) do Android abrindo as chamadas do Facetime ao sistema do Google / © Apple

Já a experiência de uso é um ponto altamente subjetivo, e nesse caso não é possível dizer qual opção é melhor para essa ou aquela pessoa. Em linhas gerais, quem gosta de personalizar o sistema geralmente encontra mais opções no campo Android/OneUI, enquanto o iOS se destaca por opções padrões mais sensatas, inclusive com relação à privacidade e proteção de dados, falando nisso...

iPhone ou Samsung: proteção de dados

Vantagens da Samsung em relação à Apple:

  • Nenhuma.

Vantagens da Apple em comparação com a Samsung:

  • Mais controles e recursos de privacidade;
  • Informações mais claras na App Store sobre o uso de dados pessoais;
  • Opções padrão "mais seguras".

Aqui novamente, a Apple ainda tem uma certa vantagem sobre os fabricantes de Android. Mas a situação não é tão clara como era no passado. E por passado, quero dizer apenas dois anos atrás. Portanto, a Samsung se beneficiou muito dos avanços de segurança que o Google fez no Android.

Quando se trata de segurança, o número de critérios a considerar é grande demais para o escopo deste artigo. É por isso que me limitei às características de privacidade e segurança de cada fabricante.

Recursos de privacidade da Samsung

Com a OneUI 3, a Samsung integrou as novas características de privacidade do Android 11. A primeira delas é o sistema de permissões únicas que você pode conceder ou negar a aplicativos em seu smartphone. Assim, você pode permitir que um aplicativo acesse sua localização, microfone ou câmera apenas uma vez, até que você feche o app em questão.

O fato de não ter que permitir a geolocalização em segundo plano de imediato também é uma vantagem. De agora em diante, você tem que fazê-lo a partir da página dedicada ao aplicativo em questão a partir das configurações do sistema. Passos adicionais que devem desencorajar ou pelo menos fazer você pensar duas vezes antes de deixar um aplicativo rastreá-lo, mesmo quando não estiver usando-o.

O armazenamento com isolamento (lançado no Android 10), que permite compartimentar os dados aos quais diferentes aplicações têm acesso, com uma aplicação não podendo acessar o "espaço" da outra e vice-versa. Em termos práticos, isto limita o acesso de aplicativos a apenas algumas pastas no armazenamento interno, de modo que os apps não podem ver seus outros arquivos.

Para gerenciamento de arquivos, One UI 3.0 tem uma nova permissão de "Acesso a todos os arquivos", que permite funcionar como nas versões anteriores. Entretanto, o pedido deve atender a certas condições para ter essa permissão. Todos os outros apps são limitados ao "Acesso à mídia apenas".

NextPit Android 12 10
Indicadores de acesso dos apps ao microfone e à câmera estavam disponíveis na MIUI e iOS antes do Android 12 / © NextPit

Recursos de privacidade da Apple

Após o lançamento do recurso ATT ou App Tracking Transparency no iOS 14.5, que deu ao usuário mais controle sobre o rastreamento pessoal feito por aplicativos no sistema, o iOS 15 ampliou a transparência do acesso dos apps aos seus dados, trazendo o Relatório de Privacidade de apps, mostrando como eles usam as permissões concedidas, além das trocas de dados com rastreadores de comportamento.

Além disso, a Apple moveu o processamento de diversos dados pessoais da nuvem para o próprio aparelho, incluindo o reconhecimento de fala da Siri. Outra novidade no iOS 15 são as proteções adicionais no app Mail para ocultação do endereço IP, e no caso dos assinantes do plano iCloud+ até mesmo a criação de e-mails únicos e o recurso de Retransmissão Privada (Private Relay), que redireciona suas requisições por endereços diferentes (e de forma criptografada) para dificultar o registro de padrões de navegação.

iPhone ou Samsung: preço de revenda

Vantagens da Samsung em relação à Apple:

  • Celulares são vendidos a um preço bem abaixo do inicial poucos meses após seu lançamento;
  • Flagships têm boas quedas de preços, ao contrário dos iPhones;
  • O mercado de segunda-mão força os varejistas a fazer promoções regulares;
  • Programas eventuais de recompra de aparelhos (dependendo do país).

Vantagens da Apple em comparação com a Samsung:

  • Possibilidade de revender seu iPhone a um bom preço um ou dois anos após a compra;
  • Programa de recompra de aparelhos (não disponível no Brasil).

Este é um critério-chave a ser considerado ao comprar um celular. Geralmente, uma pessoa média troca de celular a cada 2 ou 3 anos. Revender seu antigo aparelho para bancar a compra de um novo é obviamente uma prática comum. Mas o fato é que os celulares Android se desvalorizam muito mais rápido do que os iPhones.

De acordo com um estudo encomendado e publicado em janeiro passado pela Bankmycell, os smartphones Android perderam uma média de mais de 33% de seu valor em 2020, em comparação com cerca de 16% para iPhones. Este declínio chega a mais de 50% para um smartphone intermediário.

iphone vs samsung price drops
Os Android topo de linha perdem mais de 30% de seu valor inicial um ano após o lançamento / © NextPit

Há muitas razões para esta depreciação mais rápida do Android do que da Apple. Tomemos como exemplo a Samsung. A fabricante lança mais de 10 celulares a cada ano. Em 2020, a Apple lançou apenas 5. Os modelos mais acessíveis da Samsung devem ser renovados com mais freqüência, idealmente a cada ano, se a fabricante quiser maximizar suas vendas.

Se as pessoas revendem seus smartphones mais cedo, é normal que elas percam seu valor mais rapidamente. Se você quiser renovar seu iPhone, terá que esperar mais tempo, já que a Apple só lança uma vez por ano, em média. Como os iPhones são mais caros que seus pares Android, é normal que os usuários Apple mantenham seu iPhone para revendê-lo no momento mais conveniente.


Este artigo foi desenvolvido em colaboração com Antoine Engels. O artigo foi atualizado após o anúncio das linhas Galaxy Z Fold, Z Flip e iPhone 13, portanto, os comentários abaixo podem fazer referência a modelos removidos na versão atual.

Os links compartilhados neste artigo são links de afiliados. Isso significa que o NextPit obtém uma pequena participação nos lucros se você comprar produtos através deles. Isso não gera custos adicionais para você e não tem nenhuma influência sobre o conteúdo editorial do site. Saiba mais sobre como monetizamos o site na nossa página de transparência.
Gostou do artigo? Então compartilhe!
Comentar agora

11 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Vinicius Guerra há 1 semana Link para o comentário

    iPhone infelizmente, apesar de ter um grande sistema, ilude muito por causa de suas restrições, além do preço ser bem mais caro, embora tenha um ecossistema próprio, mas e daí, são poucas pessoas que sabem utilizar todos os recursos a contento. Já o Android, esse possui uma gama de funções interessantes, flexibilidade, além de aplicativos até mais interessantes para quase tudo. No iOS, quando tem, é tudo pago!

    Um detalhe também a ser mencionado, o suporte da Apple, pós venda é de 1° mundo, mas em contra partida, nem tudo são flores, pois passado 1 ano, você já sente uma certa perda de eficiência na bateria, enquanto que no Android, pelo menos na Samsung, antiga Motorola, entre outras, nunca vi.

    O mais importante é você comprar um produto que funcione por muito tempo e que te traga satisfação.

    Mais um detalhe também interessante, hoje qualquer topo de linha consegue executar tarefas de modo tão otimizado ou até melhor que no iOS. Ou seja, o velho abismo entre sistemas acabou faz tempo.


  • Lucas N. há 2 semanas Link para o comentário

    "iPhone ou Samsung: proteção de dados
    Vantagens da Samsung em relação à Apple:

    Nenhuma."

    Sabemos que a Apple possui uma reputação a zelar, mas tá de brincadeira ao comentar isso tão duramente, né? Só pode ser um usuário de iPhone ou nunca ter acompanhando a evolução da One UI desde o início pra mencionar isso!


    • Rubens Eishima
      • Equipe
      há 2 semanas Link para o comentário

      O fato é que a Samsung (e o Android em geral) ainda tá seguindo os passos da Apple nesse ponto.
      (assim como a Apple ainda segue o Android em questões de personalização, etc).

      Mas sim, a Samsung ainda é uma das melhores fabricantes Android nesse quesito.


      • Lucas N. há 2 semanas Link para o comentário

        Não generalizando, mas o problema na menção citada é a sensação passada que os donos de smartphones Android, especialmente aos possuintes de um Samsung como eu, experimentam:

        É como se tudo o que foi feito pela Samsung desde o lançamento do Knox com o Galaxy S4 (e pelas outras fabricantes Android com os seus próprios recursos) para reforçar a proteção e a segurança de dados pessoais e sensíveis não valesse absolutamente nada diante do iOS, um sistema que passou a ter diversos macetes de acesso divulgados em fóruns para alguém realizar o desbloqueio do iPhone sem ser necessária uma formatação.
        Já sabemos que o Android jamais chegará a um nível de perfeição justamente por ser open-source, a não ser que reconstruam toda a interface sobre uma plataforma segura. Agora, comparar esta deficiência em segurança e proteção de um sistema considerado pelo próprio mantenedor como "aberto ao público" ao iOS, julgado pela grande massa dos seus próprios usuários um sistema - que era - rigorosamente limitado, é um tanto exagerado, você não acha?

        É como se eu fosse intimado a comprar um iPhone, pegar o smartphone que custou ao meu bolso 4.400 reais e jogar no descarte porque não protege a minha privacidade e não mantém os dados dentro dele a salvo de mal intencionados!


  • Jairo rios há 2 semanas Link para o comentário

    Samsung tem que abrir o olho no quesito materiais usados na construção , topo de linha em construção de plástico é ridículo , tira toda sensação premium do gadget , tira o sex appeal.


  • Luciano há 3 meses Link para o comentário

    Sou avesso aos dois, não teria nem um nem outro, ambos são bem caros e como sou usuário android há N opções melhores no mercado.
    Tenho familiares e amigos que usam as duas em questão, e já ouvi de tudo, no caso da Apple a famigerada bateria que não dura nada e tem que recarregar muito, na Samsung problemas de software e até de garantia e assistência técnica deficiente.
    Portanto, são dois fabricantes que eu passo com certeza!


  • Alcides Rogério de Brito há 4 meses Link para o comentário

    As atualizações dos aparelhos Android são ridículas porque seus usuários são trouxas. Custa crer como um sistema tão caótico possa existir ainda. O ambiente android se assemelha à uma grande lixeira.


    • Douglas Charles Cunha há 2 semanas Link para o comentário

      Seria bom ter educação.
      Mesmo o ambiente Android sendo "tão caótico" ainda é bem melhor que o iOS que, atualmente, anda atrasado uns dois ou três anos.


    • Vinicius Guerra há 1 semana Link para o comentário

      Sistema excelente do Android, assim como o iOS também é muito bom e também, gostos e preferências devem ser respeitados. Cada pessoa opta pelo sistema o qual achar mais conveniente. Ninguém tem o direito de achar-se superior por usar o produto A ou B.

      Cada sistema tem suas vantagens e desvantagens, o Android ele acaba sendo muito mais flexível, por isso é aclamado e mais utilizado no mundo inteiro, estariam essas pessoas também erradas?

      Quero ver baixar aplicativos específicos onde só a plataforma Android possui, já tive 2 iPhones e não quero mais. Na minha opinião, e para minha utilização não vale a pena.

      Tive que comprar um S21 para poder usufruir também da minha Android TV recém comprada.

      Não adianta a Apple ter um sistema de certo modo até maravilhoso, se com o tempo a bateria pifa com atualizações, até para colocar uma música como toque no aparelho é um dilema, enfim, acredito eu que cada usuário deve saber o que é melhor para si não acha?


  • Jairo rios há 4 meses Link para o comentário

    Acho que depende do gosto de cada um , quem gosta ou necessita de total integração dos gadgets vai de iOS , comprando Apple fora do Brasil sai mais em conta , quem gosta da "liberdade"e personalização do Android vai dele.


  • Soterio Salles há 4 meses Link para o comentário

    Eu sendo um fã do Android ficaria com a Samsung sem pensar.
    Ambos os sistemas estão num patamar bem próximo em termos de recursos hoje em dia, até digo que a experiência de usuário é bem próxima mas aquelas "vantagens" que o Android me oferece é que me fazem gostar do sistema em si.
    Claro que eu iria adorar ter um ecossistema interligado e totalmente otimizado como a Apple faz com seus produtos mas não se pode ter tudo né? Kkkkkkkkkkk

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.